PUB

Futebol | Abrantina volta a perder em casa, desta feita com o Fazendense (c/fotos e audio)

UNIÃO DESPORTIVA ABRANTINA 1 – ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FAZENDENSE 3
Campeonato Distrital AFS – 6ª jornada
Estádio Municipal
Abrantes
05-11-2017

PUB

Muita luta a meio campo.

Numa tarde soalheira, com algumas nuvens e um vento gélido a soprar por vezes forte, encontraram-se no relvado do Municipal de Abrantes duas equipas com situação pontual diferente: o Fazendense já com nove pontos no seu pecúlio e a Abrantina teimosamente em branco apesar de algumas boas exibições. Acreditava Seninho e a sua equipa que seria desta que se acabava a malapata. Mas mais uma vez os golos tardaram em aparecer e os adversários vão marcando.

PUB

O jogo começou com as equipas a procurarem encaixar nos adversários, em estudo mútuo, sem muita ousadia. Ambas procuravam as alas e a velocidade dos jogadores mais adiantados para, com cruzamentos para as costas dos defesas, tentarem surpreender.

Aos oito minutos José Pedro livrou-se do marcador direto e assistiu Hélio Ocante que desferiu potente remate travado, in extremis, por um defensor sobre a linha de golo.

Aos oito minutos Ocante remata para a baliza onde um defesa tira na linha de golo.

Dois minutos depois José Pedro, de novo em boa posição, rematou por cima.
Na resposta, aos 14 minutos, um bom cruzamento do Fazendense pela esquerda encontrou Isas que cabeceou fraco para defesa de Daniel Marques. No contra golpe Miguel Catarino rematou para defesa de Nuno.

À passagem dos 25 minutos a ala esquerda dos visitantes volta a funcionar e um excelente cruzamento encontra Isas ao segundo poste, liberto de marcação, que cabeceou sem dar hipóteses à defensiva contrária. Estava inaugurado o marcador numa
demonstração de eficácia da equipa de Fazendas de Almeirim.

Isas, com forte cabeçada, inaugura o marcador.

Na reposição José Pedro caiu na área adversária mas o árbitro Pedro Ferreira mandou jogar. Os protestos foram insípidos. Aos 36 minutos o mesmo José Pedro, muito activo, rematou para defesa fácil de Nuno. O cronómetro assinalava o minuto 40 quando o Fazendense, em jogada decalcada do primeiro golo mas pela direita, assistiu
Luís que ao segundo poste, de cabeça, voltou a bater Daniel Marques. Bom de bola este brasileiro que já representou o Cruzeiro e o Dínamo de Zagreb nos escalões jovens.

Luís, à esquerda, já cabeceou para o segundo golo do Fazendense.

Vacilou um pouco a equipa de Abrantes, ainda consentiu um canto em que na confusão, a bola acabou nas mãos do seu guarda redes. Estávamos em cima do intervalo e o árbitro mandou toda a gente para os balneários.

José Pedro foge à marcação de Isas.

Após o descanso a equipa visitante abrandou um pouco e a Abrantina subiu linhas e tornou-se mais incisiva. Só que, com pouca eficácia, via gorar-se os intentos.
Até que, aos 65 minutos, beneficiou dum canto a que Hélio Ocante deu o melhor seguimento, de cabeça.

Voltava a acreditar a equipa da casa e instalou-se no meio campo contrário, dispondo de algumas oportunidades para visar a baliza de Nuno.

Boas jogadas se perderam por falta de eficácia.

Com as linhas subidas sofreu um contra ataque contrário e só a falta de pontaria de Isas não trouxe males maiores. Aos 70 minutos o azuis beneficiaram dum livre, descaido pela direita, ainda longe e José Pedro de cabeça quase marcava. Valeu a atenção de Nuno.

José Pedro, um dos mais inconformados, alveja a baliza de Nuno.

Na resposta o Fazendense ensaiou boa jogada de envolvimento,rápida e surpreendeu a equipa de Abrantes com Rama a atirar a contar por entre as pernas de Daniel Marques.
Estava reposta a diferença de dois golos e pese o empenho de Hélio Ocante e José Pedro, com remates ao lado, as redes de Nuno mantiveram-se invioláveis.

Em cima do final Rama ainda obrigou o guarda redes da casa a boa defesa. Pouco depois terminava um bom jogo, típico de campeonato, com bons pormenores onde venceu a equipa mais eficáz. A equipa chefiada por Pedro Ferreira esteve ao nível do jogo. Positivo.

Boa reacção da Abrantina ainda rendeu um golo.

FICHA DE JOGO

UNIÃO DESPORTIVA ABRANTINA:
Daniel Marques, Daniel Catarino ( André Miguel), Toni, Duarte Basílio (Rafael Serrano), Luis Ferreira, Diogo Mateus, Fábio Rodrigues, Diogo Barrocas, Marco Lino (Rafael Silva), José Pedro (Elísio Faria) e Hélio Ocante.
Suplentes não utilizados: João Felix e Manuel Vitor.
Treinador: Seninho.

União Desportiva Abrantina.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FAZENDENSE:
Nuno, Patrício, Luís, Zé Miguel, Beni (Peralta), Isas (Vanylson), Rama, Neto, Tiago (Dani), Liká e Cláudio.
Suplentes não utilizados: Manú, Gavela, Marques e Lucas.
Treinador: Gonçalo Carvalho.

Associação Desportiva Fazendense.

GOLOS:
Hélio Ocante (UDA); Isas, Luís e Rama (Fazendense).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Pedro Ferreira, Rui Inácio e Fábio Pires.

Equipa de arbitragem: Pedro Ferreira, Rui Inácio e Fábio Pires.

DISCIPLINA
Cartão amarelo: Beni, Isas e Peralta (Fazendense).

No final fomos auscultar as opiniões dos técnicos de ambas as equipas:

Seninho-Treinador da Abrantina

Gonçalo Carvalho-Treinador do Fazendense

*Com David Pereira (fotos).

PUB
PUB
Jorge Santiago
Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).