- Publicidade -

Futebol: Alferrarede deixa fugir os três pontos na reta final do encontro (com áudio)

Alferrarede, 16 de outubro de 2016, 15 horas

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Seniores da 2ª Divisão da AFS – Série 1

2ª jornada

- Publicidade -

Clube Desportivo e Recreativo de Alferrarede “Os Dragões” 2 – Rio Maior Sport Clube 2

Crónica de Jorge Beirão

Campo CUF em Alferrarede, pelado bem tratado, tempo farrusco com temperatura fresca de outono, pouca assistência.

O jogo colocou em confronto duas equipas jovens, praticando um futebol disputado com alguma virilidade de certo modo controlada, ou seja, sem maldade. Na primeira parte houve um certo equilíbrio no domínio do jogo e organização a meio campo mas, que a pouco e pouco, passou a ser mais exercido pela equipa dos Dragões, devido à profundidade ofensiva criando desequilíbrios e lances para finalizar. À passagem dos vinte minutos é inaugurado o marcador através do capitão Condeixa, em remate pronto dentro da área, depois de alguns ressaltos em que a bola sobra para o jogador de Alferrarede que surpreende o guarda-redes Diogo, este ainda toca na bola mas não evita que o esférico siga o caminho para o fundo da baliza.

João Condeixa (junto à marca de penalti) faz o primeiro do jogo
João Condeixa (junto à marca de penalti) faz o primeiro do jogo

Com este golo a equipa da casa manteve a supremacia no domínio do jogo, com o Rio Maior em lances de contra ataque a tentar remar contra a maré ofensiva contrária. Final da primeira parte com uma bola a zero a favor dos Dragões.

O segundo período de jogo trouxe a mesma prestação das equipas, sem alterações na estratégia mas mais agressividade nos lances de bola dividida. A supremacia da equipa dos Dragões manteve-se, com o Rio Maior a ser mais perigoso nos lances de bola parada. O segundo golo da equipa da casa surge aos cinquenta e oito minutos de jogo numa jogada de ataque planeado, com a bola a ser jogada a toda a largura do terreno e aproveitando o desequilíbrio defensivo pela acção da equipa da casa, Fábio Gomes remata à entrada da área e faz um golo de belo efeito, com Diogo a dar mais beleza ao lance com a sua estirada.

Fábio Gomes faz o 2-0 num lance de belo efeito
Fábio Gomes faz o 2-0 num lance de belo efeito

Tudo se conjugava para uma boa vitória do Alferrarede, mas a tal agressividade referenciada deu para o torto, quando as pernas já começaram a “faltar”. Aos trinta e oito minutos, Ricardo Falcão choca com um contrário a meio do seu meio campo, caiem os dois jogadores, o árbitro em cima do lance manda jogar, sobrando a bola para um jogador de Rio Maior e quando os jogadores que haviam chocado se levantam, o jogador da casa pontapeia o seu adversário nas pernas, dando origem à sua expulsão. Esta atitude irreflectida do jogador de Alferrarede veio a marcar o desfecho do jogo, porque passado pouco tempo, o Rio Maio num livre atira a bola ao poste e na sobra, Rafael Moura reduz para dois a um.

A bola do livre de Miguel bate no poste e na recarga Rafael Moura reduz para 2-1

A partir deste momento inverteram-se os papéis, a equipa dominadora passou a ser o visitante e a equipa da casa descaracterizou-se, sem organização, procurando colocar a bola o mais longe possível da sua baliza, jogadores nervosos dando origem a erros, como foi  o caso do penalti que origina o golo do empate por intermédio de André Sousa já em período de descontos.

andre-sousa-empata-a-partida
André Sousa faz o embate na marcação de um penalti

A equipa do concelho de Abrantes perdeu uma boa oportunidade de alcançar a vitória, quando até fez por merecê-la, só que os erros pagam-se caro e no futebol vence quem não comete erros.

Quanto à equipa de arbitragem, acompanhou bem os lances de perto o que dá origem sempre a benefício da dúvida quando eventualmente ela existe, mostrou confiança e domínio do jogo em momentos decisivos. Pensamos que no lance de bola ao solo quando da interrupção do jogo por lesão do guarda-redes, poderia ter esperado um pouco para o referido jogador pontapear a bola para fora (por exemplo).

Ficha do jogo

Campo Cuf

Árbitro: Diogo Martinho

Árbitros Assistentes: João Faria e Tiago Martinho

Entrada das equipas em campo com o trio de arbitragem na frente
Entrada das equipas em campo com o trio de arbitragem na frente

CDR Alferrarede

André Valegas, Júlio, Condeixa, Bruno Alves, André Marques (João Alves), Ricardo Falcão, Nuno Josué, Ricardo Amaral, Pedro Barralé, Fábio Gomes e Douglas (Ruben Batista)

Suplentes: Anselmo, Filipe Bandarra, Filipe Marta, João Alves, Ruben Batista, Tiago Matos e Luís Loureiro

Treinador: Nuno Mateus

CDR Alferrarede "Os Dragões"
CDR Alferrarede “Os Dragões”

Rio Maior SC

Diogo, Luís Rosa, Miguel, João Silva, André Sousa, Sérgio Pinto (Luís Henriques), Jorge Gonçalves, Miguel Meneses (Rafael Moura), Miguel Viegas, Fábio Costa e Gonçalo Martins

Suplentes: André, Duarte Ferreira, Rafael Moura, Bernardo, Luís Henriques, Rafael Pereira e Benny

Treinador: Vitor Alexandre

Rio Maior SC
Rio Maior SC

Cartão amarelo: Nuno Josué (90’+2) ; Miguel (69′)

Cartão vermelho: Ricardo Falcão (83′)

Marcadores: Condeixa (20′) e Fábio Gomes (58′) ; Rafael Moura (84′) e André Sousa (90’+5)

A opinião dos treinadores:

Nuno Mateus (Alferrarede)

Vitor Alexandre (Rio Maior)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).