Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | PS contra encerramento da EB de Águas Belas

Os vereadores do PS votaram na quinta-feira, 10 de maio, na reunião privada de Ferreira do Zêzere, contra o encerramento do Jardim de Infância e Escola Básica (EB) de Águas Belas. Segundo Bruno Gomes e Orlando Patrício, o argumento de haver salas vazias num centro escolar maior não é suficiente para encerrar uma escola.

O encerramento foi votado na quinta-feira e a oposição manifestou-se contra a fundamentação.

“É verdade que a Escola de Águas Belas não encerrou como todas as outras, quando da abertura do Centro Escolar de Ferreira do Zêzere, porque não havia no novo edifício salas suficientes para todos os alunos. Tal situação obrigou então alguns alunos a ficarem na situação anterior. Águas Belas foi preparada pelo município com obras para manter e melhorar as condições de uma escola que tinha que fazer face à “Nova Escola” inaugurada e que tinha “deixado” aqueles alunos para trás”, recordaram em declaração política, enviada às redações.

Mas a manutenção da estrutura, lembraram, também se deveu à existência de uma Associação de Pais, que tem conseguido criar parcerias com município, junta de freguesia, encarregados de educação e professores. “Tanto que hoje é a própria Associação de Pais que, no apelo para o não encerramento da Escola, vem afirmar que esta situação não resulta da falta de alunos em Águas Belas, mas sim na falta de alunos nos Centros Escolares”, constataram.

“Estando o município a reorganizar a sua carta educativa, seria recomendável que esse trabalho também viesse a olhar para esta situação”, alertaram, salientando o sucesso da experiência e colocando-se contra o encerramento da escola.

“Em nossa opinião, não se fecha uma escola porque alguém num gabinete em Lisboa nos envia um email a chamar a atenção que há salas vagas noutro sítio. Fecha-se uma escola, porque se faz uma avaliação ponderada, com as pessoas”, concluíram.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome