Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Coruchense leva a melhor na Supertaça e termina a época a vencer (c/AUDIO e FOTOS)

Foi com uma tarde agradável que se disputou a Supertaça Dr. Alves Vieira, em Torres Novas. O jogo opunha o Grupo Desportivo Coruchense frente à União Desportiva de Santarém, SAD. Nas bancadas, separadas consoante os adeptos das equipas, era evidente a maioria das gentes de Santarém, em contraste com o pouco público de Coruche. 

- Publicidade -

No frente a frente das duas melhores equipas do distrito desta feita foi o Coruchense a sorrir no final, após vencer a partida por 2-1, e vingando desta forma o campeonato e a Taça do Ribatejo, perdidos precisamente para o União Santarém.

Coruchense vence a Supertaça por 2-1 e conquista o primeiro titulo da época.

- Publicidade -

O jogo começou melhor para o Coruchense que entrou a todo o gás para ficar com o troféu. Mais esclarecidos, mais bem organizados dentro de campo, iam conseguindo aqui e ali importunar o adversário. Já o União entrou algo desconcentrado, alheado do jogo e com alguns desacertos na hora de sair na direção da baliza.

O Coruchense entrou melhor na partida.

Sem grandes surpresas, foram os homens de Coruche a inaugurar o marcador, à passagem dos 10 minutos de jogo. Na sequência de um livre cobrado para o interior da área, a bola sobra para a linha, onde se encontra Joel, que cruza para Costa. Este, aproveitando uma saída em falso do guarda redes, coloca em Lourenço que, livre de marcação, só tem de encostar. Estava feito o 1-0.

De aqui em diante a bola passou a estar mais tempo nos pés dos homens de Santarém, mas as melhores ocasiões continuaram a ser do Coruche que, quando saia no contra golpe, quase sempre causava perigo. 

Coruchense vence Supertaça ao bater o União de Santarém por 2-1.

O desacerto do União de Santarém continuava evidente. Numa bola atrasada para a defesa do União podia ter surgido o segundo para o Coruche. O defesa deixa-se antecipar e David Silva, após ter ganho a bola, corre isolado na direção da baliza. Numa situação de dois para um (guarda-redes), o mesmo David liberta para Costa, que o acompanhou, mas este permite a defesa do guarda redes, demorando muito tempo para finalizar e deixando a defesa adversária recuperar no terreno. Oportunidade soberana para ampliar a vantagem, desperdiçada de uma forma clamorosa. 

Numa fase mais repartida do jogo foi o Coruche quem esteve próximo de ampliar a vantagem.

Tivemos de esperar até aos 42 minutos para ter novo lance digno de registo. Um `déjà vu´ da final da Taça do Ribatejo, quando então um dos homens de Coruche havia sido expulso. Desta feita foi N´Damy que, numa entrada algo perigosa, viu o cartão vermelho, deixando o União de Santarém reduzido a 10 elementos.

Os homens comandados por Mário Ruas viam-se agora obrigados a inverter um resultado negativo com menos um homem em campo.

N´Damy foi expulso aos 42 minutos num lance muito contestado.

De forma alguma isso pareceu abalar a equipa que, no último dos dois minutos dados na compensação da primeira parte, chegariam mesmo ao golo. Num canto batido do lado direito, após uma grande confusão na área, a bola chega aos pés de Nuno Afonso que atira a contar para o fundo das redes. Debaixo de muitos protestos junto do árbitro, por parte das gentes de Coruche por suposta carga sobre o guarda redes, estava feito o 1-1, e terminava a primeira parte. 

No recomeço da segunda parte, é o União que reentra mais determinado e chega mesmo a ter duas ocasiões soberanas por Leo, que podia ter ampliado a vantagem. As intenções do avançado foram, no entanto, travadas pelo guarda redes. Depois desta fase, que durou cerca de 10 minutos, o Coruche equilibrou e, passou a ter mais bola, chegando mais vezes junto da baliza de Diogo. 

União de Santarém entrou mais forte no segundo tempo.

Aos 75 minutos da partida, um jogador do Coruchense chega com a bola controlada junto à linha de fundo e faz um passe atrasado seguido de um remate sem hipótese para o guarda redes. A bola só não entra porque bate nas costas de Tomás, que vinha em corrida para a recuperação defensiva.

No seguimento do lance, com a bola a correr à frente da baliza, a mesma acaba por ser desviada para canto após uma grande intervenção de Diogo, com os pés. Grande pressão do Coruchense nesta fase com o União a defender-se como podia.

Dois minutos depois, numa saída rápida do União de Santarém, Noque, junto à linha, coloca para o interior da área, para Leo, que chega tarde e não consegue finalizar. Momento de grande perigo, agora junto da baliza do Coruche. Estava animado o jogo.

Coruchense esteve perto de marcar numa das melhores fases do jogo.

Aos 82 minutos, surge o segundo golo para a equipa às ordens de Gonçalo Silva. Na marcação de um canto batido por Costa, é Mike quem aparece a cabecear para o fundo das redes. Estava feito o 2-1. Até final houve ainda um `forcing´ final da equipa do União, mas sem êxito. Registo ainda para o último lance da partida, onde os homens de Santarém ficam a pedir penalti por uma alegada falta cometida sobre Aditeli. O árbitro nada assinalou. 

Foi num canto batido por Costa que Mike sentencia a partida.

A equipa de arbitragem teve uma tarde complicada, lances muito contestados, com uma expulsão que se ficou a protestar ser algo exagerada. Podia ter resolvido a questão com um cartão amarelo. Um golo eventualmente procedido de falta e um lance, já no último minuto, em que se fica a reclamar uma eventual grande penalidade. Tarde difícil para Rui Inácio e seus companheiros. 

Coruchense conquista SuperTaça do Ribatejo. Foto: mediotejo.net

A festa ficou ainda marcada por um momento extra futebol. No final da partida, os jogadores juntaram-se para que Leo, jogador do UD Santarém, pedisse a namorada em casamento. O jogador, que não ganhou o jogo, ganhou um `sim´, que certamente foi o melhor troféu que poderia ter recebido neste dia.

Leo, jogador do União de Santarém, pediu a namorada em casamento, no final da partida.

FICHA DE JOGO:

UD SANTARÉM, SAD:

Diogo, Ronny, N´Damy, David, Fabinho, Leo, Pedro Augusto, Pratas, Tomás, Ganhão e Serginho.

SUPLENTES: Coly, Bexiga, Noque, António, Nuno Afonso, Tiago Luís e Aditeli.

Equipa do União de Santarém.

GD “O Coruchense”:

Gonçalo Guerra, Lourenço, Cajarana, Mike, Capeto, Semiano, Costa, Benavente, Joel, David Silva, Luis Carlos.

SUPLENTES: Botelho, Heta, Gabriel, Serge, Sadjo, Kevin.

Equipa do Coruchense.

EQUIPA DE ARBITRAGEM:

Rui Inácio, Fábio Pires, Tiago Duarte e Francisco Pereira.

Equipa de arbitragem.

No final da partida ambos os treinadores fizeram uma análise à partida e ao desempenho das equipas em todo o campeonato.

Treinador do UD Santarém, SAD – Mário Ruas

Mário Ruas, treinador do UD Santarém, SAD.

Treinador do GD “O Coruchense” – Gonçalo Silva

Gonçalo Silva, treinador do GD “O Coruchense”.

Nascido em Abrantes, criado em Montalvo, sou finalista em Comunicação Social pela ESTA, descrevo-me como um apaixonado pelo desporto de um modo geral, com uma particular predileção pelo futebol. O mediotejo.net é o meu primeiro desafio enquanto jornalista. Depois disto, a minha ambição passa por me tornar um Cristiano Ronaldo na área do jornalismo desportivo. Este sou eu, um rapaz normal.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome