Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Fátima vence União de Tomar e pode festejar no próximo domingo (com áudio)

13 de março de 2016, 15 horas, Fátima

- Publicidade -

Campeonato Distrital da 1ª Divisão de Seniores da Associação de Futebol de Santarém – 21ª jornada

Centro Desportivo de Fátima 4 – União Futebol Comércio e Indústria de Tomar 1

- Publicidade -

Crónica do jogo por Jorge Duarte

IMGP0120
Jorge Duarte

Primeira nota vai para o relvado do Municipal de Fátima, quando chove e não é preciso muita água, fica encharcado, quando deixa de chover, basta duas semanas para ficar seco e duro, como estava para esta partida, não tendo sido regado antes do jogo dificultou, por vezes, o controlo de bola. A segunda nota vai mais uma vez para a fraca afluência ao Estádio dos adeptos da casa, mesmo com a equipa em primeiro, não estiveram no estádio mais de 200 pessoas, já a contar com os cerca de 30 seguidores do União de Tomar. Um número dentro da média deste Campeonato, mas com os fatimenses são líderes e estão perto da festejar o título, esperava-se mais gente nos jogos. Talvez um reflexo dos jogos se disputarem no Municipal e não no seu estádio, mais central e mais perto dos seus sócios e simpatizantes.

Quanto à partida os jogadores do Tomar tinham prometido luta para tentar ser a primeira equipa a vencer o Fátima, o que não passou de boas intenções porque a equipa tomarense entrou a perder no jogo. Sofreu um golo em menos de um minuto e aos vinte e dois já perdia por dois, fruto de dois brindes, por falta de atenção, parecendo que só os jogadores do Fátima estavam em campo, mas Pelé disfarçou as coisas ao intervalo, porque aproveitou também uma oferta da equipa da casa para marcar. Ao intervalo a margem mínima até era justa.

10287017_1129610457070243_6517161541840098920_o
Saudação das três equipas ao público. Foto João Pereira Fidalgo

Na segunda parte o jogo começou mais divido que no primeiro tempo, mas numa grande penalidade apontada pelo árbitro, algo forçada pois a bola estava longe da baliza, após cabeceamento de Imran, contra o braço de Araújo, que se encontrava de costas por ter saltado na disputa de bola com o jogador Árabe, o Fátima fez o terceiro golo e o primeiro da conta pessoal de Pedro Emanuel. Com este golo o avançado fatimense ganhou outra vez uma vantagem de dois golos na tabela de melhores marcadores do campeonato.

Com 3-1 no marcador, o Fatima teve a possibilidade de gerir o resultado e o tempo de jogo, tendo ainda voltado a marcar outra vez pelo seu inevitável avançado Pedro Emanuel.

O União de Tomar não merecia uma diferença de três golos, mas da forma como esteve em campo perante o primeiro classificado, acabou por sofrer golos sem saber como. O Fátima venceu mais uma das suas finais e poderá festejar o título e a subida aos campeonatos nacionais já no próximo domingo em Santarém.

Arbitragem algo difícil de Diogo Vicente, sobretudo nos últimos vinte minutos da primeira parte, em que permitiu muito diálogo, aceso e inflamado entre jogadores e com o árbitro à mistura, mostrando não querer estragar o jogo. Valeu o intervalo para serenar os ânimos. Na segunda parte que foi mais calma, acaba marcada por uma grande penalidade algo forçada a favor da equipa da casa. Na verdade os erros foram quase nulos, os nervos é que foram maiores, pois estava na bancada um observador da equipa de arbitragem e, a presença de um observador no campo é sempre uma carga de trabalhos para os trios de arbitragem, pois muitas vezes condicionam as suas atuações.

Ficha de jogo

Estádio Municipal de Fátima

IMG_20151002_103006
Estádio Municipal de Fátima

Árbitros: Diogo Vicente, Henrique Paula e André Clemente

Diogo Vicente, Henrique Paula e André Clementes
Henrique Paula, Diogo Vicente e André Clemente. Foto de arquivo

CD Fátima

Nuno Ribeiro, Fábio Coça, André Sousa, Bruno Heleno, João Martins, Pedro Emanuel (Cédric), Miguel Neves (Jorge Neves), Imram, Nelson Sousa, Vasco Gonçalves (Hamza Jouni) e Laranjeiro.

Suplentes: Hélio Santos, Ednilson, Ivan, Luisito, Cédric, Jorge Neves e Hamza Jouni

Treinador: João Henriques

União FCI Tomar

Fábio Silva, David Vieira, Fábio Vieira (Tiago Sestari), Nuno Rodrigues, Douglas, Vinicius, Araújo, Luís Pedro (Filipe), Wemerson, Tiago Vieira e Pelé (Rui China).

Suplentes: Brito, Hugo, Telmo, Dilan, Tiago Sestari, Filipe e Rui China

Treinador: Lino Freitas

Marcadores: Laranjeiros (30”), Nelson Sousa (22′) e Pedro Emanuel (53′ e 63′) ; Pelé (28′)

A opinião dos treinadores:

João Henriques (Fátima)

João Henriques
João Henriques

 

(Não foi possível ao mediotejo.net, até à hora de publicação desta crónica, mesmo após várias tentativa, recolher a opinião de Lino Freitas, treinador do União de Tomar)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here