Futebol | Golo solitário de Morelatto valeu a vitória do Fátima sobre o Benfica de Castelo Branco (c/fotos e áudio)

Golo de Morelatto (à esq.) deu vitória ao Fátima. Foto: mediotejo.net

*Com David Belém Pereira (Fotografia)

PUB

PUB

CENTRO DESPORTIVO DE FÁTIMA SAD 1 – SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO 0
Campeonato de Portugal-Série C-2ª jornada
Estádio Papa Francisco
Fátima
25-08-2019

Estádio Papa Francisco. Foto: mediotejo.net

Num dia nublado e com brisa fresca, o bonito Estádio Papa Francisco preparou-se para o embate entre duas equipas que somavam um ponto, fruto dos empates na ronda inaugural do Campeonato de Portugal. O Fátima, com uma pré-época algo atribulada, empatou nas Caldas da Rainha, e o Benfica de Castelo Branco, com boa presença no Campeonato anterior (onde chegou a liderar), cedeu um empate caseiro ante o Oliveira do Hospital. Ambas as equipas entraram, por isso, determinadas a arrecadar os pontos em disputa.

PUB
Muita determinação resultou num jogo bem agradável de seguir. Foto: mediotejo.net

Começaram melhor os albicastrenses, de rompante, e logo no primeiro minuto o possante Okitokandjo rematou ao lado da baliza de Guilherme. Não se atemorizaram os da casa e começaram a circular a bola, iniciando a construção dos lances a partir da defesa.

Alguns passes falhados e alguma lentidão, tão próprio de início de época, permitiam aos benfiquistas roubos de bola e consequentes contra golpes. Aos seis minutos Clayton ganhou espaço para o remate na zona frontal. O forte disparo saiu prensado num defesa, ganhando um canto.

Bom início dos albicastrenses. Foto: mediotejo.net

Os homens mais acutilantes dos “encarnados”, hoje trajando de amarelo, estavam muito em jogo. Aos oito minutos Clayton cruzou do lado direito do seu ataque numa assistência perfeita para a cabeçada de Okitokandjo, que passou perto da baliza de Guilherme.

Os albicastrenses construíram oportunidades mas falhavam na hora da verdade e o nulo persistia. A resposta dos fatimenses surgiu apenas aos 18 minutos através de um potente remate, de fora da área, de Pedras, a que se opôs o atento Caio.

Grande prestação do guarda redes Caio. Foto: mediotejo.net

Responderam as “águias da serra” num rápido contra ataque com Okitokandjo a passar por toda a gente, guarda redes incluído, e a rematar para a baliza deserta onde surgiu um defesa a cortar para canto. O Fátima começou a repartir o espaço e a posse de bola, construindo novas oportunidades de golo.

Num livre frontal, a meio do seu meio campo ofensivo, levou muito perigo à baliza de Caio. Jefferson chegou um tudo nada atrasado à solicitação ao poste mais distante e o lance morreu aí. Com o jogo repartido pelos dois lados do campo a resposta não tardou.

Bons duelos a meio campo. Foto: mediotejo.net

Numa rápida transição Clayton entrou na área, pareceu tocado e acabou estatelado sob um coro de protestos dos albicastrenses. Pouco depois, um cruzamento do lado direito do mesmo Clayton criou algum “frisson” com o passe “açucarado” a percorrer toda a área sem que ninguém a conseguisse jogar. Perdeu-se pela linha de fundo.

O Fátima voltou ao que parece ser a sua matriz: muita segurança defensiva, espreitando uma brecha na defensiva adversária, usando a velocidade do seu ala direito Leandro Andrade, preferencialmente.

Aos 32 minutos, na sequência de um canto, a bola sobrou para Lucas Morellato, entrou na área e com forte remate cruzado bateu Caio inapelavelmente, inaugurando o marcador.

Remate de Lucas Morelatto só parou no fundo das redes. Foto: mediotejo.net

Um excelente golo do médio ofensivo brasileiro colocava o Fátima na frente, numa das raras oportunidades para o fazer. O Benfica pareceu acusar o golo e andou distante da baliza de Guilherme por largos períodos.

A melhor oportunidade de golo antes do descanso pertenceu mesmo ao veterano Tiago Caeiro, com larga experiência na I Liga ao serviço de “Os Belenenses”. O centro remate “tirou tinta” da trave da baliza de Caio nas costas do guarda redes. Pouco depois o árbitro aveirense Marco Pereira apitou para o intervalo. Resultado penalizador para a quantidade de ocasiões desperdiçadas pelo Benfica de Castelo Branco.

Apesar de algum ascendente albicastrense o Fátima foi para o descanso a vencer. Foto: mediotejo.net

Com o Fátima a sair na frente no recomeço, era expectável que o Castelo Branco carregasse de forma a minimizar os “estragos”. Logo no primeiro minuto do segundo tempo uma bola longa foi apanhar Okitokandjo em boa posição para marcar. O corte de um defensor levou o atacante ao chão e de novo se reclamou uma grande penalidade que o árbitro não atendeu.

Aos 50 minutos Leandro Andrade, do Fátima, arriscou a meia distância sem sucesso. Caio com uma defesa apertada resolveu a contento.

Fátima cresceu após o descanso. Foto: mediotejo.net

Dois minutos depois o inevitável Okitokandjo voltou a estar em foco ao cabecear por cima da baliza dos visitados, após a marcação dum livre. Pouco depois, lance idêntico do outro lado do campo, com Carlos Daniel a atirar para fora.

Este lance iniciou uma verdadeira investida em massa da equipa de Rui Amorim, com uma sucessão de remates a ficarem nos defensores albicastrenses, sendo o último remate travado com uma defesa de recurso, com os pés, de Caio.

Veterano Tiago Caeiro foi referência no ataque fatimense. Foto: mediotejo.net

O jogo serenou um pouco até que, aos 69 minutos, Pedras quase fazia um auto-golo na sequência dum canto batido ao primeiro poste. Foi preciso esperar pelo minuto 72 para a agitação voltar às bancadas. Num contra ataque bem conduzido, Pedras assistiu Leandro Andrade, que rematou contra um defensor ganhando um pontapé do quarto de círculo.

Na conversão do canto, Jefferson, que havia subido à área contrária, cabeceou por cima.
No minuto seguinte, Okitokandjo não teve melhor sorte na sequência da conversão de um livre.

Luta cerrada no meio campo. Foto: mediotejo.net

Aos 78 minutos Celsinho, na conversão de um livre favorável aos encarnados obrigou o guarda redes Guilherme a defesa atenta. No minuto seguinte Motty fugiu à marcação dos centrais vestidos de “grená”, entrou na área e deu a Guilherme oportunidade de brilhar, com defesa de mérito.

Encaminhava-se o jogo para o seu final e as forças de ambos os conjuntos já não era muita. A esperança numa bola parada existia e os benfiquista acreditavam num livre assinalado aos 86 minutos. O lateral Tiago Melo não o permitiu e cortou para canto.

Vitória do Fátima assente na segurança defensiva. Foto: mediotejo.net

Foi o último lance digno de registo. Nem nos quatro minutos de compensação concedidos por Marco Pereira o marcador se moveu, permitindo à equipa da casa vencer o seu opositor com o golo solitário de Lucas Morelatto.
Arbitragem sem influência no resultado. De critério largo mas uniforme. Positivo.

Bom jogo de arranque de Campeonato. Foto: mediotejo.net

FICHA DO JOGO
CENTRO DESPORTIVO DE FÁTIMA SAD:
Guilherme Oliveira, Tiago Melo, Jefferson, Igor Rocha, Rui Rodrigues, Lucas Morelatto, Nuno Pedras (Russel Sandio), Bruno Alves, Leandro Andrade (Fernandinho), Tiago Caeiro e Carlos Daniel (Miguel Neves).
Suplentes não utilizados: Rui Dabó, Sandro Embaló e João Victor.
Treinador: Rui Amorim.

Centro Desportivo de Fátima SAD. Foto: mediotejo.net

SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO:
André Caio, André Cunha (Iko Caetano), Daniel Rodriguez, Pedro Eira, Leo Araújo, Celsinho, Djibril Zidnaba, Rafa Pinto (Iaquinta), Clayton leite, Stevy Okitokandjo e Diogo Motty (Leo Melo).
Suplentes não utilizados: João Gomes, Bebia Issouf, Diogo Silva e Rodrigo Simão.
Treinador: Pedro Barroso.

Sport Benfica e Castelo Branco. Foto: mediotejo.net

GOLO: Lucas Morelatto (Fátima).

ÁRBITRO: Marco Pereira (AF Aveiro).

Equipa de Arbitragem chefiada por Marco Pereira. Foto: mediotejo.net

No final do encontro fomos ouvir os técnicos em Conferência de Imprensa:

PUB
Rui Amorim, Treinador do Fátima.

 

Pedro Barroso, Treinador do Castelo Branco.
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here