Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Sertanense abre campeonato em casa, Fátima e Sernache jogam fora

A 1.ª fase do Campeonato de Portugal (CP) 2019/2020 ditou que os dois clubes da Sertã, Sertanense e Vitória Cernache, jogassem em casa na 1ª jornada da Série C do CP, perante Torreense e Marinhense, respetivamente. O Sernache pediu para inverter o local do desafio, e assim jogará na Marinha Grande na 1ª jornada.  A primeira ronda está agendada para este domingo, 18 de agosto, às 17:00, e o Fátima desloca-se ao campo do Caldas, ao passo que o União de Santarém recebe o Águeda. O União de Leiria joga em casa com o Beira Mar.

- Publicidade -

Os clubes da Sertã encontram-se pela primeira vez na 13ª jornada, a 8 de dezembro, com o Vitória Sernache a receber o Sertanense. Na 3ª jornada, a 1 de setembro, o União de Santarém defronta o Fátima, ao passo que à 5ª jornada, no dia 22 de setembro, o Vitória Sernache recebe o Fátima.

Esta será a segunda época do novo formato, com os 72 clubes divididos em quatro séries de 18 equipas, jogando entre si duas vezes e por pontos. Os dois clubes mais bem classificados em cada uma das quatro séries qualificam-se para disputar um play-off, de forma a determinar os dois que sobem à competição profissional. Descem automaticamente os 5 últimos clubes de cada série.

- Publicidade -

Eis os jogos definidos para a 1.ª jornada, agendada para 18 de agosto:

Série C:

União de Leiria – Beira Mar

Condeixa – Oleiros* (adiado para 24 de novembro)

Ideal – Anadia* (adiado para 28 de ddezembro)

Sertanense – Torreense

Castelo Branco – Oliveira Hospital

Marinhense – Vitória de Sernache

U. Santarém – Águeda

Caldas – Fátima

Praiense- Fontinhas

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome