Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Aldeiense justifica vitória apesar da boa reação do Tramagal (com áudio)

Montalvo, 16 de outubro de 2016, 15 horas

- Publicidade -

Campeonato Distrital de Seniores da 2ª Divisão – Série 1

Associação Cultural e Desportiva Aldeiense 2 – Tramagal Sport União 0

- Publicidade -

Primeiro jogo oficial da equipa de Santa Margarida em casa, frente a um adversário, que não sendo do mesmo concelho, está a menos de uma dezena de quilómetros de distância. Mais, do lado da equipa do concelho de Constância, muitos elementos formados ou que já representaram no passado o emblema do Tramagal Sport União (contámos, pelo menos, seis jogadores mais a equipa técnica). Ingredientes mais que suficientes para aguardarmos uma boa tarde de futebol.

O primeiro tempo foi dominado pela equipa da casa. Há exceção dos primeiros dez minutos, em que houve estudo mutuo e expetativa para ver o que o adversário trazia na manga, todo o tempo de jogo foi com sinal mais da equipa do Aldeiense. Os azuis desfalcados de alguns jogadores e limitados quanto ao número de opções, apareceram com um ataque quase inofensivo. Não fosse um ou outro remate de longe, não havia registo de ataque tramagalense. Por seu turno, a equipa da casa, tentando explorar os corredores para dar sentido à maior posse de bola que ia tendo. Cedo perceberam que o lado esquerdo da defensiva azul era mais permeável, e foi preferencialmente por esse lado que desenvolveram os lances de ataque, com André Miguel, Paulo Martins e Alex, a combinarem várias vezes. Curiosamente é do lado contrário que surge o primeiro lance de perigo. Tiago Gonçalves foge pela linha, à entrada da área desfere remate forte, Peixoto só consegue sacudir e quando se pedia alguém para a emenda, surge um defesa a afastar.

_mg_0042
Peixoto travou o remate de Tiago Gonçalves e a defesa afastou o perigo

A pressão do Aldeiense sobre o meio-campo e defensiva do Tramagal ia-se mantendo, valendo o acerto dos centrais, Artur e Daniel, e do meio-campo, onde Renato Matias e Rui Pinheiro iam tentando “segurar as pontas”. Perto do intervalo e quando se pensava que ao intervalo o resultado iria ser um empate, Sérgio Junqueira, numa jogada de insistência, coloca a bola na área, junto ao segundo poste (fica a duvida se queria centrar ou rematar), onde aparece Leandro Maia a fazer de cabeça o primeiro do jogo. Pouco depois, Vasco Pinto, manda tudo para o descanso, numa primeira parte que não foi muito fluída por culpa dos jogadores, que usaram e abusaram nas quedas para o relvado.

_mg_0067
Marco Lino corresponde da melhor fora a um cruzamento/remate de Sérgio Junqueira

No segundo tempo o Aldeiense regressa com o sistema usado no primeiro tempo, 4-3-1-2 sem bola e 4-3-3 quando em posse, mas foram os tramagalenses  que surgiram com uma novidade tática. Abandonam o 4-2-3-1, dispondo-se em 3-4-3 quando com bola e em 5-4-1 sem ela. A borboleta ganhou fôlego, ganhou ânimo e conseguiu inverter o sentido de jogo, passando a ter o sinal mais durante 20 minutos. Tentaram remates, cruzamentos, perto ou longe da baliza, mas nunca conseguiram acertar a pontaria na hora de finalizar. Nesse período o Aldeiense sentiu algumas dificuldades em perceber com contrariar o esquema do adversário, teve muito menos bola e por vezes quando tentava sair para o ataque os passes saiam sem direção. Foi altura de arregaçar as mangas e suster o ímpeto do adversário, o que conseguiram com sucesso.

_mg_0094
Barata de longe tentou…

_mg_0100
Rui Pinheiro de cabeça insistiu…

_mg_0102
Artur de cabeça carregou…mas a bola nunca entrou na baliza do Aldeiense

À passagem do minuto 67, Leandro Maia escapa pela esquerda, cruza para a área e André Miguel, com Artur nas suas costas, rodopia para ganhar espaço, consegue enquadrar-se com a baliza e rematar para fazer um golo à equipa onde jogou basquetebol e futebol. Comemorou mas o sentimento deve ter sido estranho. Este golo foi sentido, e de que maneira, pela equipa de Tramagal. Procurava o golo do empate, estava por cima no jogo e vê o adversário aumentar a vantagem.

André Miguel num lance de inspiração individual aumenta a vantagem da equipa da casa
André Miguel num lance de inspiração individual aumenta a vantagem da equipa da casa

A partir daqui o Aldeiense conseguiu colocar algum “gelo” no jogo, passando a partida a disputar-se numa toada de maior equilíbrio, havendo perigo junto das duas áreas, pois uns queriam marcar mais e outros, não baixaram os braços e queriam entrar no jogo outra vez. A treze minutos do fim, 77 de jogo, acabam as oportunidade de golo, quando Alex aproveitando os espaços que começavam a haver, porque o jogo ficou “partido”, surge na frente de Peixoto, levando o remate a acertar na barra. Na recarga André Miguel, por duas vezes não consegue ser feliz.

Até final mais nada de grande realce sucedeu, terminando os quatro, justificados, minutos de compensação com o resultado de 2-0, favorável ao Aldeiense.

Vitória certa da equipa da casa, que na globalidade dos noventa minutos foi melhor equipa, criando as melhores ocasiões. O Tramagal teve um bom período nos primeiros 20 minutos da etapa complementar, mas nunca conseguiu materializar nesse período de maior domínio.

Destaque para as exibições de Pedro Alves, Marco Lino, André Miguel e Leandro Maia, por parte dos visitados. Nos forasteiros, destacamos Daniel Martins, Artur, Rui Pinheiro e Renato Matias.

O trio de arbitragem realizou um trabalho normal sem influência no resultado. Levou o jogo até ao fim sem “puxar” do cartão, o que é de louvar, pois houve jogadores, em alguns lances ou por palavras, que se esforçaram para que isso não acontecesse. Conseguiram ficar imunes à tentativa dos jogadores e dos bancos de quererem controlar o jogo, mantendo sempre o critério. Duas dúvidas dois lances, nos quais damos o benefício da dúvida. Primeiro num lance de fora de jogo no ataque do Aldeiense, que Pedro Lopes sanciona e num lance dentro da área entre Artur e André Miguel. Os dois jogadores envolvem-se na disputa da bola, as pernas dos jogadores entrelaçam-se e o atacante acaba por cair. Vasco Pinto e Pedro Lopes (o lance foi mesmo à frente do Assistente) decidem-se por mandar jogar, perante os protestos das hostes da casa

João Margalho, treinador do TSU, viu o jogo de fora por se encontrar castigado. Na foto ao lado de Jorge Vilhais, um dos seus adjuntos.
João Margalho (à esquerda), treinador do TSU, viu o jogo de fora por se encontrar castigado. Na foto ao lado de Jorge Vilhais, um dos seus adjuntos.

Ficha do jogo

Campo Municipal de Montalvo

Árbitro: Vasco Pinto

Árbitro Assistente: Pedro Lopes e Gonçalo Freire

Tiago Matias (capitão TSU), Pedro Lopes, Vasco Pinto, Gonçalo Freire e Pedro Alves (captão ADCA)
Tiago Matias (capitão TSU), Pedro Lopes, Vasco Pinto, Gonçalo Freire e Pedro Alves (captão ADCA)

ACD Aldeiense

João Rodrigues, Paulo Martins, Jaime Alves, Pedro Alves, Tiago Gonçalves (Tiago Filipe), Sérgio Junqueira, André Miguel, Marco Lino, Alex, Luís Contente (Ricardo Branco) e Leandro Maia (Jeel)

Suplentes: João Félix, Tiago Dias, Ricardo Branco, Paulo Rui, Bruno Melo, Tiago Filipe e Jeel

Treinador: Pedro Varino

ACD Aldeiense
ACD Aldeiense

Tramagal SU

Peixoto, Tonicha, Daniel Martins, Artur, Alex, Barata, Rui Pinheiro, Piranha, Renato Matias, Diogo e Edgar

Suplentes: Pedro Irra, José Manuel, Casacão, Henrique, Brigas e João Santos

Treinador: João Margalho

Tramagal SU
Tramagal SU

Marcadores: Leandro Maia (43′) e André Miguel (67′)

A opinião dos treinadores:

Pedro Varino (Aldeiense)

_mg_0064
Pedro Varino

Luís Lopes (adjunto Tramagal)

_mg_0048
Luís Lopes

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here