Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol Inatel: Jogo sem brilho dá vitória ao líder Concavada

17 de janeiro de 2016, 15 horas, Sardoal

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Futebol da Inatel

Comissão de Desenvolvimento Cultural e Recreativo de Venda Nova 0 – Clube Desportivo e Recreativo de Concavada 1

- Publicidade -

Crónica do jogo por José Belém

José Belém
José Belém

Em jogo a contar para a 10ª jornada (1ª fase) do Grupo B do Campeonato Distrital de Futebol de Santarém da Inatel 2015/2016, a formação de Concavada, apresentou-se em Sardoal, apenas com o intuito de defender a sua posição de líder e acabou por ser feliz, ao conquistar os três pontos em disputa, uma vez que foi pouco o futebol praticado por ambas as formações no Municipal de Sardoal.

Se retirarmos o golo apontado por Ricardo Marques, logo aos 10 minutos do primeiro tempo, por muito que tentemos “espremer” o restante da partida, poucas palavras sobram para ilustrar o que se passou nesta tarde de domingo.

2
Festejos da equipa de Concavada pela obtenção do golo. Foto Paulo Soares

Um primeiro tempo em que a equipa de Venda Nova entrou demasiado mal, nunca se encontrando, esboçando apenas por um par de vezes o ataque e onde podemos registar uma hipotética possibilidade de golo, quando foi mal assinalado (a nosso ver) um fora de jogo a Peruzzi, na altura em que este se esgueirava na esquerda do seu ataque tendo, na altura, apenas o guardião Nuno António pela frente. Havia, de facto, um homem da “casa” em posição irregular mas no lado oposto do campo, não estando a interferir com a jogada pelo que, fica o erro do auxiliar Sérgio Fontinha ao levantar a bandeirola, assinalando um off-site inexistente!

Para a segunda parte, a equipa comandada por Henrique Fernandes subiu ao sintético de Sardoal um pouco mais afoita mas sempre pouco esclarecedora no último terço do terreno, nas zonas de remate, nunca conseguindo balançar as redes da baliza adversária nem mesmo nos inúmeros lances de bola parada que dispôs (livres e cantos), sempre desperdiçados, revelando que há muito a trabalho a realizar nos treinos semanais, no que a esse aspecto diz respeito.

Por seu turno, estando na posição de vencedora e com jogadores mais possantes e experientes, a equipa de Concavada com jogadores mais possantes e experientes, foi levando a “água ao seu moinho” construindo o jogo da forma que mais lhe convinha, estando o jogo mais vezes parado do que jogado (no segundo tempo deveremos ter tido menos de 20 minutos de jogo jogado) sempre com permissividade do árbitro apesar dos 8 minutos dados de compensação.

No final da partida, por parte do conjunto de Concavada, Joaquim Oliveira, elemento da equipa técnica estava (naturalmente) feliz mas concordante quanto ao jogo menos conseguido da sua formação, destacando apenas a conquista dos três pontos que os mantêm na liderança do Grupo B. Henrique Fernandes (“Branquinho”), desgastado, sublinhou – uma vez mais – a falta de eficácia da sua equipa, na hora do remate, mas que está convicto que a equipa se irá encontrar, mais tarde ou mais cedo, reagindo e fazer um resto de campeonato mais tranquilo quer no que resta desta 1ª fase, quer na fase seguinte, seja ela qual for!

Da equipa de arbitragem esperava-se mais quer pela sua larga experiência quer pela forma pacífica como o jogo foi disputado: alguns desacertos entre os três elementos e a permissão do anti-jogo praticado, ficam como notas negativas ao seu trabalho.

Destaque para a habitual moldura humana registada no Parque Desportivo Municipal de Sardoal, afecto a ambas as formações, fazendo “inveja” a muitos jogos de outras competições!

1 (4)
Saudação das três equipas ao muito público que acorreu ao Municipal de Sardoal.

Ficha do jogo

Parque Desportivo Municipal de Sardoal

Sardoal
Parque Desportivo Municipal de Sardoal. Foto de arquivo

Árbitros: Cristóvão Justo, José Amaro e Sérgio Fontinha

CDCR Venda Nova

Nelson Santos, Luís Marques, Anderson, Micky (cap.), Túlio, Roldão, Eduardo, Russo, Marcelo, Peruzzi e Roberto

Suplentes: Nuno Jesus, André (56’), Diogo, Gualter (40’), Pedro(40’), Bijú (59’) e Nando (71’)

Treinador: Henrique Fernandes “Branquinho”

CDR Concavada

Nuno António, João Alexandre, Tiago Branco, Ricardo Marques, Cláudio Rodrigues (cap.), Nuno Coxinho, Paulo Edgar, Tiago Barão, Luís Barão, João Pires e Mata

Suplentes: Francisco Barão, Daniel Barão (51’), Ricardo Conde (76’), Daniel Lopes (72’), Hugo Branco, Pedro Fernandes (79’) e Jorge Mansinho (51’)

Treinadores: Gonçalo Valente e Joaquim Oliveira

Marcador: Ricardo Marques

1
Ricardo Marques marcou o golo que deu os três pontos à sua equipa. Foto Paulo Soares.

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here