Terça-feira, Março 2, 2021
- Publicidade -

Futebol | Mação goleia em Ourém e amplia vantagem pontual para perseguidores (C/ fotos e audio)

CLUBE ATLÉTICO OURIENSE 0 – ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO 4
Campeonato Distrital da AFS- 1ª Divisão – 14ª jornada
Campo da Caridade
Ourém
21-01-2018

- Publicidade -

Muito público no Campo da Caridade em Ourém.

Numa tarde nublada e fria, com muito público nas bancadas, as equipas apresentaram-se dispostas a dar um bom espectáculo, alheias à polémica ao redor do encontro. O Conselho de Disciplina ao anunciar nas vésperas do jogo o castigo de suspensão por um ano a Mário Nelson, treinador do Atlético Ouriense, por factos, supostamente, acontecidos a cinco de outubro com estas mesmas equipas, criou um ambiente de alguma tensão.

- Publicidade -

Com Mário Nelson a comandar a sua equipa a partir da bancada as equipas não pareceram acusar a pressão e encararam o jogo de forma corajosa e frontal. Rapidamente encaixaram e foram repartindo a posse da bola e as ocasiões de perigo.

Mário Nelson comandou a sua equipa a partir da bancada.

Logo aos seis minutos uma cabeçada dum dianteiro de Ourém obrigou Chico Sousa a ceder o primeiro canto. O Mação pressionava alto tentando evitar a construção de jogadas por parte do Ouriense e apostava nas bolas paradas como arma preferencial.

No entanto, foi o Atlético a beneficiar de um livre direto, aos 14 minutos, com Dino a fazer passar o esférico perto da baliza à guarda de Chico Sousa. Na resposta, aos 18 minutos, foi a vez de Miguel Luz testar os reflexos de Hélio que defendeu o livre para canto.

Foi em toada de equilíbrio que se chegou ao minuto 28 e à primeira grande oportunidade do marcador se mover. Na marcação duma grande penalidade Miguel Luz proporcionou a Hélio uma enorme defesa. Na recarga Fábio Patrício enviou a bola ao travessão.

Hélio defende de forma superior penalti aos 28 minutos.

Na resposta, à passagem da meia hora, foi a vez de Moleiro fazer abanar o travessão da baliza do Mação. Pouco depois, aos 33 minutos, já com Rui Sousa em campo por lesão de João Freitas, Bruno Lemos executou um cruzamento perfeito para o remate de Marcos Patrício. Hélio defendeu para a trave, por instinto. Enorme defesa…Na execução do canto Esteves cabeceou por cima.

O jogo estava interessante de seguir e as equipas empenhavam-se com lances de alguma dureza a levar à amostragem de cartões amarelos. Aos 36 minutos, nova oportunidade para a equipa da casa. Fábio Lúzio abeirou-se da área maçaense e rematou de pronto. O esférico passou perto do poste da baliza à
guarda de Chico Sousa.

Perto do intervalo, aos 43 minutos, o Ouriense conduziu uma jogada de bom futebol, pela direita e o cruzamento proporcionou a Chico Sousa defesa apertada, a dois tempos.

Ouriense atacou muito mas não bateu Chico Sousa.

Com o tempo esgotado foram concedidos três minutos de compensação e no último deles o árbitro do encontro, João Veríssimo, assinalou livre direto à entrada da área
ouriense, descaído pela esquerda e Bruno Lemos, de forma irrepreensível, bateu Hélio. Marcador inaugurado e toda a gente para o descanso.

Golo de Bruno Lemos em cima do intervalo condicionou segunda parte.

Por aquilo a que se assistiu no primeiro tempo este resultado sabia a injustiça para as hostes de Ourém.

Jogo teve momentos de muita entrega.

A segunda parte foi condicionada pelo golo que encerrou a primeira parte. A equipa da casa foi obrigada a correr atrás do prejuízo, perdendo, assim, consistência defensiva.

E logo no segundo minuto do segundo tempo Miguel Seninho, em tarefas ofensivas, cruzou para Miguel Luz atirar por cima com muito perigo. O Ouriense estava mais afoito e à passagem do 56º minuto isolou Savá que na cara de Chico Sousa permitiu a defesa deste para canto.

Momento de assédio à baliza do Mação.

A resposta só surgiria dez minutos depois com Marcos Patrício, no coração da área, solto de marcação a rematar “à queima” para outra enorme defesa de Hélio para canto. Dois minutos depois, aos 68, o árbitro do encontro assinalou uma falta à entrada da àrea ouriense e expulsou Tiago Lúzio, por segundo amarelo.

Após muita reclamação rectificou a decisão pois era a primeira amostragem da cartolina a este jogador… !!! Do livre nada resultou.

Expulsão de Tiago Lúzio foi equívoco rectificado pelo árbitro.

Pouco depois foi a vez de Chico Sousa se aplicar e defender um livre bem executado. À passagem da meia hora do segundo tempo o Mação beneficiou dum livre à entrada da área do Atlético e Prates chamado à conversação fê-lo de forma a não dar hipóteses a Hélio aumentando a vantagem maçaense para dois golos.

A equipa do concelho de Ourém não baixou os braço e continuou na busca dos golos. Aos 77 minutos Tico quase marcava, de cabeça, na execução dum pontapé de canto.

Saída em falso de Chico Sousa não comprometeu.

O Mação defendia bem e sempre que podia contra atacava com muito perigo e aos 81 minutos beneficiou da precipitação de Tiago Lúzio que ao rasteirar um opositor em cima do bico da grande área levou o árbitro a apontar a marca dos onze metros e, agora sim, à amostragem do segundo amarelo e correspondente vermelho.

Da marca de grande penalidade Bruno Lemos aproveitou para bisar na partida e colocar o Mação a vencer por três bolas sem resposta.

Bruno Lemos, de penalti, faz o 0-3.

Se este resultado já era penalizador para o trabalho dos comandados por Mário Nelson maior expressão ganhou a três minutos do tempo regulamentar. Um atraso deficiente
para Hélio permitiu a intromissão de Miguel Luz que aproveitou para fechar a contagem.

Pouco depois terminou este bom encontro de futebol com números exagerados para um justo vencedor. A equipa de arbitragem teve alguns equívocos, tardou na amostragem de alguns cartões mas não teve influência direta no resultado.

Miguel Seninho tenta alvejar baliza de Hélio.

FICHA DE JOGO

CLUBE ATLÉTICO OURIENSE:
Hélio, Fábio Lúzio, Graça (Major), Tiago Ferreira, Savá, Dino, Leandro (Tiago Lúzio), Matias (Cambé), Patrik, Tio e Moleiro.
Suplentes não utilizados: Palheta, Diogo Reis e Afonso.
Treinador: Mário Nelson (suspenso).

Clube Atlético Ouriense.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico Sousa, Bernardo, Luís Esteves, Gonçalo Lélé, Miguel Seninho (Diogo Rocha), Bruno Lemos, Tiago Prates, Júlio Batista, Miguel Luz (Pedro Louro), João Freitas (Rui Sousa) e Marcos Patrício.
Suplente não utilizado: Nabais.
Treinador: João Vitorino.

Associação Desportiva de Mação.

GOLOS:
Bruno Lemos (2), Miguel Luz e Tiago Prates (ADMação).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
João Veríssimo, Nuno Coelho e Tiago Graça.

Equipa de arbitragem: João Veríssimo, Nuno Coelho e Tiago Graça com os capitães.

ACÇÃO DISCIPLINAR:
Cartão amarelo: Fábio Lúzio, Tiago Ferreira e Dino (Ouriense) ; Bernardo, Miguel Seninho, Júlio Batista e Miguel Luz (Mação).
Cartão vermelho (acumulação): Tiago Lúzio (Ouriense).

No final do jogo Mário Nelson aceitou falar sobre as incidências do mesmo e sobre o futuro após a decisão do Conselho de Disciplina da AFS o ter punido com um ano de suspensão:

Mário Nelson-treinador do Ouriense.

Também João Vitorino nos deu a sua opinião sobre o encontro:

João Vitorino-Treinador do Mação.

*Com David Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).