Futebol | Alcanenense e Fazendense dividem pontos num relvado que não ajudou ao espetáculo (c/áudio e fotos)

AC ALCANENENSE 1 – AD FAZENDENSE 1

PUB

Campeonato Distrital 1ª Divisão AF Santarém | 3ª jornada – 18/10/2020

Estádio Municipal Joaquim Maria Baptista – Alcanena

PUB

Tarde agradável em Alcanena para a prática de futebol, com duas excelentes equipas em confronto, mas o péssimo estado do relvado dizia-nos que isso não iria suceder, o que se veio a confirmar.

Relvado do Municipal de Alcanena prejudicou o espetáculo. Foto: mediotejo.net

Poucos lances junto às balizas, muita bola pelo ar e passes longos prevaleceram num jogo onde há a destacar a entrega dos jogadores pela disputa dos três pontos face às condições do estado do relvado.

Antes do apito inicial, um minuto de silêncio em memória de Fábio Piedade, jovem treinador de guarda-redes de 30 anos do Fazendense, que chegou também a ser atleta da equipa do U. Almeirim, que na semana transata sofreu um grave acidente, não resistindo aos ferimentos da queda de um telhado.

Alcanenense e Fazendense empataram 1-1. Foto: mediotejo.net

Relativamente ao jogo, a história do jogo é a que escrevemos no início com muita bola pelo ar e tentativa de passes longos. Aos 9 minutos de jogo o Fazendense chega perto da baliza adversária, mas antes do remate do avançado de Fazendas de Almeirim a defensiva de Alcanena cortou para canto.

Duas boas equipas num dia mau para o espetáculo. Foto: mediotejo.net

Perto da meia hora de jogo, um dos passes longos do Alcanenense surte efeito. O lateral esquerdo recebe a bola cruzando para a área, aparecendo o avançado da casa a cabecear com selo de golo. Com uma defesa de recurso, o guardião do Fazendense alivia a bola, mas esta vai parar a outro jogador da casa que remata mas acerta na trave. Caprichosamente, esta foi parar aos pés de António Sanca que à terceira colocou a bola no fundo da baliza.

António Sanca abriu o marcador para o Alcanenense. Foto: mediotejo.net

Estava inaugurado o marcador para a equipa do Alcanenense, que chegaria ao intervalo em vantagem.

A festa do golo para o Alcanenense. Foto: mediotejo.net

Para a segunda parte, o Fazendense mexeu na equipa e o treinador Gonçalo Carvalho colocou Pedro Guedes e Bruno Alcobia nos lugares de Rodrigo Vieira e João Moreira.

Aos 7 minutos do segundo tempo, o Fazendense ganha um livre do lado esquerdo do seu ataque. Do cruzamento batido para a área apareceu o avançado de Fazendas de Almeirim a cabecear com perigo, mas o guardião da casa conseguiu desviar bola para canto e anular a jogada de perigo.

Lances muito disputados na luta pela bola. Foto: mediotejo.net

Decorridos 11 minutos do segundo tempo, a equipa da Capital da Pele teve oportunidade para chegar ao segundo golo através de um remate de fora de área por intermédio de Tomás Sentieiro. Apesar de forte, o tiro saiu ligeiramente ao lado.

O Alcanenense tentava chegar ao 2-0 e aos 19 minutos António Sanca desmarca-se pelo lado esquerdo do seu ataque e já dentro da área remata forte, mas o guardião da equipa adversária anulou os intentos, defendendo para canto.

Sanca foi sempre uma seta apontada à baliza adversária. Foto: mediotejo.net

De livre, aos 23 minutos, o Fazendense tenta chegar ao golo do empate. Vitor Oliveira vê o guarda-redes um pouco avançado da sua linha de golo e tenta, num remate em jeito, surpreender o guardião. Este, atento, deu um passo atrás e desviou a bola por cima do travessão.

Alcanenense tentou jogar pelo chão, tarefa que se mostrou muito difícil. Foto: mediotejo.net

Já no período de desconto, a equipa de Gonçalo Carvalho chega ao golo do empate numa bela jogada por intermédio de Pedro Guedes. A equipa da casa ainda reclamou falta sobre um seu jogador no lance que antecedeu esta jogada, mas o árbitro nada assinalou.

O Fazendense conseguiu chegar ao empate na parte final da partida. Foto: mediotejo.net

Resultado que se aceita, num jogo de fraco nível técnico, muito por culpa do mau estado do piso do terreno, num relvado sem grandes condições para as duas equipas poderem praticar futebol. O Alcanenense jogou bem, dentro das condicionantes, e a vitória não deslustraria, numa semana muito difícil para o Fazendense, devido à morte de um membro da equipa técnica. O acreditar até ao final valeu um ponto numa equipa que assume querer ganhar o campeonato e a Taça do Ribatejo.

Ao fim de três jornadas ainda nenhuma das duas equipas conheceu ainda o sabor da derrota. O Alcanenense, que joga no campo do líder Abrantes e Benfica no domingo, soma duas vitórias e um empate, ao passo que o Fazendense tem dois empates e uma vitória.

FICHA DE JOGO:

Alcanenense. Foto: mediotejo.net

AC ALCANENENSE

Francisco Esteves, Francisco Salgueiro, Filipe Carvalho, Tomás Sentieiro, Adilson, Artur, António Sanca, Gabriel Silva, Dário Rodrigues, Innocent Ejofar, Pedro Romero e Celso Henriques.

Suplentes: José Coutinho, Abulai Sanca, João Mendes, Bem Adamou, Eduardo Gonçalves, Rodrigo Ramos e Mamadou Ba Balde.

Treinador: Pedro Vieira

Fazendense. Foto:mediotejo.net

AD FAZENDENSE

Zé Vieira, Rodrigues Neves, Rony, Vitor Oliveira, Carlos Bacalhau, Diogo Oliveira, Rodrigo Vieira, João Moreira, João Rosário, Cláudio e Kiko.

Suplentes: Gonçalo Vieira, Pedro Guedes, Rodrigo Pascoal, Bruno Alcobia, Rafael Calado e Thiago Cardim.

Treinador: Gonçalo Carvalho

GOLOS: António Sanca e Pedro Guedes.

Equipa de arbitragem. Foto: mediotejo.net

EQUIPA DE ARBITRAGEM: Anthony Silva, Pedro Santos e Afonso Claudino.

DISCIPLINA: Cartão amarelo

Pedro Romero, Rony, Mamadou, Rodrigo e Vitor Oliveira.

No final ouvimos os treinadores:

Pedro Vieira, treinador do Alcanenense. Foto: mediotejo.net

Gonçalo Carvalho, treinador do Fazendense. Foto: mediotejo.net

PUB
PUB
Luis Ribeiro
Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).