Freguesias | Bruno Tomás (Abrantes) é o novo coordenador distrital da ANAFRE (c/áudio)

Bruno Tomás, presidente da União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede, é o novo coordenador do Conselho Distrital de Santarém da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), rendendo no cargo Joel Marques, que renunciou à presidência da Junta de Freguesia de Carregueira no dia 15 de outubro. Com a tomada de posse prevista para os próximos dias, Bruno Tomás antecipou ao mediotejo.net a importância da ANAFRE no âmbito de um trabalho político de proximidade com os cidadãos e falou dos desafios do presente e do futuro próximo.

A questão do ordenamento do território e da regionalização, dos eleitos locais e o trabalho a meio tempo e a tempo inteiro, a descentralização de competências para as freguesias, o trabalho de proximidade, a agregação de freguesias e a discussão da nova lei quadro para criação, modificação e extinção de freguesias, são alguns dos desafios que a ANAFRE vai ter em mãos na defesa do interesse superior das populações. Bruno Tomás, presidente de uma União de Freguesias com 18.400 habitantes, dá o exemplo pessoal da agregação das juntas urbanas em Abrantes e defende que as pessoas têm de ser ouvidas, ao contrário do que sucedeu em 2013, numa reforma que extinguiu 1.168 das 4.260 juntas de freguesia.

ÁUDIO DE BRUNO TOMÁS:

PUB

O socialista Bruno Tomás, 38 anos, é o presidente maior União de Freguesias de toda a região do Médio Tejo, com 18.400 habitantes, e assume a coordenação de uma estrutura que tem crescido nos últimos anos, sob a gestão de Joel Marques. O ex-presidente da Junta de Freguesia de Carregueira foi reeleito para o cargo de coordenador da distrital da ANAFRE em junho de 2018 e com um mandato válido para quatro anos, culminando num ano em que decorrerão novas eleições internas, a par das eleições autárquicas.

Com a saída de Joel Marques, Bruno Tomás assegura até 2021 a coordenação de um cargo que já coadjuvava, e sobe ao Conselho Diretivo o primeiro suplente que é António Graça, da freguesia de Sabacheira, Tomar.

As listas de Joel Marques eleitas em 2018 foram constituídas por autarcas do PS, PSD, CDU e movimentos independentes que se reviram no lema “União e Compromisso” e aceitaram enfrentar os desafios do quadriénio 2018-2021, tendo a ANAFRE comemorado os 30 anos em 2019, ano em que eram 98 as freguesias que integravam a estrutura distrital num universo de 141. O número de associados tem oscilado, nomeadamente com a descida resultante da reorganização administrativa de 2013 e a subida registada no mandato anterior de Joel Marques. Em declarações ao mediotejo.net, Joel Marques fez um balanço do trabalho desenvolvido enquanto coordenador distrital da ANAFRE -Associação Nacional de Freguesias:

ÁUDIO DE JOEL MARQUES:

“Foram 11 anos intensos de Presidente de Junta e seis anos como coordenador da ANAFRE, em que os primeiros anos não foram nada fáceis. Em 2014 a ANAFRE não tinha dirigentes aqui na região, havia muitos problemas para resolver e agradeço à equipa extraordinária que esteve comigo no primeiro mandato, que muito ajudou a resolver todos os problemas para conseguirmos projetar a ANAFRE para este novo mandado. Quase que duplicámos o número de Associados nos últimos anos. A ANAFRE tem tido nestes últimos anos um papel muito importante nas negociações quanto à delegação de competências para dar mais dignidade à Junta de Freguesia, mais proximidade. A nível distrital temos feito um “trabalho de sapa” de muita proximidade com os presidentes de junta. O que guardo para mim são as pessoas que conheci, os momentos que passei com elas, o poder ajudar, o poder fazer parte da solução de alguns problemas e o que aprendi. O que ficam são as relações pessoais, são as amizades que criamos durante a nossa vida”, afirmou.

Joel Marques presidiu até agora à delegação distrItal da ANAFRE. Foto: DR

Eleitos do Conselho Distrital de Santarém da ANAFRE/quadriénio 2018-2021 (ATUALIZADA)

CONSELHO DIRETIVO

Bruno Tomás (freguesia de Abrantes e Alferrarede – Abrantes)

Fernanda Cardigo (freguesia de Alpiarça – Alpiarça)

António Morte (freguesia de Santa Maria, Salvador e Santiago – Torres Novas)

Maria de Lurdes Fernandes (freguesia de São Pedro de Tomar– Tomar)

Nuno Azevedo (freguesia de Coruche, Fajarda e Erra – Coruche)

Jorge Rosa (freguesia de Olalhas – Tomar)

António Graça (freguesia de Sabacheira – Tomar)

Suplentes:

Joaquim Catalão (freguesia de Almeirim – Almeirim)

Carla Gomes (freguesia de Golegã – Golegã)

Rui Maurício (freguesia de São João Baptista – Entroncamento)

MESA DA ASSEMBLEIA

Fátima Machacaz (freguesia de Barrosa – Benavente)

Inês Correia (freguesia de Benavente – Benavente)

José Luís Ramos (freguesia de Bugalhos – Alcanena)

suplentes

Rui André (freguesia de Rio de Moinhos – Abrantes)

João Baptista de Oliveira (freguesia de Glória do Ribatejo e Granho – Salvaterra de Magos)

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns, ao Bruno Tomás, ele irá concerteza fazer um excelente trabalho, igual ao que está a fazer na freguesia de Abrantes boa sorte para a nova etapa. Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).