- Publicidade -

Futebol | Benfica de Castelo Branco venceu Oleiros em mais um derbi da Beira Baixa

SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO 2 – ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E CULTURAL DE OLEIROS 1
Campeonato de Portugal – Série E – 11ªjornada (em atraso)
Estádio Municipal de Vale do Romeiro em Castelo Branco
04/02/2021

- Publicidade -

Com o líder da Série E, o União de Leiria, com uma vantagem robusta, as equipas que se apresentaram no Vale do Romeiro para jogo atrasado da 11ªjornada tinham os olhos postos no apuramento para a futura 3ª Liga.

Estádio Municipal de Vale do Romeiro, em Castelo Branco.Foto: Arquivo mediotejo.net

- Publicidade -

O Benfica de Castelo Branco, a fazer uma época bem conseguida, está no segundo lugar da tabela, enquanto o Oleiros, com um pecúlio menor de pontos, vai-se mantendo nos cinco primeiros lugares da classificação.

Ambas as equipas tinham um objetivo: somar os três pontos em jogo, cabendo aos anfitriões uma dose maior de favoritismo. Mas a equipa de Fábio Pereira vem fazendo um campeonato em crescendo, após o confinamento, e chegou à capital do distrito confiante num bom resultado.

A equipa liderada por Pedro Barroso sabia os riscos que corria e cedo deu mostras de querer arrumar cedo a questão. Apesar de algum equilíbrio os benfiquistas adiantaram-se no marcador logo aos 26 minutos através do zambiano Kalunga.

Numa rápida transição ofensiva Daniel Rodriguez subiu pela ala direita e serviu Amadú Turé na área. Este com um toque subtil tirou o guarda redes do caminho e o esférico encaminhou-se para a baliza onde apareceu, ao segundo poste, Kalunga a confirmar, de forma acrobática.

Tentaram responder os oleirenses mas o Benfica de Castelo Branco conseguiu aumentar a contagem apenas dez minutos depois. Contrariando um ataque organizado do Oleiros, um roubo de bola permitiu o conta golpe.

Murilo correu pela ala direita, serviu Amadu Turé um pouco mais à frente e, já na área, quando se esperava um cruzamento atrasado, Turé, de ângulo apertado, rematou forte não dando hipóteses a Pedro Palha. Grande golo…
O objetivo da equipa da casa de cedo se distanciar no marcador começava a ganhar forma.

Grande resposta do Oleiros. Foto: Tribuna Desportiva.

Sem que o Oleiros desse o jogo por perdido, reagindo com coragem, o intervalo chegou com vantagem albicastrense por dois golos. Um resultado pesado para o bom desempenho dos oleirenses. A eficácia das “águias” de Castelo Branco falou mais alto.

Para o segundo tempo ambos os técnicos fizeram alguns ajustes nos respectivos xadrezes.
O futebol ficou a ganhar e o jogo ganhou ritmo. O Oleiros, sem nada a perder, procurou ser feliz…

Depois de boas hipóteses perdidas o golo acabou por surgir aos 53 minutos. Numa situação de ataque organizado, com o Benfica bem posicionado na defesa, a subida do defesa direito Marcelo Dias, a fazer toda a ala, fez a diferença. Desequilibrou, entrou na área e fuzilou André Caio.

Reduzida a diferença à expressão de um golo, com muito tempo para jogar, tudo podia acontecer.

Mas estava escrito que os três pontos iriam ficar em casa com o Benfica albicastrense a cimentar o segundo posto e a equipa de Oleiros a apanhar o Marinhense no quarto lugar.
Bom jogo, competitivo, com um resultado que se aceita. Boa arbitragem.

Lutou-se ombro a ombro no Vale Romeiro. Foto: Tribuna Desportiva.

Ficha do jogo:

SPORT BENFICA E CASTELO BRANCO:
André Caio, Daniel Rodriguez, Miguel Campos, Bruno Rafael, Bruno Pereira (André Cunha), Guilherme Campos, Murilo (Babia Issouf), Paulo Moreira (Miguel Abreu), Clayton Leite (Miguel Lopes), Amadú Turé (Júlio Alves) e Kalunga.
Suplentes não utilizados: Miguel Assunção e Lucas Reis.
Treinador: Pedro Barroso.

Sport Benfica e Castelo Branco. Foto: Arquivo mediotejo.net

ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E CULTURAL DE OLEIROS:
Pedro Palha, Marcelo Dias, Iago, Marco Fernandes, Tounkara, Baiano (Pedro Graça), Fábio Lopes (Brian Miguel), Duvan Guerra (Nuno Pereira), VascoGadelho (Rafa Gonzalez), Ricardo Almeida e Rayan Hiba (Rúben Filipe).
Suplentes não utilizados: Caio Moreira e Ricardo Mango.
Treinador: Fábio Pereira.

Associação Recreativa e Cultural de Oleiros.Foto: Arquivo mediotejo.net

GOLOS:
Amadu Turé e Kalunga (C.Branco) e Marcelo Dias (Oleiros).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Anthony Rodrigues, Nuno Pereira e Celso Fernandes.

Pedro Barroso, treinador do Benfica de Castelo Branco, a fazer um meritório campeonato. Foto: Arquivo mediotejo.net

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).