Futebol (Inatel): Concavada vence em Amoreira e atinge fase decisiva

Foto Paulo Soares

17 de abril de 2016, 16 horas, Amoreira

PUB

Campeonato Distrital de Futebol da Inatel de Santarém – Série 1 Grupo A

Centro Cultura e Desporto de Amoreira 1 – Clube Desportivo e Recreativo de Concavada 2

PUB

Crónica do jogo por Vitor Falcão

Partida aguardada com alguma expetativa, uma vez que a Concavada lutava pela passagem à fase seguinte da prova, desiderato já alcançado pela equipa da casa.

PUB

O jogo foi interessante, disputado por duas equipas apostadas em ganhar. Pareceu-nos que o técnico Tó Santos, já com o apuramento garantido, quis dar um prémio a jogadores menos utilizados, colocando-os a titulares. Quem conhece os meandros do futebol da nossa região sabe o peso que têm na manobra da equipa de Amoreira, jogadores como Fábio Duque, Cadete, Batex, Hugo Grácio, Fred ou mesmo Pinga, entre outros. Alheia a isto, a equipa de Concavada a precisar vencer, só teve que aproveitar para cumprir a sua missão, redobrando a motivação. Diga-se que em termos táticos as equipas encaixaram na perfeição. Ambas com as linhas adiantadas disputava em pé de igualdade cada espaço do terreno de jogo. Assistia-se a uma partida explanada a toda a largura do campo e ao mesmo tempo que esticavam o jogo, corriam alguns riscos na retaguarda, mas a hora era de acerto nas marcações.

O inicio de jogo fica marcado por uma perdida de Marlon, que quando lançando em velocidade por Gil, não consegue ter o discernimento necessário para bater Nuno António. Mais tarde, aos 29 minutos, a bola foi bem trabalhada por Tiago Branco que chamou a jogo Pedro Rodrigues que de imediato solicitou Miguel Rente, que não teve arte e engenho para desfeitear Luís Eufrásio. Neste jogo de parada e resposta, o primeiro golo, surgiu aos 30 minutos por intermédio de Marlon. Falha na marcação de Hugo Branco e o atacante da casa não teve dificuldade para inaugurar o marcador, resultado com que se atingiu o intervalo.

Nuno António não foi capaz de deter o remate de Marlon. Estava feito o 1-0. Foto Paulo Soares
Nuno António não foi capaz de deter o remate de Marlon. Estava feito o 1-0. Foto Paulo Soares

A Amoreira a vencer tentou reduzir a velocidade do jogo, só que os homens da outra margem do Tejo porfiavam em disputar o jogo olhos-nos-olhos e em três minutos deram a volta ao mesmo. Aos 45 minutos, Miguel Rente aproveitando a falta de concentração dos centrais de Amoreira, restabelece a igualdade num golo de belo efeito. Com este resultado, Tó Santos, faz saltar do banco de uma assentada Cadete, Batex e Fred, só que os homens de Concavada queriam mesmo vencer, e com a equipa adversária com um onze mais próximo do habitual, não se intimidaram continuando apostados em repartir as despesas do jogo. Movidos pelo sentido que algo de bom poderia advir face à sua motivação e disponibilidade para enfrentar as dificuldades, numa jogada iniciada com alguma timidez, a bola, voa diretamente para Paulo Edgar, assenta em Luís Barão, este dá-lhe mais um empurrão e outro Barão, o Tiago, deu sentido à oportunidade criada colocando os “canarinhos” a vencer.

CDRC vs Amoreira 110
Os minutos finais foram de assédio à baliza de Concavada, mas a Amoreira não conseguiu furar a defensiva contrária. Foto Paulo Soares.

Houve depois um período de algum desconforto por parte dos homens da Amoreira, que carregaram sobre a defensiva contrária mas os jogadores de Concavada sentiram que podiam cumprir o objetivo. Aliaram o querer à força e à entrega e conseguiram congelar o resultado até ao apito final, conseguindo uma vitória que acabaram por merecer.

Para o final ser ainda mais épico para os lados da Concavada, o último lance do jogo é um livre favorável à equipa da casa que levava o selo de golo, mas Nuno António faz uma defesa de grande nível garantindo a vitória da sua equipa.

CDRC vs Amoreira 111 a
O jogo termina com uma defesa extraordinária de Nuno António a garantir a vitória da Concavada. Foto Paulo Soares

Arbitragem muito personalizada de Carlos Brites, bem auxiliado por João Fernandes e Norberto Tereso. A guardar para memória futura.

Ficha do jogo

Campo de Jogos de Amoreira

Árbitros: Carlos Brites, João Fernandes e Norberto Tereso

CDRC vs Amoreira 022 a
Trio de arbitragem. Foto Paulo Soares

CCD Amoreira

Luís Eufrásio, Marinheiro, Mauro, Rui (Fábio Duque), Ba (Marco Cadete), Dinga, Marquito, Nuno Forte (Batex), Marlon (Fred), Samuel (Hugo Grácio) e Gil

Suplentes: Tiago Mendes, Fábio Duque, Hugo Grácio, Batex, Cadete e Fred

Treinador: Tó Santos

CCD Amoreira. Foto Paulo Soares
CCD Amoreira. Foto Paulo Soares

CDR Concavada

Nuno António (Cláudio), Daniel Lopes, Tiago Barão, Massa, Paulo Edgar, Hugo Branco (Pica), Tiago Branco, João Pires, Miguel Rente, Luís Barão, Pedro Rodrigues (Daniel Barão)

Suplentes: Cláudio, Edgar Soares, Pica, João Barbeiro e Daniel Barão

Treinador: Gonçalo Vicente

CDRC vs Amoreira 017 a
CDR Concavada. Foto Paulo Soares

Marcadores: Marlon (30′) ; Miguel Rente (45′) e Tiago Barão (48′)

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here