Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol feminino | Sardoal estreou-se a ganhar no nacional frente ao Monte Agraço (c/fotos e áudio)

GRUPO RECREATIVO E DESPORTIVO OS LAGARTOS 3 – MONTE AGRAÇO FUTEBOL CLUBE 1
Campeonato Nacional da III Divisão – Série H – 6ª jornada
Parque Desportivo Municipal de Sardoal – 20-10-2021

- Publicidade -

Com boa assistência nas bancadas do Parque Desportivo em Sardoal, apresentaram-se para disputar a sexta jornada do terceiro escalão nacional do futebol feminino duas equipas em formação, ambas debutantes nos nacionais e que já tinham jogado entre si na abertura da época. Nessa altura, em Sobral do Monte Agraço, as donas da casa levaram a melhor mas pela diferença mínima, deixando tudo em aberto para este jogo.

Parque Desportivo Municipal de Sardoal.

- Publicidade -

À partida para esta segunda volta, o Monte Agraço ocupava o segundo posto na Série H da terceira divisão nacional, com 10 pontos conquistados, e os anfitriões, “Os Lagartos” de Sardoal, eram os portadores da “lanterna vermelha”, ainda sem pontos averbados.

Projetos no primeiro ano mas com pernas para andar.

Se algum favoritismo existia da equipa forasteira, esse rapidamente se desvaneceu. As sardoalense entraram bem no jogo e logo no minuto inicial Inês Mendes, em boa posição na área, rematou contra uma adversária e ganhou um canto.

Com três minutos jogados, um passe vertical, muito longo, colocou Mariana Mousaco na cara da guarda redes visitante, Joana Filipe, e executou um vistoso chapéu. Joana Filipe levou a melhor mantendo a sua baliza inviolada.

Entretanto a equipa de Nuno Castanheira retificou alguns posicionamentos na equipa visitante e o equilíbrio passou a ser a nota dominante.

Equipa de Nuno Castanheira teve de retificar alguns aspetos.

Apenas aos dez minutos de jogo a equipa visitante conseguiu incomodar Carolina Jesus, através da marcação dum pontapé de canto, mas a defensiva sardoalense resolveu.

No minuto 13, Ana Matos cruzou do lado esquerdo do seu ataque com boa conta mas a defensiva sobralense resolveu sem parcimónia, colocando longe o esférico.

Sentindo a progressão dificultada pelo acerto das jogadoras do Sardoal, as visitantes tentaram a meia distância. Aos 18 minutos Joana Raimundo testou a atenção de Carolina, que defendeu com classe.

Guarda redes sardoalense posta à prova.

À passagem dos 20 minutos do primeiro tempo, Beatriz Guerra assistiu Joana Raimundo que se esgueirou à defensiva da casa mas, atenta, Carolina Jesus chegou primeiro e anulou o lance. No minuto seguinte a resposta chegou com uma boa subida da lateral direita, Mónica Mendes, pela sua ala até à área contrária. Em boa posição rematou ao lado.

Aos 22 minutos Mariana Mousaco, com um bonito toque de calcanhar, tentou assistir uma colega mas a defensiva sobralense foi lesta a afastar.

Boas iniciativas da equipa de Nélson Alves.

À passagem da meia hora o Sardoal ganhou um livre, tipo “canto de mangas arregaçadas”, do lado esquerdo, mas o esférico saiu ao lado.

Pouco depois, aos 33 minutos, um cruzamento “venenoso” de Inês Mendes do lado esquerdo, chegou ao segundo poste onde Adélia Pereira, sob ameaça duma jogadora contrária, afastou de forma infeliz para a própria baliza.

Adélia Pereira (à dtª) introduz o esférico na própria baliza.

Um golo muito festejado e que catapultou a equipa de Nélson Alves para uma exibição convincente, coroada por uma vitória expressiva. Até porque o segundo golo não tardou…

Aos 36 minutos, após jogada bem delineada pelas sardoalenses, Mariana Mousaco rematou para defesa incompleta de Joana Filipe. Numa segunda vaga, Jéssica Mendes não perdoou e aumentou a contagem.

Capitã Jéssica Mendes aumentou a contagem.

Ainda antes do intervalo “Os Lagartos” voltariam a festejar a obtenção de mais um golo.

Aos 41 minutos Mariana Mousaco repetiu o bonito toque de calcanhar e desta vez foi feliz. Colocou Jéssica Mendes na cara do golo e esta não se fez rogada e bisou na partida.

“Bis” de Jéssica Mendes foi muito festejado.

Estavam por cima as sardoalenses e o marcador começava a dar conta disso mesmo.
A robusta vantagem poderia ter sido aumentada em cima do descanso quando Jéssica tentou o “hat-trick” negado pela guarda redes visitante.

Quando a juíza Sara Lopes mandou toda a gente para intervalo pairava no Municipal de Sardoal um ambiente de grande alegria e confiança numa grande vitória da equipa da casa.

Apesar da resposta das visitantes o Sardoal ia justificando o resultado robusto.

Havia curiosidade em saber qual seria a resposta das visitantes a uma vantagem robusta do Sardoal e, na verdade, as pupilas de Nuno Castanheira vieram dos balneários com uma postura mais atacante.

Ambas as equipas fizeram alterações e no minuto inicial o Sardoal beneficiou dum livre em que, na transformação, Maria Bernardo não deu o melhor destino, rematando ao lado.

A equipa de Sobral de Monte Agraço passou a adotar uma postura mais atacante e aos 52 minutos Joana Raimundo, em boa posição na área, atirou por cima.

Visitantes adotaram postura mais ofensiva.

No minuto seguinte a sua companheira Joana Miranda testou a meia distância mas o remate saiu fraco para defesa fácil de Carolina Jesus. Aos 56 minutos as sobralenses encetaram uma vistosa jogada de entendimento culminada com o remate de Mariana Silva para fora.

Com as sardoalenses a darem a iniciativa de jogo às adversárias começou a haver oportunidades de contra atacar. Foi o que fizeram Ana Pires e Inês Mendes aos 61 minutos.

Com bom entendimento, tabelando com precisão foram ganhando metros na área contrária. Inês rematou para boa defesa de Joana Filipe.

Jogo teve pormenores interessantes.

A equipa de Monte Agraço procurava o golo, nem sempre com o maior dos discernimentos, e a equipa da casa, com o passar dos minutos, ia ficando cada vez mais confortável no jogo.

Ia-se jogando longe das balizas, com os duelos a serem disputados sobre a zona central do terreno. Ainda assim Mariana Silva ainda ameaçou a baliza dos “Lagartos” mas a guarda redes Carolina antecipou o lance e chegou primeiro.

Guarda redes Carolina esteve sempre muito atenta.

Aos 73 minutos o Sardoal esteve perto de aumentar a contagem. Uma enorme “cavalgada” de Ana Pires permitiu ficar cara a cara com Joana Filipe. Por instinto, a guarda redes visitante negou aquele que seria o quarto golo da equipa do Sardoal.

Quem não marca sofre e pouco depois, aos 76 minutos, a guarda redes da equipa da casa foi infeliz e ao pretender afastar o esférico rematou contra Joana Raimundo que assim obteve o “tento de honra” para a sua equipa.

Pressão das visitantes valeu o “tento de Honra”.

Responderam de imediato as sardoalenses e Maria Bernardo com um remate em arco quase traia a guarda redes adversária.

Aos 79 minutos Mariana Silva entrou na área das sardoalenses com a bola dominada mas a guarda redes Carolina Jesus arrojou-se ao solo e defendeu com segurança.

Com o jogo na reta final os lances de perigo escassearam tendo pertencido a última chance de marcar ao Sardoal. Ao remate de Ana Pires respondeu Joana Filipe com defesa segura e o resultado final estava encontrado.

“Os Lagartos” de Sardoal estrearam-se a pontuar no Campeonato Nacional.

Vitória categórica da equipa dos “Lagartos” de Sardoal, a primeira e os primeiros pontos do seu historial recente no futebol feminino. Os números poderão pecar por excesso mas ainda assim ficaram golos por marcar. Boa réplica da equipa de Monte Agraço que mostrou valor e ambição apesar do resultado negativo.

O Monte Agraço Futebol Clube caiu um lugar na tabela, para terceiro, e “Os Lagartos” repartem agora a “lanterna vermelha” com o Atlético da Malveira.

Uma palavra de apreço para a jovem equipa de arbitragem que viajou da Margem Sul.
Com muita serenidade e competência souberam conduzir o jogo dentro das leis do jogo e “fair play”. Boa arbitragem.

Boa arbitragem de Sara Lopes e assistentes.

Ficha do Jogo:

GRUPO RECREATIVO E DESPORTIVO “OS LAGARTOS”:
Carolina Jesus, Maria Alves, Mónica Mendes, Ana Matos (Inês Gaudêncio), Maria Bernardo, Mariana Mousado (Mariana Clementino), Jéssica Mendes (Ana Barrento), Fabiana Bernardino, Inês Mendes (Carla Santos), Bruna Lourenço (Ana Pires) e Ana Martinho.
Suplentes não utilizadas: Marisol Ferreira e Sofia Martins.
Treinador: Nélson Alves.

Grupo Recreativo e Desportivo “Os Lagartos”.

MONTE AGRAÇO FUTEBOL CLUBE:
Joana Filipe, Beatriz Guerra, Margarida Faria, Nádia Vitorino, Joana Raimundo, Débora Sousa, Mariana Baguecho, Mariana Silva, Adriana Rodrigues (Cláudia Gomes), Joana Barros (Beatriz Esteves) e Adélia Pereira (Joana Miranda).
Suplentes não utilizadas: Beatriz Correia, Inês Fonseca, Tatiana Costa e Ana Miranda.
Treinador: Nuno Castanheira.

Monte Agraço Futebol Clube.

GOLOS:
Adélia Pereira [a.g.] e Jéssica Mendes [2] (Sardoal), Joana Raimundo (Monte Agraço).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Sara Lopes, Gonçalo Fonseca e Duarte Arroja (AF Setúbal).

Equipa de Arbitragem: Sara Lopes, Gonçalo Fonseca e Duarte Arroja com as capitãs.

No final fomos ouvir os responsáveis técnicos de ambas as equipas:

NÉLSON ALVES (Sardoal)

Nélson Alves, treinador de “Os Lagartos”.

NUNO CASTANHEIRA (Monte Agraço)

Nuno Castanheira, treinador do Monte Agraço. Foto: Arquivo mediotejo.net

*Com David Belém Pereira (multimédia).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome