Segunda-feira, Dezembro 6, 2021

Ferreira do Zêzere | “Virou-se uma página na História do Município”, destaca o socialista Bruno Gomes (c/ áudios)

Agradecimentos, despedidas, desejos de bons mandatos e, sobretudo, esperança marcaram a cerimónia de tomada de posse dos órgãos autárquicos de Ferreira do Zêzere realizada no dia 15 de outubro, no Centro Cultural.

- Publicidade -

Foi um dia histórico para o concelho porque marcou oficialmente uma mudança política na gestão municipal, até aqui liderada pelo PSD, durante mais de quatro décadas.

A vitória do PS nas eleições autárquicas de 26 de março marca esse “tempo de mudança”, como referiu o novo Presidente da Câmara no seu primeiro discurso.

- Publicidade -

Bruno Gomes, novo Presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere. Foto: mediotejo.net

“Interpretamos o voto dos eleitores como um voto de adesão a uma nova visão da política municipal, protagonizada por uma nova geração. Saberemos corresponder aos legítimos anseios da comunidade de Ferreira do Zêzere”, afirmou Bruno Gomes, classificando aquele dia como um “virar de página na História do Município de Ferreira do Zêzere”.

Num discurso em tom conciliador disse que “em democracia, não há vencedores e vencidos”, acrescentando: “Todos seremos convidados a realizar o Bem Comum, na diversidade de opiniões e de projetos individuais.”

ÁUDIO | Discurso do novo Presidente da Câmara, Bruno Gomes

Para Bruno Gomes, “a democracia local exige a verdade, e esta não se compagina nem pode ser alcançada sem um debate franco e leal, focado nas questões essenciais que unem a realidade mais profunda do interesse público municipal”. O novo detentor da cadeira do poder defende que que se tem de “afastar meras reivindicações particulares que colidam com o interesse comum. A verdade das coisas e dos factos só pode ser estabelecida em nome e sob o controlo da comunidade ferreirense”.

As questões ambientais, um dos aspetos críticos do concelho, não foram esquecidas pelo novo Presidente da Câmara. “A crise das alterações climáticas representa o maior desafio que a Humanidade tem de enfrentar neste século. Na nossa atividade municipal temos de saber proteger desde logo o meio ambiente, prestando a máxima atenção à limpeza e proteção da floresta, um recurso inestimável, bem como a defesa dos recursos hídricos e da ocupação dos solos, através da sua utilização sustentável”, sublinhou.

A parte final do seu discurso foi ocupada com agradecimentos, começando pelo Presidente cessante, Jacinto Lopes, pela “cordialidade e transparência com o que todo o executivo cessante, providenciou a informação e experiência”, para que o novo executivo possa “iniciar este mandato o mais conhecedores possível da atual realidade do Município”. “Estou certo que procuraram dar o seu melhor em prol do desenvolvimento de Ferreira do Zêzere”, disse Bruno Gomes, reconhecimento que mereceu um forte aplauso dos presentes.   

A finalizar, foi com emoção que Bruno manifestou a sua gratidão “a todos aqueles que contribuíram para a concretização deste projeto de mudança”, agradecendo em particular à sua Família “toda a disponibilidade, compreensão e motivação que sempre incutiram para estar ao serviço da comunidade”. Sem isso, “dificilmente poderia assumir o mandato que me foi confiado pela população ferreirense”, concluiu.

José Casanova, novo Presidente da Assembleia Municipal. Foto: mediotejo.net

“Forças vivas” ausentes

A ausência dos representantes das chamadas “forças vivas” do concelho na cerimónia de tomada de posse não passou despercebida. Figuras como o pároco local, o comandante dos bombeiros, o comandante da GNR, dirigentes associativos, entre outros, não foram convidados para a sessão.

No seu primeiro discurso como Presidente da Assembleia Municipal, José Casanova, referiu-se a esta falha protocolar.

ÁUDIO | Discurso do novo Presidente da Assembleia Municipal, José Casanova

“O ambiente de solenidade municipal desta sessão merecia a união e a presença indispensável das forças vivas que deveriam ter sido convidadas. A sua ausência traduz uma quebra na tradição protocolar e da solidariedade institucional que deve demonstrada para com os órgãos de soberania”, criticou.

Antes tinha saudado todos os presentes, os novos autarcas e os que cessaram funções e agradeceu a todos pela sua entrega e pelo seu empenho em prol do concelho. Não se esqueceu dos que se candidataram e não foram eleitos cujo mérito reconheceu.

José Casanova sublinhou ainda a massiva participação nas eleições autárquicas, a rondar os 73 por cento, em que a maioria escolheu “uma mudança de rumo”.  

“Somos todo ferreirenses, sem exceção, e todos somos poucos para cumprir as tarefas que os ferreirenses necessitam”, concluiu.

Nova Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere. Foto: mediotejo.net

PS domina mesa da Assembleia

A cerimónia de tomada de posse foi presidida inicialmente pelo Presidente cessante da Assembleia Municipal, Luís Pereira, que se referiu àquele dia como “importante pelo que representa em democracia” e agradeceu aos autarcas que cessam funções e desejou “coragem e sucesso” aos novos protagonistas autárquicos. O agradecimento foi extensivo aos funcionários municipais.

Antes dos discursos dos novos Presidentes da Câmara e da Assembleia, procedeu-se à eleição da mesa, havendo duas listas a sufrágio.

Venceu com 15 votos a lista apresentada pelo PS, constituída por José Casanova (Presidente), Carlos Salgado (1º Secretário) e Fernanda Moura (2ª Secretária). A lista da Coligação PSD-CDS (Inês Ferreira, Jorge Castro e Marisa Silva) recolheu sete votos.

Novos autarcas em Ferreira do Zêzere (2021/2025)

Câmara Municipal

Presidente – Bruno Gomes (PS)

Vereador Orlando Patrício (PS)

Vereadora Ana Elisabete Pereira (PS)

Vereador Hugo Azevedo (coligação PSD-CDS)

Vereador Pedro Alberto (coligação PSD-CDS)

Assembleia Municipal

José Manuel Pinto da Silva Casanova (PS)

Paulo Ferreira Rodrigues (PS)

Maria Fernanda Gaspar de Moura (PS)

João Miguel Sá da Silva (PS)

Antônio Manuel Henriques de Jesus (PS)

Mónica Patrícia Alves Antunes (PS)

Carlos Ferreira Salgado (PS)

Nuno Filipe Antunes Ramalho (PS)

Joana Patrícia Mendes de Sousa (PS)

Inês Ferreira (Coligação PSD-CDS)

Jorge Leão Ponce de Castro (Coligação PSD-CDS)

Marisa Alexandra Cotrim Silva (Coligação PSD-CDS)

José Manuel Gomes Duarte (Coligação PSD-CDS)

Filipe Dinis Mendes de Figueiredo (Coligação PSD-CDS)

Jorge Manuel Godinho Ribeiro (Coligação PSD-CDS)

Novos presidentes de junta de Ferreira do Zêzere. Foto: mediotejo.net

Juntas de Freguesia

Igreja Nova do Sobral – Mário dos Santos Roberto (PS)

Chãos – Edmundo Martins de Freitas (PS)

Nossa Senhora do Pranto – Manuel dos Santos Nunes (PS)

Areias e Pias – Márcio Cabral (Coligação PSD-CDS)

Ferreira do Zêzere – Armando do Carmo Cotrim (PS)

Águas Belas – José Pedro Joaquim (PS)

Beco – António José Craveiro Carvalho (PS)

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome