- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Futebol | Desistências, multas aos clubes e subidas e descidas de divisão em ano de pandemia

Da subida “histórica” da União de Santarém à Liga 3 e da “postura eticamente questionável” do Coruchense pela desistência da Taça do Ribatejo, passando pelos protestos da direção do Glória pela remarcação de um jogo, e pela desistência e multa de 600 euros a quatro clubes da 2ª distrital, a tudo Francisco Jerónimo, presidente da AF Santarém respondeu. No jogo das sensibilidades, tudo está sempre em aberto para o dirigente, que revelou que mais uma equipa pode descer da 1ª divisão, devido ao caso Fátima SAD, e que gostaria de fechar a época com público na Taça do Ribatejo.

- Publicidade -

Com o aproximar do final de uma época muito difícil de gerir devido à pandemia, com pára e arranca das competições seniores, num ano sem futebol de formação, sem público e sem receitas importantes para os clubes, este é um ano que todos desejam que acabe depressa e que haja um despertar de um pesadelo e a retoma de um normal ano desportivo. Certo é que, prestes a fechar a época, há assuntos para resolver, e alguns deles caem no colo da Associação de Futebol sem ela esperar, outros poderá ter decidido mal ou menos bem. Outros imbróglios haverá e cuja resolução não está no domínio dos clubes do distrito ou da AFS, como é o caso das decisões para o futebol por parte da Direção Geral da Saúde, que Francisco Jerónimo sempre disse respeitar mas não entender, ou da eventual descida do Fátima SAD, que atirará mais um clube da 1ª divisão distrital para o segundo escalão.

Nesse sentido, com críticas de alguns clubes nas redes sociais por multas de 600 euros em tempo de míngua, com a festa de clubes a subirem de divisão, com o Coruchense a anunciar o abandono da Taça do Ribatejo, e com o aperto pontual de quem quer chegar ao 2º lugar para ir à Taça de Portugal e de outros que querem assegurar a manutenção, com o espetro da eventual oficialização da descida do Fátima SAD a ‘empurrar’ mais um clube para a 2ª distrital, impunha-se uma conversa com o responsável máximo do futebol distrital e que não se escusou a falar de todos os temas questionados pelo mediotejo.net.

- Publicidade -

ÁUDIO: FRANCISCO JERÓNIMO, PRESIDENTE ASSOCIAÇÃO FUTEBOL SANTARÉM:

 A desistência e não participação na retoma competitiva depois de quatro meses de paragem por parte de quatro clubes da 2ª divisão distrital resultou na aplicação de uma multa de 600 euros a Atalaiense, Tramagal, Ortiga e Aldeiense. A decisão, do Conselho de Disciplina, motivou uma posição pública por parte de um dos clubes, no caso o Aldeiense, cujo COMUNICADO foi partilhado na página do clube.

Também o SCD Glória do Ribatejo se manifestou esta semana afirmando “repudiar a total falta de respeito da AFS, pela alteração do jogo 106.01.006.0 Entroncamento AC – SCD Glória do Ribatejo, relativa 2ª eliminatória da Taça do Ribatejo”. Repudiamos total falta de respeito da AFS, alterar um jogo sem o consentimento ou concordância do SCD Glória do Ribatejo”, afirma o clube, em COMUNICADO publicado na sua página oficial.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome