Futebol/Inatel | Figueirense segue em frente na Taça Amizade à custa de Casais de Revelhos (c/fotos e audio)

Momento de assédio à baliza de Casais de Revelhos.

ASSOCIAÇÃO RECREATIVA PRÓ CASAIS DE REVELHOS 0 – JUVENTUDE UNIÃO FIGUEIRENSE 0
(4-5 nas grandes penalidades)

PUB

INATEL-Taça Amizade-Oitavos de Final
Campo de Jogos
Casais de Revelhos
10-12-2017

Houveram lances viris mas o “fair-play” imperou.

Foi numa tarde tempestuosa que duas excelentes equipas se encontraram para decidir a continuação na Taça Amizade.
Ainda assim a tempestade “Ana” deu tréguas e a muita chuva que caiu antes do encontro não impediu a manutenção da
jogabilidade no pelado de Casais de Revelhos.

PUB

Ambas as equipas apresentaram-se desfalcadas de alguns dos seus jogadores mas nem isso impediu que se assistisse a um
emotivo jogo. As equipas rapidamente encaixaram e jogou-se muito sobre o meio campo numa busca incessante pela posse da
bola.

Muita luta em jogo interessante.

Logo aos cinco minutos o Figueirense ganhou um canto e Lucas cabeceou por cima do travessão da baliza de Sérgio. A equipa que ostenta o título distrital e é o detentor da Taça queria resolver depressa a contenda a seu favor.

PUB

Mas a equipa da casa não estava pelos ajustes e defendendo bem, partia com a bola controlada, ganhando faltas, tentando
resolver o jogo nas bolas paradas. Aos 11 minutos o marcador de serviço, João Batista, bateu um livre, tenso, a apanhar André Leitão em boa posição para cabecear mas Chico opôs-se com valentia e defendeu para canto. Pelo meio apareceu um jogador da casa no chão e pediu-se castigo máximo. O árbitro, bem posicionado, mandou prosseguir.

Três minutos depois novo livre, bem batido, mas com o guarda redes Chico a ser carregado na área de rigor. Respondeu o Figueirense com um venenoso centro remate de Santinho que passou perto da baliza de Sérgio.

Santinho cruza com a oposição dum adversário.

A equipa do concelho de Coruche parecia melhor e aos 17 minutos uma jogada bem gizada por João Nunes que atrasou para a entrada da área, para remate de Lino, poderia ter aberto o marcador. Passou perto…A equipa da casa fazia das bolas paradas a sua melhor arma e aos 22 minutos, após vários remates, viu Chico defender o remate de Covas.

À passagem da meia hora novo lance de perigo com o veterano João Nunes a conduzir o esférico até à linha de fundo, a cruzar
para Calado que amorteceu para violento remate de Joca. Sérgio enviou para canto. Aos 38 minutos Simão Fortio, treinador do Figueirense, recebeu ordem de expulsão por discordar das decisões do árbitro Júlio Paixão e logo de seguida viu o seu guarda redes talismã, Chico, defender para canto uma forte cabeçada de Mauro Santos.

Não havia tempo para mais e o árbitro deu por finalizada uma emotiva primeira parte com muita entrega das duas equipas.
O nulo ajustava-se à produção de ambos os conjuntos.

Apesar dos efeitos da tempestade “Ana” o piso manteve a jogabilidade.

Para o segundo tempo as equipas mantiveram a mesma disposição e apenas Calado, já amarelado, cedeu o seu lugar a Diogo. O reatamento iniciou-se com um forte remate de André Leitão, a tentar surpreender Chico de muito longe. Saiu ligeiramente por cima.

Aos 48 minutos voltavam a funcionar as bolas paradas da equipa do concelho de Abrantes. João Batista, novamente de livre,
obrigou Chico a ceder canto. Na sequência do canto, Covas atirou para fora.

João Batista bem tentou, nas bolas paradas, alvejar a baliza de Chico.

Nesta fase do jogo a equipa da casa estava por cima e apenas à passagem do quarto de hora da segunda parte o Figueirense se
abeirou da baliza de Sérgio num perigoso cruzamento para a defesa deste. Os Casais de Revelhos tentavam canalizar o jogo pelas alas e com uma hora de jogo um bem medido cruzamento apanhou Covas em posição para marcar. A cabeçada acabou nas luvas de Chico mas a bandeirola já tinha subido a assinalar posição irregular.

Na resposta o Figueirense ganhou um canto e a cabeçada de Cacheta passou perto da trave da baliza dos Casais. Aos 64 minutos, com toda a gente a pedir fora de jogo que o árbitro não atendeu, João Nunes isolou-se e à saida de Sérgio executou um defeituoso chapéu que saiu ao lado.

No seguimento João Batista criou um enorme problema a Chico com um remate de cinquenta metros, bombeado, que o guarda redes defendeu a custo para canto.

Jogo emocionante em Casais de Revelhos.

Com os índices fisicos a baixar, o ritmo de jogo diminuiu e as investidas às balizas foram nulas. Foi preciso esperar pelo minuto 72 para ver a baliza da equipa da casa novamente ameaçada, por Cacheta que atirou por cima. No tempo restante nada digno de registo aconteceu e o final da partida chegou com o nulo teimosamente a persistir.

Resultado justo numa partida em que nenhuma das equipas se superiorizou de forma evidente. O árbitro teve dificuldades, principalmente no plano disciplinar, mas saiu-se a contento. Arbitragem positiva.

Insólito: Júlio Paixão é assistido após entrada de corpo estranho na vista.

Na lotaria dos penaltis a “fava” calhou à equipa de Casais de Revelhos porquanto o guarda redes “fetiche” da equipa do
Figueirense, Chico, voltou a defender um penalti e a decidir a favor da sua equipa a continuação na prova.

Chico voltou a ser decisivo ao defender uma grande penalidade.

FICHA DE JOGO

ASSOCIAÇÃO RECREATIVA PRÓ CASAIS DE REVELHOS:
Sérgio, Luís Martins, Rui Lopes (Carlos Pombo), Covas, Duarte Nunes, Mauro Santos, João Batista, João Pedro, Filipe Belchior (Bernardo Leitão), Ivo Gil (João Sousa) e André Leitão.
Suplente não utilizado: Fábio Ferreira.
Treinador: Nelson Matos.

Associação Recreativa Pró Casais de Revelhos.

JUVENTUDE UNIÃO FIGUEIRENSE:
Chico, Filipe, Santinho, Teka, Cacheta, Lucas, Frankelin, Lino, Joca, Calado (Diogo) e João Nunes.
Suplentes não utilizados: Miguel Lucas, Pedro e Valério.
Treinador: Simão Fortio.

Juventude União Figueirense.

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Júlio Paixão, Paulo Marques e Daniel Brites.

Equipa de Arbitragem: Júlio Paixão, Paulo Marques e Daniel Brites com os capitães de equipa.

No final fomos auscultar as opiniões dos treinadores de ambas as equipas:

Nelson Matos- Treinador de Casais de Revelhos.

 

Simão Fortio-Treinador do Figueirense.

*Com David Pereira (fotos).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here