Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol/Inatel | Mouriscas vence em Casais de Revelhos na 1ª jornada do InCup (c/áudio e fotos)

Casais de Revelhos 1 – 3 CP Mouriscas

- Publicidade -

InCup – Grupo A – 1ªJornada

16:30 – Casais de Revelhos – 09-09-2018

- Publicidade -

Vitória por 3-1 da equipa vistante, num jogo bem disputado.

Numa tarde de algum calor, embora com a presença de algumas nuvens e com períodos de vento de baixa intensidade, jogou-se, em Casais de Revelhos, um encontro a contar para a 1ª jornada da InCup, entre a equipa da casa e a CP Mouriscas. Foram muitas as pessoas que se deslocaram até ao campo de jogos de Casais de Revelhos para assistir à partida, estando, assim, reunidas todas as condições para um bom espetáculo de futebol.

A equipa visitada foi a melhor a entrar no jogo. Logo no 1º minuto, jogada no lado esquerdo do ataque, num futebol rendilhado, a bola é colocada em profundidade e Mourato obriga Anselmo a uma boa intervenção. A resposta da equipa visitante não tardou e, ao minuto 6, num livre do lado direito, Nando, num cruzamento/remate, faz com que Sérginho, guarda-redes da equipa da casa, com a ajuda da trave da baliza, evite que os visitantes se coloquem na frente do marcador.

As bolas paradas foram uma aposta das equipas para causar dificuldades na defesa contrária.

Estavam decorridos 12 minutos quando a equipa de Mouriscas conquista um canto no lado direito do seu ataque. Na marcação do pontapé de bola parada, Nando, capitão de equipa, efetua um cruzamento com “régua e esquadro” para a cabeça do seu colega que, no meio da defensiva contrária, saltou mais alto e inaugurou o marcador, num bom gesto técnico.

A partir deste momento, as Mouriscas mandavam na partida, ganhavam mais duelos no centro do terreno e aproveitavam alguns erros da equipa da casa para causar perigo. Mas não foi de bola corrida que a equipa visitante voltava a ter uma oportunidade flagrante de golo, apesar de, uns momentos antes, ter feito um remate perigoso. É num lançamento de linha lateral, em que a bola é metida na área e, de cabeça, um jogador da equipa das Mouriscas faz a bola embater novamente na barra da baliza de Sérginho.

A intensidade nos duelos foi uma constante neste encontro.

A equipa da casa ainda introduz a bola na baliza, mas é assinalado fora-de-jogo, num lance que gerou alguns protestos. Mas, numa jogada que ao princípio podia parecer inofensiva, as Mouriscas dilatavam a vantagem no marcador.

Anselmo, guarda-redes da equipa visitante, segura a bola após uma tentativa de ataque dos homens da casa, procura rapidamente as costas da defesa contrária, faz a bola passa por cima de toda a defesa e, à saída do guardião dos Casais de Revelhos, Nuno Branco, de cabeça, executa um chapéu perfeito. Estava feito o 2-0 para a equipa visitante.

Após o segundo golo, surge uma grande oportunidade para a equipa da casa. Bola no lado esquerdo, cruzamento rasteiro ao segundo poste, mas Anselmo volta a responder da melhor forma. Uma das melhores oportunidades dos homens de Casais de Revelhos, mas o guarda-redes das Mouriscas mostrava muita segurança. No entanto, pouco depois, era a baliza da equipa da casa que voltava a estremecer. Num canto, após alguma confusão na área, um jogador das Mouriscas remata forte e colocado, mas a bola volta a bater novamente no ferro.

Em cima do intervalo, dois lances de perigo junto da baliza do conjunto visitante. Num livre batido de forma rápida, a bola entra nas costas da defesa e numa tentativa de chapéu, Anselmo segura o esférico. Logo a seguir, Mourato, num remate forte à entrada da área, testava, novamente, a atenção de Anselmo.

Nando e Miguel Lopes disputam a posse de bola.

As equipas regressavam para a segunda parte. O segundo tempo começava como o primeiro, com uma aproximação da equipa da casa à baliza contrária. Mourato volta a fazer golo, mas a bandeirola já estava levantada, para mais um fora-de-jogo. Aos 6 minutos da segunda parte, Nando assina um golo de belo efeito.

Passe rasteiro para o meio da área e, num remate bem colocado, em arco, fazia a bola entrar no lado direito da baliza de Sérginho. Bom golo, sem hipótese para o guarda-redes.

Após o terceiro golo, a bola afastou-se um pouco das balizas, havendo, assim, mais duelos físicos, na conquista pela posse de bola. Devido ao calor, foi feita uma paragem para os jogadores se refrescarem.

Foi de bola parada que o Casais de Revelhos criou as melhores oportunidades para reduzir a desvantagem. Aos 34 minutos da segunda parte, um livre batido no lado direito, com muita precisão, encontra Mourato que rematou de cabeça. No entanto, quando a bola levava o selo de golo, encontrou um defesa das Mouriscas que fez um corte determinante.

Dois minutos depois, após um livre batido por Ivo, Mourato aparece novamente sozinho, mas desta vez remata à figura do guarda-redes.

Mourato fez o único golo da equipa de Casais de Revelhos na marca do castigo máximo.

Quando faltavam 2 minutos para o fim da partida, Mourato, o jogador da equipa da casa que mais porfiou na busca do golo, cai dentro da área da equipa visitante. O árbitro não hesitou e apontou para a marca do castigo máximo. Na marcação, o avançado não perdoou e enganou Anselmo, concretizando um golo que tanto procurou. Estava feito o resultado final: 3-1 para as Mouriscas.

Até ao final da partida não houve mais nenhum lance digno de registo. Um jogo com duelos de grande intensidade, muita disputa pela posse de bola, algumas oportunidades de parte a parte.

Capitães de equipa escolhiam os respectivos lados do terreno de jogo.

Ficha de jogo:

Casais de Revelhos:

Sérginho; Ricky; Tiago Batista; Miguel Lopes; Mauro Santos; Afonso; Mourato; T. Santos; André Leitão; Mauro Covas e Bruno Paixão.

Suplentes: Duarte; Bernardo; Ivo.

11 inicial Casais de Revelhos.

CP Mouriscas:

Anselmo; Bruno Martins; Diogo Marques; André Marques; Bruno Quinas; Luís Marques; André Cadete; Rénan; Nando; Bruno e Nuno Branco.

Suplentes:

Ricardo Serrano; Rafael Loureiro e Pedro Chaporro.

11 inicial CP Mouriscas.

Equipa de arbitragem: Hugo Silva; Tiago Matias; António Rainho.

Equipa de arbitragem que viajou de Abrantes, com os capitães de equipa.

Golos: Mourato (Casais de Revelhos)

André Parreira; Nuno Branco e Nando (CP Mouriscas)

No fim do jogo, ouvimos os treinadores das duas equipas:

Nélson Matos – Treinador Casais de Revelhos.

 

José Carlos “Parreira” – Treinador CP Mouriscas.

 

 

 

Estudante na Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, no curso de
Comunicação Social, na vertente de jornalismo. O gosto pelo desporto, mais precisamente pelo desporto rei, está comigo desde muito cedo. Atleta federado desde os oito anos, a minha ambição é tornar-me profissional na área do jornalismo desportivo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome