Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Golos, emoção, expulsões e bom futebol, assim foi no Comendador (com áudio)

Tramagal, 9 de outubro de 2016, 15 horas

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 2ª Divisão de Seniores – Série 1

1ª jornada

- Publicidade -

Tramagal Sport União 0 – Sport Clube Ferreira do Zêzere 3

Perante uma plateia com mais de centena e meia de pessoas, estavam duas equipas com objetivos claros para a época que começou com este jogo no Comendador. Os tramagalenses a querer fazer melhor que na época passada e os ferreirenses a quererem voltar a lutar pela subida de divisão.

_mg_9872
A animada jovem claque do TSU

Os azuis a disporem-se em 4-2-3-1, com Fred a ser o homem mais avançado e a ter nas suas costas, Renato Matias, David e Tonicha. Os homens da “Capital do Ovo” quando sem bola a mostrarem um 4-4-2 e quando em posse a disporem-se num arrojado 3-3-4, onde os laterais apareciam bem na frente, formando com os dois homens da zona central do ataque uma linha de quatro.

O jogo começa com a equipa da borboleta a ser a mais perigosa sobre o pelado (bem tratado mas muito seco, o que fez com que houvesse muito pó), perdendo na mesma jogada, duas chances de golo. Decorria o minuto 9 e após cruzamento para a área, Fred fica a centímetros de cabecear com êxito. Artur Machado não dá a jogada como perdida, em esforço capta a bola dentro das quatro linhas e volta a cruzar para a área, aí foi Daniel Martins a cabecear ao lado.

_mg_9874
Fred não consegue desviar para a baliza forasteira

Passado o tempo de adaptação ao pelado e ao adversário, os encarnados equilibram a partida e começam ter ascendente, muito por culpa das dificuldades que os quatro homens que apareciam no ataque iam criando à defensiva contrária, que revelou dificuldades em acertar nas marcações. As tentativas de saída para o ataque por parte de Tramagal não eram bem conseguidas, onde alguns passes não saiam ou quando saiam eram feitos com força excessiva.

Numa jogada de contra-ataque, em que a bola é colocada em profundidade da direita para a esquerda do ataque ferreirense, Rato em posição irregular não se faz ao lance e vindo de trás em velocidade, Celso entra na área e no confronto com João Peixoto é tocado pelo guarda-redes. Penalti inequívoco que César não desperdiçou para colocar os forasteiros em vantagem. Eram decorridos 16 minutos.

_mg_9888
César faz o 1-0 de penalti

Até à meia hora, as dificuldades em lidar com o numeroso ataque do Ferreira do Zêzere ia continuando para a defensiva de Tramagal, mas nesse período só de remates de fora da área é que os comandados de Rui Bugalhão criaram perigo. A exceção foi uma iniciativa de Rato, minuto 22, em que ganhando algum espaço, remata à figura do guardião da casa.

_mg_9915
Rato rematou à figura de João Peixoto

A partir daqui volta o equilíbrio, fechando o primeiro tempo da mesma forma que começou, ou seja, com outra perdida dos azuis. A quatro minutos do intervalo, livre de Renato Matias para a área e Fred de cabeça atira ao lado.

_mg_9935
Fred de cabeça atira ao lado

Ao intervalo o resultado penalizava a falta de acerto na hora de finalização do Tramagal, embora o Ferreira do Zêzere tenha tido ascendente no jogo durante mais tempo.

No segundo tempo o TSU mostrou vontade em dar a volta aos acontecimentos, mas a velocidade do ataque do Ferreira do Zêzere traiu essas intenções, logo aos 50 minutos. António em velocidade foge pela esquerda do ataque encarnado, ganha a linha de fundo, cruza para a área e Alexandrov, com um cabeceamento perfeito faz o segundo golo.

_mg_9947
Alexandrov correspondeu da melhor forma ao cruzamento de António, fazendo o 2-0

Este golo foi muito sentido pela equipa da casa. Embora o Tramagal nunca tenha baixado os braços e tenha sempre procurado, pelo menos um golo, a clarividência após este golo sofrido nunca mais foi a melhor. Ilustrativo do querer dos azuis mas da falta de lucidez, foi o lance aos 66 minutos em que Rui Pinheiro, após canto da direita, sobe ao terceiro andar, mas o cabeceamento saiu à figura de Joel.

_mg_9965
Rui Pinheiro elevou-se bem mas cabeceou sem a direção desejada

A partir daqui pouco mais jogo houve. Entrámos numa fase conflituosa e confusa, com os jogadores a quererem jogar pouco futebol. Aos 73 minutos Fred envolve-se com Mantorras e o árbitro manda os dois para os balneários. Houve confusão dentro do campo, com Fred a querer tirar explicações ao adversário e houve confusão junto aos balneários. Sete minutos depois, numa entrada imprudente sobre um adversário, César também recebe ordem de expulsão.

_mg_9970
Confusão instalada em pleno pelado do Comendador

Até final e com mais um homem, os homens da Vila Convívio do concelho de Abrantes, tudo tentaram para marcar um golo de honra, mas não o conseguiram e viram na marcação rápida de um livre, os visitantes chegarem ao 3-0, numa boa execução de Duarte Gaspar perante João Peixoto.

Como balanço, consideramos que o jogo foi um bom espectáculo, em que a vitória dos visitantes parece-nos certa. O Tramagal merecia ter marcado, pelo menos um golo, mas só se pode queixar de si mesmo por não o ter conseguido. Deixaram boas indicações, tornando claro que a época não será igual à da época passada, embora tenham que ser mais indiferentes aos protestos que vêm das bancadas para com o trabalho do árbitro. O Ferreira do Zêzere voltou a demonstrar a qualidade que há algumas épocas anda a demonstar. Quando Rui Bugalhão tiver todos os elementos à disposição serão certamente um dos três primeiros. Destaque para os dois centrais tramagalense, Daniel Martins e Artur Machado e Renato Matias. Fred enquanto jogou futebol foi uma nota mais no TSU mas estragou tudo com o “espetáculo” que proporcionou aquando da expulsão, por muita razão que tivesse. Nos encarnados destacamos César, central pendular, Celso, António e Joel (transmite tranquilidade aos companheiros).

Por fim falamos do trio de arbitragem. Aos Assistentes apontamos dois lances, a cada um, em que analisaram mal o fora de jogo aos ataques. Francisco Pereira não teve influência no resultado e nos lances cruciais decidiu bem. O lance de maior contestação acaba por ser a expulsão de César. A entrada é imprudente mas sem maldade, no entanto o árbitro está para ajuizar ações e não intenções, pelo que se compreende a decisão. O pecado maior que lhe apontamos foi o critério adotado nas faltas a meio campo. O que para um lado era sancionado como faltoso, para o outro mandava jogar, o que enervou e irritou as hostes da casa.

Nota final para o muito pó que se fez sentir em Tramagal

po1 po2

Ficha do jogo

Campo Comendador Eduardo Duarte Ferreira

Árbitro: Francisco Pereira

Árbitros Assistentes: Pedro Sousa e Pedro Abelho

_mg_9855
Rato (capitão SCFZ), Pedro Abelho, Francisco Pereira, Pedro Sousa e Renato Matias (capitão TSU)

Tramagal SU

João Peixoto, João Esteves, Pedro Arroz (Alex), Daniel Martins, Artur Machado, Piranha (Diogo Soares), Rui Pinheiro, Renato Matias, Tonicha (Brigas), David e Fred

Suplentes: Pedro Irra, Alex, Diogo Soares e Brigas

Treinador: João Margalho

_mg_9857
Tramagal Sport União

SC Ferreira do Zêzere

Joel, Mantorras, César, Diogo Gaspar, Celso, Gerardo, Fábio Dias, António (Duarte Gaspar), Nuno Lopes, Alexandrov (Flávio Graça) e Rato

Suplentes: Luís Sousa, Duarte Gaspar e Flávio Graça

Treinador: Rui Bugalhão

_mg_9860
Sport Clube Ferreira do Zêzere

Cartão amarelo: João Peixoto (16′) ; Fábio Dias (85′)

Cartão vermelho: Fred (73′) ; Mantorras (73′) e César (80′)

Marcadores: César (16′), Alexandrov (50′) e Duarte Gaspar (90’+2)

A opinião dos treinadores:

João Margalho (Tramagal)

Rui Bugalhão (Ferreira do Zêzere)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here