Segunda-feira, Março 1, 2021
- Publicidade -

Futebol | Inatel/ Sentieiras de luto (a) vence em S.Miguel do Rio Torto (C/ fotogaleria e audio)

CASA DO POVO DE S.MIGUEL DO RIO TORTO 1 – CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTOS DE SENTIEIRAS 3
Liga Inatel – 1ª Fase – 7ª jornada
Campo Farinha Pereira
S.Miguel do Rio Torto
08-12-2018

- Publicidade -

Campo Farinha Pereira em luto.

Sabia-se que não ia ser um jogo de futebol igual a tantos outros. O grupo de trabalho das Sentieiras, novamente a chorar a perda de um dos seus, voltava aos campos de futebol vergado ao peso de uma enorme tristeza. O luto por Carlos Tereso, tragicamente desaparecido no final da tarde de 30 de novembro quando se dirigia para mais um treino, estava a ser muito doloroso para a equipa de Sentieiras e só a ajuda especializada de uma psicóloga e uma enorme vontade de honrar a memória do colega permitiu a necessária disponibilidade para jogar. A equipa de São Miguel associou-se à dor com a entrega de um ramo de flores e uma foto em jeito de homenagem. Foi cumprido um minuto de silêncio.

- Publicidade -

S.Miguel com muita dificuldade em travar ofensivas das Sentieiras.

Assim que a bola começou a rolar, secas as lágrimas, a equipa que viajou das Sentieiras só teve olhos para a baliza do S. Miguel. O objectivo era ganhar… Mário Rodrigues e Daniel Coelho assumiam o papel de homens mais perigosos da equipa visitante. Aos cinco minutos Mário Rodrigues ensaiou um forte remate que saiu por cima da baliza de João Gomes.

Decorridos dois minutos foi a vez de Daniel Coelho rematar de fora da área com a bola a bater na base do poste e a perder-se pela linha de fundo.

João Gomes resolve lance complicado.

Aos dez minutos, numa insistência de Daniel Coelho, a equipa da casa pediu falta, o árbitro não atendeu e o cruzamento apanhou Mário Rodrigues em boa posição para marcar. Não falhou e abriu o marcador com um golo que despoletou nova torrente de lágrimas em muitos rostos. Um golo com dedicatória…

Mário Rodrigues inaugurou o marcador.
Um golo com dedicatória…

O comandados de Bruno Miguel acusaram o golo e começaram a ter muitas dificuldades em suster a pressão da equipa líder do grupo B. À passagem do quarto de hora o inevitável Mário Rodrigues voltou a colocar problemas a João Gomes que defendeu com uma “sapatada” para canto. O perigoso atacante voltou a desperdiçar novo ensejo para marcar, no minuto 21, ao atirar ao poste.

A reação da equipa da casa surgiu no minuto seguinte com Manuel Gaio, em contra ataque, a isolar-se, e à saída do guarda redes Ricardo a rematar para a baliza deserta. Um defesa chegou a tempo de impedir o esférico de cruzar a linha fatal.

João Gomes, batido por três vezes, foi adiando os golos das Sentieiras.

A tendência atacante dos visitantes mantinha-se com o S.Miguel a espreitar uma ocasião para lançar o contra golpe. Aos 31 minutos Miguel Jesus tentou a meia distância mas o remate saiu fraco e fácil para Ricardo. Na resposta, aos 35 minutos, Mário Rodrigues, isolado executou um bonito chapéu sobre João Gomes mas a bola passou sobre o travessão. No minuto seguinte uma abordagem mal calculada de Duarte isolou Tiago Leitão que desperdiçou a “oferta” rematando ao lado.

Mário Rodrigues testa meia distância.

O jogo aproximava-se do intervalo e a equipa da casa parecia mais confiante. Na conversão de um livre perigoso o guarda redes das Sentieiras saiu a punhos deixando a bola em Miguel Jesus que rematou ao lado. Mesmo em cima do tempo regulamentar o marcador voltou a funcionar mas para a equipa da Casa do Povo de S.Miguel através de um remate cruzado de Gonçalo Alves, indefensável para Ricardo.

Pouco depois o árbitro José Bento apitou para o descanso. O marcador ao intervalo premiava o S.Miguel pela boa ponta final e penalizava a ineficácia dos “amarelos” na altura de fazer golos.

Tiago Pombo discute o lance com Gonçalo Oliveira.

A equipa das Sentieiras regressou do intervalo com vontade de “matar” cedo o jogo alcançando rapidamente um golo. Logo aos 43 minutos Mário Rodrigues, dentro da área, permitiu a defesa de João Gomes para o obrigar a nova defesa num remate de longe pouco depois. Aos 47 minutos João Gomes voltou a brilhar ao parar um livre bem colocado.

S.Miguel tenta contrariar favoritismo das Sentieiras.

Reagiu a equipa da casa aos 59 minutos, por Diogo Martins, mas o remate passou ao lado.
Foi com o jogo mais repartido que Mário Rodrigues voltou a tentar a meia distância. Novamente o esférico passou ao lado quando o cronómetro acusava 63 minutos de jogo.

Dois minutos depois Fredy, entrado para o lugar de Tiago Pombo, fez uso da sua velocidade para se isolar e ganhar o duelo ao guarda redes de S.Miguel. As Sentieiras voltavam a liderar o marcador.

Fredy bate João Gomes e coloca a sua equipa a vencer.

No minuto seguinte, aos 66 de jogo, Mário Rodrigues assistiu Gonçalo Santos que com oposição de um contrário marcou ao segundo poste. Este golo relaxou a equipa visitante e o S.Miguel começou a pisar terrenos mais adiantados.

As oportunidades começaram a escassear e pertenceram às Sentieiras as melhores oportunidades. Tiago Leitão executou um chapéu a João Gomes levando a bola à trave aos 76 minutos e Gonçalo Santos, isolado, atirou para fora já em tempo de descontos.

Gonçalo Santos fez o terceiro da sua equipa.

Pouco depois o árbitro dava o jogo por finalizado. Foi um jogo emotivo, com alguma qualidade e um vencedor justo. Foi mais que um jogo de futebol…
Arbitragem globalmente bem. Ficaram dúvidas no lance que antecede o primeiro golo das Sentieiras.

Mário Rodrigues foi um jogador em foco.

FICHA DO JOGO

CASA DO POVO DE S.MIGUEL DO RIO TORTO:
João Gomes, Gonçalo Alves, Duarte, Ricardo Gomes, Nuno Negria, Duarte Lopes, Diogo Martins, Gonçalo Oliveira, Paulo Pereira, Miguel Jesus e Manuel Gaio.
Suplentes: José Augusto, Miguel Cabaço, Tiago Rodrigues, Gil y Gil, David Fontinha e Bruno Duarte.
Treinador: Bruno Miguel.

Casa do Povo de S.Miguel do Rio Torto.

CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTOS DE SENTIEIRAS:
Ricardo, Filipe Rodrigues, Hélder Caraboila, Vasco Lopes, João Henriques, Tiago Trindade, Tiago Pombo, Gonçalo Santos, Tiago Leitão, Mário Rodrigues e Daniel Coelho.
Suplentes: Telmo, André Alves, Pedro Roldão, Diogo Batista, Fábio Nalho, Sérgio Campos e Fredy.
Treinador: Carlos Rodrigues.

Centro Popular de Cultura e Desporto de Sentieiras.

GOLOS: Gonçalo Alves (S.Miguel); Mário Rodrigues, Fredy e Gonçalo Santos (Sentieiras).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
José Bento, Vitor Custódio e Mário Oliveira.

Equipa de Arbitragem: José Bento, Vitor Custódio e Mário Oliveira com os capitães.

No final ouvimos os técnicos de ambas as equipas:

Bruno Miguel-Treinador do S.Miguel.

 

Carlos Rodrigues-Treinador das Sentieiras.

FOTOGALERIA:

*Com David Belém Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).