Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Futebol: Alcanenense entra a vencer na fase de manutenção do Campeonato de Portugal (com áudio)

14 de fevereiro de 2016, 15 horas, Alcanena

- Publicidade -

Campeonato de Portugal Prio – Fase de Manutenção

Atlético Clube Alcanenense 2 – Grupo Desportivo Vitória de Sernache 1

- Publicidade -

Crónica do jogo por Jorge Beirão

Foto1.1
Jorge Beirão

Tarde chuvosa com vento forte, Estádio Municipal Joaquim Maria Batista em Alcanena, relva natural em condições regulamentares para a prática do futebol. Jogo importante para os objectivos das duas equipas, nesta fase de manutenção. Maior preocupação por parte da equipa do Atletico Alcanenense, porque na primeira fase deste campeonato nunca conseguiu ganhar à equipa de Sernache do Bom Jardim. Agora sendo importante amealhar o maior número de pontos, mais ainda será vencer os jogos disputados em casa para conseguir esse desiderato.

Na primeira parte como se previa, muitas cautelas por parte da equipa da casa, tentando equilibrar a luta a meio campo e partindo em rápidos contra ataques, aproveitando a velocidade de Idelino, aquisição feita pelo Atlético Alcanenense ao Torreense. Foi dos pés de Idelino que surgiram as maiores preocupações para a defensiva do Vitória, tendo sido muito bem secundado por Ragner que, a meio da primeira parte, não deu o melhor seguimento a um dos cruzamentos de Idelino, não fazendo o mais fácil.

1ª parte Ragner falha o golo inaugural
Ragner não conseguiu dar o melhor seguimento ao cruzamento de Idelino.

1ª parte Idelino falha à boca da baliza
Idelino desperdiçou à boca da baliza a oportunidade de abrir o ativo.

A equipa do Vitória de Sernache a pouco e pouco foi aparecendo no meio campo adversário, mercê da capacidade técnica a meio campo de Bila, Samuel e Djalma. A partir da meia hora de jogo foi o Alcanenense que toma as rédeas do jogo e por várias vezes que esteve prestes a inaugurar o marcador, mas é só no declinar da primeira parte, ao minuto 44, que oportuno, Elton inaugura o placar com a obtenção do primeiro golo da partida para a equipa do Atletico Clube Alcanenense, que foi assim para o intervalo a ganhar.

Quase a terminar a 1ª parte Elton não falhou e o Alcanenense vai a ganhar para o intervalo
Com o golo de Elton a equipa de Alcanena foi para o intervalo a vencer por 1-0.

No segundo tempo é mais uma vez a equipa de Alcanena que impõe o seu jogo com um futebol rápido e ao primeiro toque, servindo a velocidade dos seus homens da frente. Conseguiu aos 53 minutos de jogo o seu 2º golo, muito festejado por Idelino, que se antecipou a Vladimir, seu marcador direto, e de cabeça fez o dois zero para a sua equipa.

2º golo do ACA, marcou Idelino antecipando-se a Vladimir
Idelino antecipa-se ao seu marcador e faz o segundo golo dos alcanenenses.

Tudo fazia crer que o jogo estaria decidido, ou seja, o seu vencedor, tal era a superioridade evidenciada pela equipa da casa após o intervalo. Manuel Joaquim, treinador do Vitória de Sernache, faz então duas substituições de uma assentada, entrando Dani e Malan para os lugares de Michael e Bila, respectivamente, dando origem a um volte face no comando do jogo. O Atlético Alcanenense não conseguiu acertar as marcações logo após estas alterações no xadrez da equipa adversária, dando origem a alguns erros graves e a um período de grande aflição com o guardião Ohoulo, que evitou o pior e viu algumas bolas caprichosamente a passarem ao lado dos postes.

Djalma falha a hipótese de reduzir, rematando ao lado
Djalma desperdiça a oportunidade de reduzir a desvantagem para os beirões.

É neste período e quando o cronómetro assinalava os 82 minutos de jogo, que Sebastien Van Braekel assinala uma grande penalidade a favor da equipa de Sernache, que Djalma encarregue da sua marcação não deu hipóteses a Ohoulo. José Torcato, treinador da equipa da casa substitui então o médio Cláudio, entrando Soma para o seu lugar, mas a superioridade da equipa forasteira manteve-se obrigando o Alcanenense a recuar dando origem a grande consternação na bancada.

Penalti e golo de Djalma sem hipotese para Ohoulo
Djalma bateu de forma eximia a grande penalidade que deu o 2-1 no jogo.

Os minutos finais são de algum sufoco, pese embora as substituições operadas no Atlético Alcanenense, mais para esgotar rapidamente os quatro minutos dados pelo árbitro para compensação, entrando Cedric e Bahadir aos 91 e 93 minutos, respectivamente para os lugares de Idelino e Bob.

Ohoulo evita o empate do Vit. Cernache
Nos minutos finais foi Ohoulo a segurar a vantagem dos ribatejanos.

Em suma, jogo bastante disputado, em que a equipa visitada não soube aproveitar as oportunidades criadas para ter uma tarde mais descansada e deu-nos a perceção de ter “embandeirado” com a obtenção do segundo golo. O visitante entrou apático no reinício da partida, poderia ter saído sem perder se lutasse mais para contrariar isso mesmo, porque quando se entra no período final dos jogos, os minutos quase sempre ficam “curtos”.

Quanto à equipa de arbitragem chefiada por Sebastien Van Braekel (por aqui até pareceu um jogo internacional) assistido por Henrique Brites e Bruno Nicolau do Concelho de Arbitragem de Leiria, rubricou um bom trabalho, pese embora nos deixasse algumas dúvidas o lance da grande penalidade, mas damos-lhe o benefício da dúvida, porque para além de peremptório na sua decisão estava em cima do lance. Exibiu por oito vezes o cartão amarelo, quatro para cada lado, por os jogadores infringirem sistematicamente as leis do jogo.

Ficha do jogo

Estádio Joaquim Maria Batista

Estádio de Alcanena
Estádio Joaquim Maria Batista

Árbitros: Sabastien Van Braekel, Henrique Brites e Bruno Nicolau

IMG_6566
Trio de arbitragem

AC Alcanenense

Ohoulo, Ito, Luís, Glady, Peu, Faia, Cláudio (Soma), Elton, Idelino (Cédric), Bob (Bahadir) e Ragner

Suplentes: Francisco, Bahadir, Santos, Vassalo, Jota, Cédric e Soma

Treinador: José Torcato

IMG_6534
AC Alcanenense

GD Vitória de Sernache

Miguel, Pedro, Vladimir, Michael (Dani), Rayfe, Samuel, Tiago Clemente, Tiago Fernandes, Djalma, Pedro Barros e Bila (Malan)

Suplentes: Yuri, Toni, Dani, Hugo e Malan

Treinador: António Joaquim

IMG_6535
GD Vitória de Sernache

Marcadores: Elton (44′) e Idelino (53′) ; Djalma (82′)

A opinião dos treinadores:

José Torcato (Alcanenense)

Jose Torcato Alcanenense
José Torcato

António Joaquim (Vitória de Sernache)

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here