Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Junho 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Francisca Dias vence Hell’s Kitchen da SIC e deixa Mação em polvorosa

Aos 29 anos, a vida de Francisca deu uma grande reviravolta. A jovem, natural de Mação e com raízes na aldeia do Pereiro, alcançou a vitória no concurso Hell’s Kitchen Portugal, na SIC, tendo disputado um duelo intenso com Lucas no último serviço do restaurante infernal liderado por Ljubomir Stanisic. “Estou muito mais rica. Com muito mais pessoas que conheço, com muito mais conhecimento. Sou uma pessoa muito mais rica do que estava quando entrei aqui, sem dúvida”, reconheceu no episódio final.

- Publicidade -

Francisca ainda não consegue acreditar, mas entretanto a ficha vai ter de cair: terá de arregaçar mangas no restaurante 100 Maneiras de Ljubomir, no Bairro Alto, trabalhando com o chef executivo Maldonado.

Outro prémio foi um carro da marca Hyundai, cuja chave recebeu das mãos de Miguel Oliveira, embaixador da marca e piloto em ascensão do motociclismo português, vencedor do MotoGP Portugal e mais recentemente do Grande Prémio da Catalunha.

- Publicidade -

Entre diversos convidados especiais constaram as famílias dos concorrentes, para degustarem menus originais criados para aquela noite, que incluíram os melhores pratos apresentados no concurso, a maioria com assinatura dos finalistas.

O “Inferno” esteve cheio, e voltaram os concorrentes eliminados para ingressarem nas equipas que iriam apoiar Lucas e Francisca, com os dois finalistas a terem de chefiar as cozinhas azul e vermelha durante a derradeira prova de fogo.

Francisca Dias foi a grande vencedora do Hell’s Kitchen Créditos: SIC/Impresa

Admitindo durante o episódio final que teria ficado triste se não tivesse chegado a finalista, a jovem cozinheira mostrou estar confiante do progresso e de tudo o que deu nesta última volta.

“Estou contente. As coisas saíram-me bem, eu fiquei orgulhosa do nosso serviço. O sabor estava lá, as coisas estavam bonitas”, disse.

Ljubomir, sentado na secretária, teve de tomar a decisão final, que deu a entender ser uma luta renhida de onde só um dos finalistas poderia sair vencedor. “Foi muito difícil para mim, porque me baralharam as cartas todas”, confessou, referindo-se à prestação dos dois concorrentes.

Foi uma jogada de Lucas que pôs no limbo aquele que estava a ser o serviço da noite, e cuja qualidade começa a falhar e a não corresponder ao desejável.

Créditos: SIC/Impresa

Já Francisca Dias mostrou um serviço evolutivo, que “lentamente” começa a corresponder aos pedidos, pontuando para a final apesar do stress e pressão.

Apesar de tudo, Stanisic reconheceu que “foram brilhantes” e que se trata de “dois profissionais grandes” que chegaram à final porque lutaram para ocupar aqueles lugares.

Na opinião do exigente chef, Francisca teve um grande progresso ao longo do programa televisivo. “Acho que cresceste muito, mesmo muito. A nível profissional, a nível pessoal, e isso é notório e notável”, afirmou Ljubomir antes do anúncio da vitória.

Na presença da mãe, Fátima Dias, da esposa Tânia Semedo, e ainda da irmã mais nova, Maria, que estavam visivelmente orgulhosas da sua ‘Cisca’, a jovem recebeu a ovação da noite com direito a chuva de confettis, abraços, aplausos e muitos sorrisos, numa enorme felicidade.

Francisca provou o seu potencial, mostrando-se orgulhosa em ser mulher e por ter sido uma mulher a vencer o programa.

Francisca conquistou pela boca o temível chef Ljubomir Stanisic Créditos: SIC/Impresa

Nas redes sociais, a jovem maçaense já deixou agradecimentos e reagiu a esta saborosa vitória. “Se há um ano atrás alguém me dissesse que eu ia ser inscrita e que ganhava o Hell’s Kitchen, a minha resposta era «Sócio, tu não estás bem da cabeça»”, admite, lembrando que foi a esposa, Tânia, quem a inscreveu numa altura em que ficou desempregada devido à pandemia.

Num pequeno texto, agradece a todos os que partilharam estes últimos meses consigo, e partilha o sabor da vitória com todos os participantes.

“Conheci pessoas incríveis, aprendi bastante com todas elas. Aos meus colegas que partilharam esta montanha russa comigo, ao pessoal da produção que me aturou, ao Chef Ljubomir Stanisic, ao Chef Hugo Nascimento e ao Chef Maldonado muito obrigada”, escreve, mencionando depois todos os colegas e ex-concorrentes que fizeram parte da sua cozinha para disputar a final – Ricardo, Daniela, Cândida, Rute, Ana Sofia, Jennifer e Rafael.

“Sem vocês não tinha sido possível, esta vitória é nossa. Um obrigada especial à minha família, aos meus amigos e a todos vocês desse lado que me acompanharam nesta aventura. Terminamos este capítulo marcante, mas a história continua”, termina Francisca.

A vencedora deixa o mote, mostrando estar focada no seu futuro profissional e nos objetivos que pretende alcançar, pois agora que se lançou para um outro patamar, perder não é opção.

É de decorar o nome Francisca Dias, pelo sim, pelo não, porque é bastante provável que se venha a ouvir falar muito nele em “próximos episódios”, também entre tachos e panelas, noutras paragens de renome fora da tv, e que ostentam estrelas Michelin.

FOTOGALERIA

 

Leia mais sobre a vencedora do concurso da SIC, a jovem maçaense que conquistou pelo estômago o chef Ljubomir Stanisic e que prendeu Portugal ao ecrã:

Francisca Dias: dos sabores tradicionais de Mação à cozinha infernal de Ljubomir Stanisic

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome