Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol | Apesar da boa réplica dos “Lagartos”, o Pego construiu resultado robusto (C/fotos e audio)

GRUPO DESPORTIVO E RECREATIVO “OS LAGARTOS” 0 – CASA DO POVO DO PEGO 4
Campeonato Distrital da AFSantarém/2ªDivisão/7ªjornada
Parque Desportivo Municipal
Sardoal – 18-11-2018

- Publicidade -

Parque Desportivo Municipal de Sardoal.

A jogar em casa e com um novo técnico (Miguel Alves), os “Lagartos” entraram decididos a contrariar o favoritismo do Pego, equipa comandada por Fernando Rosado que está  a fazer um excelente campeonato e é candidato assumido à “poule” final.

- Publicidade -

A chuva que se fez sentir por períodos não hipotecou a realização do encontro e o terreno de jogo esteve sempre praticável. O público que se deslocou em número razoável não deu por perdido o tempo despendido. A equipa pegacha cedo mostrou querer levar os pontos em disputa.

Logo aos cinco minutos Diogo Rosado entrou na área sardoalense e executou forte remate que o guarda redes Nelson parou com os pés. No minuto seguinte o Pego beneficiou de um pontapé livre, em zona frontal mas muito longe da balzia. Bruno Ferreira, com forte pontapé, bateu Nelson e colocou a sua equipa na frente do marcador desde muito cedo.

Boa resposta dos “Lagartos” ao primeiro golo pegacho.

A equipa visitante, a vencer, entrou numa toada algo expectante com a equipa de Sardoal a tentar abeirar-se da baliza de João Rosa. Foi numa fase de equilíbrio que, aos 20 minutos, os “Lagartos” desenharam uma boa jogada, em tabelas, culminada com um remate de Túlio a que se opôs o guarda redes pegacho.

Respondeu a equipa do concelho de Abrantes, volvidos três minutos. Na sequência de um canto o central Bruno Ferreira, de pé quente, subiu à área contrária e rematou contra os defensores. Numa segunda vaga voltou a rematar com perigo, mas para fora.

Nélson esteve em bom plano.

Aos 26 minutos André Neves cruzou do lado direito obrigando o guarda redes da casa a estirar-se. No contra ataque Kikas rematou por cima. A resposta do Pego não tardou, por André Neves, ao lado da baliza de Nelson. Após esta fase mais agitada o jogo entrou em nova fase de acalmia.

Kikas foi seta apontada à baliza pegacha.

Aos 40 minutos Gato quis testar a atenção de João Rosa mas o esférico perdeu-se para lá da linha de fundo, muito perto do poste. Sempre que o Sardoal agitava o jogo a resposta do Pego carregava perigo. O remate de longe de Diogo Rosado proporcionou a Nelson uma defesa segura.

Em cima do intervalo o Pego ensaiou um assalto à área da equipa da casa com a bola a rodar com segurança por vários jogadores. Fábio Duque, em boa posição, voltou a obrigar Nelson a vistosa defesa. Teria de desviar um remate de Fábio Santos, já nos descontos, para canto. Resultado justo ao intervalo. A equipa de Miguel Alves respondeu bem ao golo madrugador mas pouco incomodou João Rosa.

João Rosa manteve a sua baliza inviolada.

Fernando Rosado, treinador com muita experiência, sabia que tinha de “matar” o jogo o mais cedo possível. A sua equipa teria de ser mais eficaz sob pena do Sardoal poder empatar a contenda em qualquer altura. O Pego entrou ao ataque, com maior critério na zona de decisão e melhor globalmente.

Aos 49 minutos Bruno Ferreira teimou em subir no terreno e com forte remate obrigou a defensiva sardoalense a ceder canto. Pouco depois foi a vez de Diogo Rosado visar a baliza de Nelson, saindo a bola à figura do guarda redes. Diogo Rosado ainda iria enviar o esférico à base do poste direito da baliza dos “Lagartos”, logo no minuto seguinte.

Fábio Santos pressiona Nélson.

Uma entrada avassaladora do Pego…
Mas o golo não aparecia e notava-se alguma ansiedade nos pupilos de Fernando Rosado.
Testavam-se várias soluções e a subida de linhas dos pegachos deixava espaço para os da casa tentarem fazer algo de positivo. Aos 57 minutos Contente, de longe, tentou surpreender João Rosa. Fácil para o guarda redes dos “amarelos” do Pego.

No melhor período do Sardoal na segunda parte, Estriga executou um cruzamento cheio de “veneno”. Pelo sim pelo não João Rosa enviou o esférico para canto. Na resposta João Roldão assustou a defensiva da casa num remate de longe que passou perto.

André Neves assiste André Batista para o segundo do Pego.

A meio da segunda parte a bola é endossada para André Neves que cruzou da linha de fundo para André Batista encostar e fazer o segundo golo pegacho e descansar as hostes da aldeia das casas baixas. Ficaram-nos dúvidas da legalidade da posição de André Neves…

Este golo serenou o jogo. O Sardoal não tinha força física nem anímica para tentar inverter o resultado negativo. Assistiu-se a vinte minutos de pouco futebol, de algumas quezílias e podia pensar-se que o resultado estaria feito.

Árbitro Anthony Silva exibe o cartão amarelo ao capitão Kikas.

Mas havia um jogador no Pego inconformado e que queria deixar marca pessoal no jogo: Fábio Santos. Aos 86 minutos Ricardo Alves cruzou para Bruno Ferreira. Este assistiu o ponta de lança e Fábio não perdoou colocando a sua equipa a vencer por três golos de diferença.

O árbitro deu quatro minutos de compensação. Tempo suficiente para Fábio ser lançado em profundidade e à saída de Nelson bisar no encontro e dar uma robustez inesperada ao resultado.

Fábio Santos bisou no encontro.

Vitória sem contestação da equipa do Pego. Boa reação do Sardoal, com uma equipa de jogadores interessantes mas com carências sectoriais. Arbitragem sem problemas. Dúvidas na posição de André Neves no segundo golo do Pego.

Contente com bons pormenores apesar da veterania.

FICHA DO JOGO

GRUPO DESPORTIVO E RECREATIVO “OS LAGARTOS”:
Nélson, Gonçalo (Paulito), Rodrigo, Marcelo, Gato, Túlio, Marta (Manuel), Estriga, Kikas (Fábio), Contente e Pita.
Suplentes não utilizados: AJ e Marquitos.
Treinador:Miguel Alves.

Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lagartos” de Sardoal.

CASA DO POVO DO PEGO:
João Rosa, Daniel Patrício (Filipe Paulo), Fábio Duque, Bruno Ferreira, João Roldão, Pedro Rosado (Ricardo Alves), André Batista, João Rodrigues (João Rui), André Neves (Diogo Magalhães), Fábio santos e Diogo Rosado.
Suplentes não utilizados: Mário Lopes e Rúben Fernandes.
Treinador: Fernando Rosado.

Casa do Povo do Pego.

GOLOS: Fábio Santos (2), Bruno Ferreira e André Batista (CPPego).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Anthony Silva, Afonso Claudino e Pedro Santos.

Equipa de Arbitragem: Anthony Silva, Afonso Claudino e Pedro Santos com os capitães.

No final fomos ouvir o treinador dos “Lagartos”, Miguel Alves que nos falou do jogo e perspectivou o futuro da coletividade sardoalense:

Miguel Alves-Treinador dos “Lagartos” de Sardoal.

De igual modo falamos com Fernando Rosado, treinador da Casa do Povo do Pego que reivindicou da justeza do resultado pelo caudal ofensivo da sua equipa e oportunidades criadas. Lamentou as lesões e negou estar a pensar ir ao “mercado”.
O registo magnético foi corrompido e ficou inaudível pelo que apresentamos as desculpas ao “mister” Rosado e aos leitores.

Fernando Rosado-Treinador da CP Pego.

*Com David Belém Pereira (fotos).

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite, queria saber se tem mais fotos da segunda parte do jogo entre o Sardoal e o pego. Se tiverem poderiam ceder-me? Obrigado, com os melhores cumprimentos,
    João Gonçalves

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome