Futebol feminino | Ouriense recebeu e venceu Cadima no último ensaio para o Campeonato da 1ªDivisão

Equipas proporcionaram um agradável jogo de futebol.

CLUBE ATLÉTICO OURIENSE 2 – UNIÃO RECREATIVA DE CADIMA 1
Campeonato Nacional da 1ªDivisão-Jogo de Preparação
Campo da Caridade – Ourém
13-09-2020

PUB

Numa tarde quente de final de Verão, o Campo da Caridade recebeu duas equipas que irão militar no campeonato maior do futebol feminino: a equipa da casa, o Atlético Ouriense, e a equipa que viajou de Cantanhede, o Cadima.

Campo da Caridade em Ourém.

Com o novo quadro competitivo, com as equipas divididas em duas séries de dez conjuntos cada, o Cadima irá competir na zona norte ao contrário da equipa de Ourém que jogará na zona sul.

PUB
Ambos os conjuntos irão competir na Liga BPI.

Sem público e com regras sanitárias apertadas o jogo serviu essencialmente para os técnicos afinarem estratégias ao mesmo tempo que dão tempo de jogo a todas as atletas do plantel.

A equipa visitante até começou melhor, com as jogadoras mais atacantes do Cadima a criarem embaraços à defesa da casa, pouco rotinada no novo desenho tático ensaiado.

PUB

Depois de ganhar alguns cantos, a equipa do chileno Joel Barreira viu Andreia Santos tirar do caminho a sua marcadora na ocasião e rematar com muito perigo, ligeiramente ao lado. Corria o minuto nove.

Começou melhor o Cadima.

Na resposta, Maria Baleia teve uma arrancada pelo corredor esquerdo tendo a oposição de Lani. Muito forte fisicamente, a central iria carregar a jogadora do Atlético, fazendo com que embatesse com a cabeça no muro, de forma involuntária.

Após alguns segundos de muita apreensão, temeu-se pela saúde da atleta, mas tudo acabou em bem com a completa recuperação de Maria Baleia que prosseguiu no jogo sem limitações físicas.

Matria Baleia assustou os poucos presentes.

Este lance foi o ponto de viragem no jogo. O Ouriense sacudiu a pressão e passou a dividir o jogo, estando até por cima em algumas ocasiões. À passagem do 13º minuto a brasileira Thays Ferrer encetou uma iniciativa individual e desembaraçou-se de várias adversárias, culminando num remate a rasar o poste da gurdiã da equipa do distrito de Coimbra.

No minuto seguinte a central Carol Pretona, na sequência da marcação dum livre, obrigou a guarda redes Sara Figueiredo a defesa de recurso. A resposta do Cadima não tardou com Lani a subir à área para responder, de cabeça, a cruzamento bem medido. O esférico saiu pela linha de fundo, muito perto do poste.

PUB
Cadima tentou surpreender em Ourém.

Foi em toada de parada e resposta, com a bola a rondar ambas as áreas, que se chegou ao minuto 33 e a se construiu uma “obra de arte” sempre agradável de ver num campo de futebol. A brasileira Laura Spenazzatto, chamada à conversão dum pontapé do quarto de círculo, fê-lo com tanta precisão que introduziu o esférico de forma direta. Um golo “olímpico” a abrir o marcador.

Golo “olímpico” de Laura Spenazzatto abriu o marcador.

Não se conformou a equipa de Cantanhede e na reposição Helena Domingos rematou forte já dentro da área. A bola encontrou na viagem a cabeça de Pretona ressaltando para a mesma jogadora que, com a guarda redes da casa batida, rematou por cima.

O jogo entrou numa fase de algum adormecimento ganhando animação com a aproximação do descanso. Aos 43 minutos um livre muito bem batido por Thays Ferrer, tenso, a fugir da guarda redes, tinha tudo para resultar. Duas ourienses, em boa posição, falharam a emenda…

Thays Ferrer foi uma seta apontada à baliza das visitantes.

Em lance semelhante, em cima dos 45 minutos, desta feita do lado direito, junto à lateral, a meio do meio campo, a bola encontrou a cabeça de Carol Pretona resultando num golo de belo efeito.

No minuto seguinte Thays Ferrer cruzou tenso e a defensiva visitante cedeu canto. Na conversão Laura Spenazzatto, de cabeça, atirou à trave com estrondo.

PUB

Tempo ainda para o contra golpe, conduzido por Bimba que serviu Andreia Santos que rematou de pronto com o esférico a “tirar tinta” ao poste da baliza dp Ouriense. Logo a seguir o árbitro Pedro Simões apitou para o descanso.

Melhor aproveitamento das oportunidades justificavam a diferença ao intervalo.

O segundo tempo, com algumas mexidas principalmente operadas pelo técnico da equipa da casa, Renato Fernandes, começou com o Atlético Ouriense a beneficiar dum pontapé de canto em que, após uma enorme confusão na área, a guarda redes Sara Figueredo agarrou o esférico de forma corajosa.

Na resposta, o Cadima contra atacou numa rápida transição e introduziu o esférico na baliza mas o lance estava anulado por posição irregular de Bimba.

Golo anulado ao Cadima por posição irregular.

Aos 51 minutos, Lúcia Leila, entrada no reatamento, rematou com violência tendo o esférico na sua viagem sido desviado pela guarda redes para lá da linha de fundo, originando canto.

Na sequência da conversão Maria Baleia rematou cruzado, ao poste mais distante, com a bola a passar muito perto do objectivo. Pouco depois foi a queniana Aquino a ensaiar a meia distância com o esférico a passar por cima do travessão.

PUB
Queniana Lúcia Leila, entrada ao intervalo, dona de forte pontapé.

Foi necessário esperar pelos 63 minutos para ver a bola rondar a baliza das ourienses. Um cruzamento para a área solicitou a cabeça de Bimba que atirou por cima.
Aos 68 minutos foi Aquino a bater um livre direto para a sua equipa fazendo o esférico rondar a baliza do Cadima. Passou perto…

Ouriense perdeu vários ensejos para aumentar a contagem.

A formação de Cantanhede tinha alguma dificuldade em responder ao maior caudal ofensivo da equipa da casa mas sempre que se proporcionava não se fazia rogada.

Aos 85 minutos, a sempre presente Bimba obrigou a guarda redes da casa, nesta fase do jogo, a brasileira Quesia Proença, à defesa da tarde, cedendo canto.

Bimba esteve perto de marcar neste lance. Não concretizou mas fê-lo dois minutos depois a responder com a propósito a um cruzamento para a área. Isolou-se e com um remate colocado reduziu para a sua equipa. Se alguém merecia era Bimba, uma incansável lutadora…

Bimba fez o merecido golo das visitantes.

Com pouco tempo para jogar o resultado não sofreu alterações e quando o apito final soou pairava no Campo da Caridade a sensação de, num jogo bem disputado, com alguns bons lances, haver justiça no resultado.

PUB

Com duas semanas para as últimas afinações ambas as equipas sonham com o apuramento para a fase seguinte em grupos com elevada qualidade.

O Ouriense inicia o campeonato recebendo o Torriense e o Cadima servindo de anfitriã ao Gil Vicente. A Liga BPI tem o seu início a 27 deste mês de setembro.

Equipas a duas semanas do início da Liga BPI.

Ficha do Jogo

CLUBE ATLÉTICO OURIENSE:
Barbara Pisco, Ana Beja, Sofia Silva, Carol Pretona, Jeka, Juliana Domingues, Laura Spenazzatto, Maria Baleia, Flávia Fartaria, Fabiana Santos e Thays Ferrer.
Suplentes: Quezia Proença, Lara Dias, Petra Nunes, Cristina Ferreira, Ana Ferreira, Catarina Rodrigues, Rafaela Souza, Vivian Aquino e Lúcia Leila.
Treinador: Renato Fernandes.

Clube Atlético Ouriense.

UNIÃO RECREATIVA DE CADIMA:
Sara Figueredo, Beatriz Jesus, Lani, Ana Matos, Dani Costa, Sara Oliveira, Ana Mendes, Ana Vilela, Helena Domingos, Bimba e Andreia Santos.
Suplentes: Rita Oliveira, Mariana Salomé, Rosa Ramos, Maria Hespanha e Sónia Almeida.
Treinador: Joel Barreira.

PUB
União Recreativa de cadima.

Golos: Laura Spenazzatto e Carol Pretona (Ouriense), Bimba (Cadima).

Árbitro: Pedro Simões.

Árbitro Pedro Simões.

O mediotejo.net foi ouvir os técnicos de ambas as equipas:

Renato Fernandes, treinador da equipa de futebol feminino do CA Ouriense.

 

Joel Barreira, treinador do Cadima.

Pela pertinência do momento quisemos ouvir o presidente da Direção do Atlético Clube Ouriense, José Luís Ferreira, acerca do difícil presente e sobre as perspectivas futuras:

Ourém | Entrevista ao Presidente do Atlético Clube Ouriense, José Luís.

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 13 de setembro de 2020

* Com David Belém Pereira (multimédia).

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here