Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol Jovem: Atalaiense vence “Os Lagartos” do Sardoal no último “segundo” do jogo.

17 de janeiro de 2016, 10.30 horas, Sardoal

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 2ª Divisão de Juvenis

Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lagartos” de Sardoal 3 – União Desportiva Atalaiense 4

- Publicidade -

Crónica do jogo por José Belém

José Belém
José Belém

Após o que assistimos a 8 de Novembro, quando os jovens de Sardoal, apenas com 10 elementos em campo, venceu na Atalaia por 4 a 5, proporcionando (ambas as equipas) um excelente espectáculo desportivo, podíamos antever um encontro tão ou mais emocionante que esse, porém, enganámo-nos!

Apesar do resultado final registar um total de sete golos (fica a curiosidade de nos dois jogos entre estas duas equipas terem sido contabilizados 16 golos o que não deixa de ser um dado relevante e digno de registo), o encontro deste domingo nada teve a ver com o da primeira volta, uma vez que nem uma, nem outra equipa, conseguiram atingir o nível qualitativo mostrado no embate de Atalaia.

1 (5)
Equipas no acesso ao relvado.

Electrizante mesmo, só a marcha do marcador e os momentos em que os tentos foram apontados, com a incerteza do resultado a pairar mesmo até final.

Entrou melhor a equipa caseira (como já é – de resto – habitual) desperdiçando duas excelentes ocasiões de golo aos 5 e 6 minutos de jogo mas acabou por ser a União Atalaiense que, na primeira vez que abordou a baliza sardoalense – decorria o minuto 16 – inaugurou o marcador por Rafael Louro, beneficiando da infelicidade do guardião da casa que deixa a bola (rematada de forma fraca) passar por meio das suas pernas.

Mas (ainda a saborearem o golo inaugural) dois minutos depois, os forasteiros viram as suas redes balançarem num belo golo de Tiago Gaspar que, isolado, faz um “chapéu” a João Alves, que apenas assistiu a tamanha classe técnica de execução (foi o melhor momento que o jogo teve).

Porém, o “troco” não se fez esperar, com Rafael Louro a “bisar” ao minuto 19 após uma desconcentração colectiva da defensiva sardoalense. Estava feito o 1 a 2…. com apenas meia parte cumprida do primeiro tempo… e o jogo prometia!

Prometia… mas não cumpriu, tendo que se esperar pelo segundo tempo e pelo minuto 56 para que os adeptos que viajaram de Atalaia gritassem golo pela terceira vez, desta feita após a marcação de um canto por Gonçalo Marçal com o esférico a entrar directamente na baliza dos locais! Mas, tal como no inicio de jogo, bastou um minuto, para que (novamente) Tiago Gaspar reduzisse para “Os Lagartos” com um remate forte que encontra o travessão da baliza contrária, tendo o assistente Márcio Soares dado informação que a bola, ao cair, fê-lo dentro da baliza!

“Os Lagartos” perdiam, no seu reduto, pela margem mínima e pensou-se que iriam reagir na procura do empate. Mas já se jogava mais com o coração do que com a cabeça e, apenas dois ou três jogadores mais inconformados é que pareciam dar mostras de alguma vontade em dar a volta aos acontecimentos.

E é já em período de descontos, que chega o hat-trick de Tiago Gaspar (que jogador de classe é este miúdo!!!), que em jogada individual, rompe todo o meio campo e defesa contrária não perdoando, fazendo o tento da igualdade, resultado que se ajustava ao que se estava a passar no Parque Desportivo Municipal de Sardoal.

Mas o jogo só termina quando o árbitro apita para o seu final e, num rasgo de sorte da equipa de Atalaia e de passividade dos locais, Rúben Charana aponta o tento final para os forasteiros para desalento geral de jogadores e adeptos sardoalenses e para gáudio dos homens do Concelho de Vila Nova da Barquinha.

“Os Lagartos” – mesmo não jogando bem – não mereciam tão má sorte e o empate seria o resultado mais justo que recompensaria o esforço de alguns dos seus jovens jogadores que, com a qualidade que têm, poderão aspirar a um futuro mais promissor desde que envolvidos noutro processo de trabalho.

4 (5)
No final do jogo a festa foi atalaiense, com o golo de Ruben Charana.

Com este resultado, a equipa do “Atalaiense” sobe ao quinto posto da classificação geral, com 14 pontos, relegando “Os Lagartos” para “lanterna vermelha” com apenas 8 pontos conquistados, faltando seis jornadas para o final desta primeira fase do campeonato.

Ficha do jogo

Parque Desportivo Municipal de Sardoal

Árbitros: João Domingos, Adelino Dias e Márcio Soares

2 (7)
Trio de arbitragem e capitães de equipa na escolha de campo.

GDR “Os Lagartos” de Sardoal

Alexandre Jorge, Tiago Grácio, Diogo Batista, Alexandre Duarte, David Louro, João Pires, Rodrigo Antunes, Fábio Alves, Tiago Gaspar, Daniel Coelho e Gonçalo Madeiras

Suplentes: Diogo Alves, Joaquim Lopes e André Carmo

Treinador: Ricardo Marçal

Foto 4 (1)
“Os Lagartos” de Sardoal. Imagem de arquivo.

UD Atalaiense

João Alves, Diogo Garcia, João Nabais, João Farinha, Francisco Estêvão, Miguel Santos, Gonçalo Marçal, Henrique António, Rúben Charana, João Alves e Rafael Louro

Suplentes: Pedro Rebola, Duarte Valente, Francisco Camilo, Diogo Castro, João Martinho, Ivo Carlos e Wilson Santos

Treinador: Luís Moita

U. D. Atalaiense
União Desportiva Atalaiense

Marcadores: Tiago Gaspar (18’, 57’ e 80’); Rafael Louro (16’ e 19’), Gonçalo Marçal (56’) e Rúben Charana (82’)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome