Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol (Juniores): Chuva de golos em Abrantes dá vitória à União Atalaiense

13 de fevereiro de 2016, 15 horas, Abrantes

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 2ª Divisão de Juniores

Sport Abrantes e Benfica 3 – União Desportiva Atalaiense 4

- Publicidade -

Num relvado em não muito boas condições e molhado, Abrantes e Benfica e União Atalaiense, mostraram porque são duas boas equipas deste Campeonato Distrital da 2ª Divisão de Juniores.

O jogo começa com as duas equipas a estudarem-se mutuamente e a adaptarem-se às condições do piso, no entanto não foi por isso que não se assistiu a lances de perigo junta das balizas. Aos 5 minutos, Diogo frente a Ivan, desperdiça a primeira oportunidade para os abrantinos e aos 7 foi Artur a desperdiçar para os atalaienses, permitindo a defesa de João Luz. Na sequência do canto, foi novamente João Luz, com excelente intervenção, a manter o nulo.

_MG_7164
Diogo desperdiça só com Ivan pela frente.

_MG_7191
João Luz nega o primeiro golo aos atalaienses.

Nos dez minutos seguintes a toada foi de equilíbrio, com o futebol a ser mais jogado sobre o meio campo e sem haver grandes lances de perigo. Ao minuto 18, João Luz, detém um remate inofensivo, mas após defender a bola, larga-a para o chão voltando a agarrá-la novamente junto à linha limite da grande área. Pedro Ferreira assinala livre indireto que Rodrigo aproveitou para fazer o primeiro golo do jogo.

Com as operações equilibradas dentro das linhas , pensou-se que a favor do vento no primeiro tempo, os alvi-negros tomassem conta do jogo, mas sentiram algumas dificuldades em servir a sua linha mais avançada em boas condições, fruto desse forte vento e da bola ganhar muita velocidade no relvado molhado. Alguns dos seus lances de perigo perdiam-se pela linha final, eram parados pela defensiva abrantina, paravam nas mãos do guardião encarnado ou não valiam devido a posição irregular dos avançados de Atalaia. Tiveram oportunidade de dilatar a vantagem por Madeira quando à passagem da meia hora, à entrada da pequena área, permite nova boa intervenção de João Luz e por Fred mesmo a terminar a primeira parte, tendo o guarda-redes abrantino voltado a brilhar.

_MG_7262
Madeira rematou forte mas João Luz evitou o golo.

_MG_7281
Fred a terminar a primeira parte podia ter aumentado a vantagem da sua equipa mas João Luz não permitiu.

O Abrantes e Benfica com alguma dificuldade na sua fase de construção, sentiu algumas dificuldades em equilibrar as coisas a meio campo, perdendo muitas bolas quanto tentavam sair para o ataque. Mesmo assim, por três vezes esteve muito perto de empatar. Aos 25 minutos, Vitório no coração da área, em excelente posição, após cruzamento da direita, remata ao poste e na recarga Diogo atira para fora. Ao minuto 34, Diogo só com o guarda-redes de Atalaia pela frente, volta a atirar ao lado e mesmo antes do último apito de Pedro Ferreira, foi Fábio Rodrigues a atirar ao lado.

_MG_7248
Vitório com tudo para fazer o empate, atira ao poste da baliza de Ivan.

_MG_7253
Diogo na recarga à defesa de Ivan atira por cima da baliza alvi-negra.

_MG_7290
Fábio Rodrigues à entrada da baliza desviou tanto do guarda-redes que atirou para fora.

Chegou o final dos primeiros 45 minutos com a vitória dos atalaienses.

A etapa complementar começa a ritmo frenético. Em três minutos foram marcados três golos. Os alvi-negros chegam ao 0-2 por João Vicente, a concluir na pequena área, uma excelente jogada construída em velocidade pela direita. Na resposta, o recém entrado David (jogador que veio trazer mais poder de choque e velocidade ao ataque encarnado), descaído para a direita e quase sem ângulo faz o 1-2. Na jogada imediatamente seguinte surge o 1-3. João Luz ainda evita à primeira o golo atalaiense, mas na recarga à sua defesa, Marcelo mais rápido que todos, faz o golo. Eram decorridos 54 minutos de jogo (9 da segunda parte) e os cerca de 50 espectadores ainda não tinham tido tempo para respirar desde o reatamento.

_MG_7309
João Vicente em frente da baliza fez o que outros não foram capaz. Atirou a contar.

_MG_7312
David (à esquerda na foto) entrou ao intervalo para fazer a diferença…e fez. Precisou de oito minutos para deixar a primeira marca na partida.

_MG_7322
Marcelo coroou uma boa exibição em Abrantes com um golo, o terceiro da sua equipa.

Era expectável que este golo fosse duro revés para os da casa, deixasse mais tranquilos os forasteiros e que o jogo perdesse alguma qualidade. Nada disso. O jogo manteve a qualidade (dentro das condicionantes existentes – chuva, vento e relvado), os abrantinos não baixaram os braços e os forasteiros continuaram à procura de mais golos, tendo ligeiro ascendente na partida pois contra o vento conseguiam circular mais a bola e explorar a velocidade da sua linha avançada, embora os lances de golo claro não voltassem a aparecer até ao minuto 70, quando David, em velocidade foge à defensiva visitante e à saída de Ivan, faz o seu segundo golo, reduzindo para 2-3. No minuto seguinte o poste negou o empate ao Abrantes e Benfica.

_MG_7377
David (ao fundo à direita na foto) bisou aos 70 minutos de jogo, fazendo renascer a esperança abrantina.

Nos últimos dez minutos, o jogo partiu-se definitivamente e voltámos a entrar num ritmo alucinante. A 7 minutos do fim (83 minutos de jogo), João Vicente bisa na partida e faz o 2-4. Dois minutos volvidos foi Ivan a brilhar negando o terceiro golo aos da casa. Em cima do minuto 90, voltou a ser João Luz a brilhar negando o bis a Marcelo e em período de compensação foi Estriga, a reduzir a desvantagem fixando o resultado final em 3-4.

_MG_7412
João Vicente a sete minutos do fim faz o 2-4, voltando a dar maior tranquilidade à equipa de Atalaia.

_MG_7418
Ivan com uma excelente intervenção evita o golo do Abrantes e Benfica, que aqui seria o 3-4.

_MG_7428
João Luz voltou a mostrar que a equipa pode confiar nele, terminando a partida com mais uma intervenção de grande nível. Se o Abrantes e Benfica só sofreu quatro golos em muito ficou a dever-lhe.

Bom jogo de futebol, com muitos golos, fruto do futebol ofensivo praticado por ambos os conjuntos. Venceu a equipa que foi mais eficaz, que melhor se adaptou e soube adaptar o futebol que era necessário praticar, ás condições do terreno. Destaque no Abrantes e Benfica para as exibições de Fábio Rodrigues, Rui, David e João Luz, enquanto do lado da União Atalaiense destacamos as prestações de Marcelo, João Vicente, Madeira e Diogo (para nós o melhor em campo).

_MG_7222
Diogo rubricou uma excelente exibição em Abrantes. Para nós o melhor em campo.

_MG_7229
Rui foi o melhor em campo dos abrantinos

Quanto ao trio de arbitragem, num campo difícil, propício ao choque e aos “tackles” deslizantes mais perigosos, adoptou um critério (apertado) que manteve de principio ao fim e que se revelou acertado. Conseguiu conduzir o jogo sem ter que “puxar do cartão” mostrando apenas por duas vezes o amarelo (uma vez para cada lado). Trabalho positivo.

_MG_7329
Marcelo esteve em bom plano no jogo desta tarde.

_MG_7242
Fábio Rodrigues foi dos mais inconformados nos encarnados.

Ficha do jogo

Estádio Municipal de Abrantes

Árbitros: Pedro Ferreira, Vasco Caseiro e João Pereira

_MG_7133
Madeira (capitão da UDA), João Pereira, Pedro Ferreira, Vasco Caseiro e Nuno Carneiro (capitão do SAB)

Abrantes e Benfica

João Luz, Vitório (David), Fábio Rodrigues, Diogo (Duarte), Edgar (André Silva), Rui, Miguel Jesus, Nuno Carneiro, Estriga, Filipe Bandarra e Gonçalo

Suplentes: David, Duarte, Alexandre, João Silva e André Silva

Treinador: Manuel Marques

_MG_7142
Sport Abrantes e Benfica

UD Atalaiense

Ivan, Diogo, Artur (Saramago), Madeira, Rodrigo, Marcelo (Pedro Ramos), David, João Vicente, Fred (Simão), Renato e Bruno

Suplentes: João Alves, Simão, Pedro Ramos, Rui Bernardo, Miguel, Saramago e João Batista

Treinador: Nuno Batista

_MG_7138
União Desportiva Atalaiense

Marcadores: Estriga e David(2) ; Rodrigo, Marcelo e João Vicente(2)

_MG_7331
João Vicente (à direita) e David (à esquerda) bisaram na partida.

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here