Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol/Inatel | Alcaravela eficaz no jogo aéreo leva a melhor sobre Casais de Revelhos (C/ÁUDIO)

SRCR CASAIS DE REVELHOS 1 – GRUPO DESPORTIVO DE ALCARAVELA 3
Liga Inatel Grupo B, Jornada 1
Campo de Jogos de Casais de Revelhos
17-10-2021

- Publicidade -

A abrir a primeira jornada do Grupo B da Liga Inatel, a equipa de Alcaravela deslocou-se até Casais de Revelhos para vencer a partida por três bolas a uma, num jogo que marcou o regresso da competição da Liga Inatel após dois anos de interregno. Os muitos adeptos presentes, ansiosos por voltar a apoiar as suas equipas, compuseram uma verdadeira moldura humana no Campo de Jogos de Casais de Revelhos.

O embate entre as duas equipas abrantinas aconteceu no Campo de Jogos de Casais de Revelhos. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Foi um jogo duro, disputado, onde prevaleceu a eficácia da equipa que viajou desde Alcaravela, principalmente no que ao seu jogo aéreo diz respeito. A equipa do concelho de Sardoal fez os dois primeiros tentos da mesma forma e com o mesmo jogador, João Mourato, a desviar a bola de cabeça para o fundo das redes da equipa da casa.

Casais Revelhos defrontou o Alcaravela na primeira jornada da Liga Inatel. Foto: mediotejo.net

O jogo começou muito disputado, com muitas bolas divididas – como aliás aconteceu ao longo de todo o jogo – sendo que nos primeiros 10 minutos isso foi ainda mais notório. Neste período de tempo a equipa de Alcaravela mostrou-se ligeiramente superior e teve as únicas oportunidades, se bem que sem representar verdadeiro perigo para a baliza adversária: primeiro com um livre que acabou facilmente nas mãos do guarda-redes Cláudio Duque e depois com uma arrancada de Paulo Batista que isolou João Gaspar, sem qualquer perigo. Houve ainda um remate de meia distância de Bruno Santos, também sem causar problemas a Cláudio Duque.

Com o decorrer do jogo, o Grupo Desportivo de Alcaravela ia somando oportunidades, mas continuava sem conseguir levar a bola com perigo à baliza de Casais de Revelhos. Aos 20 minutos, na conversão de uma falta à entrada da área, o jogador alcaravelense Paulo Batista, rematou rasteiro mas para defesa fácil de Cláudio Duque. Seis minutos depois a situação repetia-se, mas desta vez com Paulo Batista a rematar por cima do travessão.

Logo a seguir João Gaspar conseguiu ganhar uma bola no lado direito e rematou com a bola a passar ao lado do poste da baliza de Casais de Revelhos. A equipa visitante ia deixando avisos. 

A equipa de Casais de Revelhos tentou sempre disputar o jogo.

A equipa de Casais de Revelhos, no entanto, não se deixava intimidar e aos 30 minutos levou perigo até à baliza do Alcaravela. Após uma bola longa de um livre batido a meio campo, o guarda-redes Vasco Lopes chocou com um defesa e a situação pareceu complicar-se mas a defesa alcaravelense conseguiu afastar o perigo.

Passados três minutos, uma bola rematada de longe por Júlio Delaunay passou a rasar o poste do Alcaravela e bateu nas malhas do fundo da baliza, mas pelo lado de fora, o que levou grande parte do público a gritar golo, ainda que indevidamente. A equipa da casa mostrava que não regressou à competição três anos depois só para ver jogar.

A equipa do Grupo Desportivo do Alcaravela não se deixava ficar e aos 37 minutos o jogador Alminhas tirou um adversário do seu caminho e rematou à entrada da área, mas o pontapé saiu frouxo e Cláudio Duque recolheu a bola sem dificuldades.

A faltar cinco minutos para o intervalo, uma entrada mais dura de Góis, jogador do Alcaravela, valeu-lhe o cartão amarelo, o primeiro da partida. Edgar Vital, de Casais de Revelhos, teve mesmo de sair e entrou para o seu lugar Nuno Josué. 

O regresso do futebol da Imatel foi saudado com a presença de muito público em Casais de Revelhos, para um jogo entre equipas de concelhos vizinhos

Foi só nos minutos finais da primeira parte que o marcador da partida foi alterado e por duas vezes praticamente seguidas. Primeiro, após a conversão de um livre descaído para a esquerda da grande área de Casais de Revelhos.

Na conversão da falta, por uma entrada dura de David Mata – que lhe valeu a atribuição da cartolina amarela – João Mourato olhou, correu, saltou mais que todos os outros, cabeceou e viu o seu esforço recompensado: a bola entrou no fundo da baliza de Casais de Revelhos.

A equipa do Grupo Desportivo de Alcaravela viu a bola entrar na baliza adversária por três vezes. Foto: mediotejo.net

Logo a seguir, o lance foi quase igual mas de forma simétrica: após um cruzamento que partiu desta vez do lado direito, João Mourato olhou, correu, saltou mais que todos os outros, e cabeceou para fazer o 2-0, resultado com que o árbitro Rui Oliveira mandou as equipas para os balneários para o intervalo.

A equipa da casa perdia por dois golos de diferença e isso exigia mexidas. O treinador Francisco Mendes tirou Júlio Delaunay e Pipo para as entradas de Nuno Rodrigues e Júlio Anastácio. Na equipa do Alcaravela, orientada por Rui Serras, entrou Bruno Pita e saiu Eduardo Góis. Pouco tempo depois de voltar ao campo, o capitão da equipa de Alcaravela saiu lesionado e entrou para o seu lugar Rui Pita.

Ao fundo, a presença de uma boa moldura humana que ambientou o campo de jogos de Casais de Revelhos. Foto: mediotejo.net

Nos primeiros 10 minutos da segunda parte o jogo não teve grandes oportunidades, mas a equipa de Casais de Revelhos queria voltar a entrar na partida, pelo que Bruno Tomás, ao apanhar uma bola a pingar no centro da área, esticou-se e rematou em esforço para uma grande intervenção de Vasco Lopes. O guarda-redes deu o peito às balas e mandou-se para a frente da bola, evitando o primeiro golo para a equipa da casa.

O Grupo Desportivo de Alcaravela não se deixou intimidar e usufruiu logo a seguir de uma grande oportunidade, onde Paulo Batista conseguiu isolar-se pelo lado esquerdo, tendo rematado para desvio do defesa de Casais de Revelhos.

Com o jogo animado, a equipa de Casais de Revelhos conseguiu mesmo diminuir a vantagem da equipa adversária. Após uma jogada pelo lado direito, a bola acabou a pingar no centro da área e desta vez Bruno Tomás não perdoou e meteu a bola no fundo da baliza defendida por Vasco Lopes.

O Alcaravela conseguiu chegar mais vezes à baliza adversária.

Por volta dos 70 minutos, a bola passou muito perto da baliza de Casais de Revelhos, após um canto, tendo batido na malha superior da baliza. Dois minutos depois, Bruno Pita ganhou em força aos defesas de Casais de Revelhos e pontapeou a bola de forma forte mas à figura, pelo que Cláudio Duque defendeu sem grandes dificuldades. 

O árbitro Rui Oliveira ainda puxou da cartolina amarela por mais duas vezes, ambas para dois jogadores do Alcaravela e na sequência da mesma jogada. João Mourato viu-lhe ser atribuído cartão amarelo por impedir um contra-ataque da equipa da casa e Marco Torres por, em sequência, ter chutado a bola para longe. 

Após a saída de José Rafael e entrada de Rui Pereira, na equipa de Casais de Revelhos, o colega de equipa Bruno Tomás teve uma boa oportunidade de golo, aos 80 minutos. Conseguindo-se isolar, em corrida, frente a frente com o guarda-redes Vasco Lopes, rematou e chocou com o guardião do Alcaravela. A bola acabou por passar por Vasco Lopes em direção à baliza, já tendo no entanto perdido força, o que permitiu o corte por parte da defensiva alcaravelense.

A equipa de Casais de Revelhos ganhou ânimo suplementar após o golo, enquanto a equipa vinda de Alcaravela parecia ter perdido a concentração, pelo que o seu treinador Rui Serras não parava de dar indicações para dentro de campo e de incentivar os seus jogadores.

A partida foi sempre muito disputada, com muitas bolas divididas.

As indicações parecem ter surtido efeito, na medida em que já perto do final do tempo regulamentar a bola chegou mesmo a entrar no fundo das redes da equipa de Casais de Revelhos, mas o golo foi anulado por fora de jogo. Logo a seguir, João Gaspar apanhou a bola no lado esquerdo e, sem hesitar, rematou forte e a meia altura não dando hipótese de defesa ao guardião de Casais de Revelhos, Cláudio Duque. Estava encontrado o vencedor.

Na equipa de Alcaravela ainda entrou Pipoca para o lugar de Bruno Pita e Luís Carlos para o de João Gaspar. O árbitro Rui Oliveira deu o apito final e o resultado fixou-se assim em 1-3. Equipa de arbitragem com um trabalho globalmente bom, apesar de alguns protestos em lances de mais difícil análise.

Ainda neste grupo, o Vilarregense ganhou por duas bolas a zero à equipa de Vale de Açor, a folga coube à equipa de Água Travessa. A segunda jornada está marcada para dia 24 de outubro (domingo, às 15:00), onde o Vilarregense mede forças com Casais de Revelhos e Água Travessa defronta O Vale de Açor. A equipa de Alcaravela descansa nesta jornada.

Ficha do Jogo:

SRCR CASAIS DE REVELHOS:

Cláudio Duque, David Mata, Diogo Lourenço, Edgar Vital (Nuno Josué), Ricardo Garrido, Júlio Delaunay (Júlio Anastácio), José Rafael (Rui Pereira), Filipe Belchior, José Pires, Luís Ferreira, Bruno Tomás 
Suplentes não utilizados: Daniel Santos, Tomás Santos, Sérgio Marcos, Nuno Rodrigues
Treinador: Francisco Mendes. 

SRCR Casais de Revelhos, Sociedade Recreativa Pró-Casais de Revelhos. Foto: mediotejo.net

GD ALCARAVELA

Vasco Lopes, Marco Torres, Henrique Cruz, Bruno Gaspar (Rui Pita), Túlio Almeida, Bruno Santos, Alminhas, João Mourato, Paulo Batista, Eduardo Góis (Bruno Pita)(João Pipoca), João Gaspar (Luís Carlos),
Suplentes não utilizados: Francisco Reis, Rúben, Tozé Serras
Treinador: Rui Serras. 

GD Alcaravela, Grupo Desportivo de Alcaravela. Foto: mediotejo.net

GOLOS: João Mourato [2], João Gaspar [1] (GD Alcaravela); Bruno Tomás [1] (SRCR Casais de Revelhos)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Rui Oliveira, José Bento, Vítor Custódia

Equipa de arbitragem: José Bento, Rui Oliveira, Vítor Custódia

DISCIPLINA
Cartão Amarelo: David Mata (Casais de Revelhos) Góis, João Mourato, Marco Torres (Alcaravela)

Como habitualmente fomos escutar os responsáveis técnicos de ambas as equipas:

FRANCISCO MENDES (SRCR Casais de Revelhos)

Francisco Mendes, treinador de Casais de Revelhos. Foto: mediotejo.net

RUI SERRAS (GD Alcaravela)

Rui Serras, treinador do Grupo Desportivo de Alcaravela. Foto: mediotejo.net

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome