PUB

Futebol | Atlético Riachense mostra credenciais no Pego e vence por 1-3

Em jogo a contar para a 21.ª Jornada da 1.ª Divisão do Distrital de Futebol da AF de Santarém a equipa do Pego foi derrotada em casa pelo Atlético Riachense, actual 2.ª classificado, por 1-3.

PUB

Ficha de jogo:

Campo de Jogos do Pego

PUB

Assistência com cerca de 200 pessoas

Árbitro: Pedro Soares

PUB

Casa Povo Pego:

Daniel (G.Redes), David, Basílio, Bioucas e Igor (cap.), Tiago Marchante, Danilo, Gustavo e Umaro, Luis Ferreira e Cabú

Suplentes utilizados: 27′ Saí Tiago Marchante e entra José Oliveira, aos 45′ saem Igor e David e entram Fábio Santos e Tiago Silva, 75′ sai Danilo e entra Pisco, 89′ sai Cabú e entra Nuno.

Suplentes não utilizados: Guilherme (G.Redes) e Henrique

Treinador: Mazo

Disciplina: Amarelo: 77′ Luís Ferreira, 82′ Umaro, 84′ Pisco

Clube Atlético Riachense:

Fábio (G.Redes), João Alves (cap.), Marco Gomes, Moleiro, Filipe, Bernes, Persi, Dino, Júlio, Luis Leal e Malha.

Suplentes utilizados: 73′ Entra Bruno Araújo e saí Mário Gomes, entra Freitas e sai Luis Leal, 89′ Entra Nuno Vicente e saí Moleiro.

Suplentes não utilizados: Mação (G. Redes), Leo, Prates e Leandro.

Treinador: Mário Nelson

Disciplina: Amarelos: 26′ Mário Gomes, 67′ Júlio, 70′ Moleiro.

Na 1.ª parte a equipa de Riachos dominou o meio campo e construiu várias jogadas de perigo, culminando por volta dos 10 minutos com 0-1 por Gustavo (Atl. Riachense), que numa jogada de ataque pela esquerda, e após cruzamento, surge um avançado a desviar ao primeiro poste levando a bola para o fundo da baliza do desamparado guarda-redes do Pego, Daniel.

Volvidos 4 minutos, surgiu o 0-2 por Bernes (Atl. Riachense), após canto marcado pela direita e após vários ressaltos, o avançado da equipa riachense teve apenas de encostar para o fundo da redes, num golo quase idêntico ao anterior.

A partir do meio da primeira parte a equipa do Pego tentou equilibrar o jogo mas o Atlético Riachense soube sempre controlar a partida.

Aos 27 minutos o técnico do Pego, Mazo, substitui Tiago Marchante por José Oliveira, mas a mesma nada de novo trouxe à partida.

Até final da primeira parte a equipa de Riachos foi sempre a mais esclarecida e perigosa.

Na 2.ª metade do jogo, o treinador do Pego substituiu logo de inicio os jogadores Tiago Silva e Igor, por Luís Ferreira e Fábio Santos, e a equipa mostrou-se mais desinibida e perigosa, culminado por volta dos 48 minutos com o 1-2 por Cabu (CP Pego), que recebeu a bola à entrada da área e disparou cruzado para o fundo da baliza do Riachense, sem hipótese de defesa por parte de Fábio, rubricando um golo de belo efeito.

Aos 55 minutos, Danilo teve hipótese de igualar a partida em livre directo sobre a esquerda, já perto da área do Riachense, mas a bola saiu por cima da barra.

Como diz a velha máxima, em equipa que não aproveita, outra está à espreita, e o Riachense aproveita a subida da defesa do Pego para, num alivio defensivo, o avançado Filipe aparecer isolado sobre a esquerda e sem marcação. Na saída do guarda redes pegacho, e com toda a calma, faz um chapéu ao mesmo, com a bola a ir só parar ao fundo das redes, estabelecendo o resultado final de 1-3.

Até final houve vários ataques das duas partes mas sem perigo de maior para ambas as balizas.

O arbitro da contenda acompanhou de perto todos os lances, ajuizando bem, apenas pecando na disciplina, com mais alguns cartões que poderia ter mostrado.

Com este resultado o Riachense desmarca-se na 2.ª posição na perseguição ao líder Coruchense. A equipa de Riachos tem agora 47 pontos. A equipa do Pego fica na 11.ª posição com 19 pontos.

Fotos: Nélia Peixe/Sara Cruz

PUB
PUB
Paulo Cruz
Nasceu a 14 de junho de 1972 em Faro, ganhando desde tenra idade o gosto pelo futebol, uma vez que a sua casa era mesmo em frente ao estádio de São Luís, onde treinou desde os 9 anos com os profissionais do futebol, antes de ir para a escola da Penha. Mudou-se em 1981 para Concavada, Abrantes, devido às suas raízes paternas, mantendo sempre o gosto pelo futebol, jogando e tendo também sido diretor e treinador da equipa local. Foi também em Vale das Mós, jogador, treinador e dirigente. O gosto pelo desporto está e esteve sempre nas suas raízes pelo que esta colaboração constitui-se como complemento para desanuviar da sua atividade profissional, administrativo hospitalar. O gosto pela escrita informativa surgiu após divulgação do desporto feminino local num blogue, não esperando chegar tão longe e a tantas pessoas, nos quatros cantos do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).