Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | O primeiro dia de Bruno Gomes na Câmara após a viragem histórica nas eleições (C/VIDEO)

Bruno Gomes, o novo presidente da Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere, apresenta-se nas redes sociais como “Pai, Companheiro, Ferreirense, Socialista e Benfiquista”. É um exemplo de persistência num combate político que iniciou há cerca de 20 anos. Fez o seu percurso primeiro na Juventude Socialista, depois no PS, partido através do qual ocupou vários cargos políticos até chegar à Vereação e depois à Presidência da Câmara, naquilo que significou um virar de página na História do Município, como o próprio referiu na noite eleitoral.

- Publicidade -

O mediotejo.net acompanhou-o no primeiro dia de trabalho como presidente da Câmara. Com simpatia, recebeu-nos por volta das 7h30 na sua moradia nos arredores da vila. O objetivo era acompanharmos as suas primeiras horas naquelas funções num dia em que, com a sua equipa, iria percorrer os serviços camarários, desde as oficinas à biblioteca.

Enquanto tomava o pequeno almoço, a conversa fluía primeiro sobre o seu percurso de vida e depois sobre o desafio de ser o principal responsável pela gestão do município nos próximos quatro anos.

- Publicidade -

A morte do seu pai quando tinha dois anos marcou-o. A sua mãe nunca tinha trabalhado e teve de arregaçar mangas para criar o único filho. Com 5, 6 anos, Bruno começou a aprender acordeão no atelier de Leonel Rocha, que considera como seu pai.

Bruno Gomes, à saída da sua casa para o primeiro dia como Presidente da Câmara. Foto: mediotejo.net

Até agora, a sua rotina diária começava com uma volta de bicicleta de uma ou duas horas às vezes acompanhado pela sua companheira, Melissa, também ciclista. Mas a maternidade veio alterar as coisas e desde que nasceu Matheo, há 16 meses, que Melissa não o acompanha.

Fazia cerca de 8 mil kms por ano, com percursos mais curtos durante a semana e voltas mais longas ao fim de semana, seja individualmente ou com a equipa amadora da qual faz parte, a FZZ Bike.

Sendo difícil de manter essa rotina agora como Presidente de Câmara, já pensa comprar uma bicicleta estática para, literalmente, não perder a pedalada e tentar manter a forma. Até porque Bruno nota que quando para de fazer exercício, engorda. Além disso, “ao nível do sistema nervoso é ótimo, estou muito habituado a fazer desporto”, revela.

Profissionalmente apresentava-se como músico e professor de acordeão, mas até esse instrumento vai ter de arrumar por enquanto. Vai ter de deixar de fazer concertos e de organizar festivais de acordeão, apesar de alguns amigos lhe dizerem que ganhava mais dinheiro com a música.

Assume-se benfiquista, vê alguns filmes na Netflix quando tem tempo, gosta de acompanhar as notícias, seja na televisão, nas redes sociais ou nos jornais. Aliás, um hábito diário que tem é percorrer as páginas dos jornais.

A imagem cuidada a nível de roupa, penteado e calçado é uma das características de Bruno Gomes desde jovem. Sempre teve preocupação com a sua imagem. “Gosto sempre de andar minimamente bem e agora, como Presidente de Câmara, estarei sempre a representar o Concelho e como tal acho que tenho de ser uma referência”.  

Considera que a imagem com que se apresenta, mesmo nos pequenos pormenores, reflete o cuidado que pretende ter com a imagem do próprio Município.

Não faz questão de comprar roupa de marca até porque costuma comprar sempre roupa da Zara. Só nos sapatos é que investe mais por uma questão de conforto, durabilidade e qualidade. Com as novas funções na Câmara, diz que teve de comprar mais fatos e mais camisas.

A nova equipa à frente dos destinos dos município ferreirense. Foto: mediotejo.net

Uma equipa que se complementa

À porta da sua moradia e minutos antes de iniciar funções no terreno, confessa à reportagem do mediotejo.net que sente “uma grande felicidade” ao assumir o cargo de Presidente de Câmara. Depois de vários anos de persistência e sem nunca hostilizar a maioria PSD, o seu estilo moderado, cordial e afetuoso acabou por vencer.

“Vamos começar o primeiro de muitos dias de muito trabalho. É o realizar de um compromisso. Estou muito feliz, agora vamos ter mais capacidade para concretizar os nossos projetos”, afirma.

Para isso, diz que teve um “especial cuidado na escolha da equipa, a pensar na capacidade de trabalho de cada um e no entendimento entre todos”. “Tenho uma equipa muitíssimo capaz e isso deixa-me tranquilo”, garante. O seu parceiro de bancada, Orlando Patrício, é agora Vice-Presidente. Tem como principais responsabilidades os setores financeiro e das obras. Elisabete Ferreira assume as pastas da educação, cultura e ação social.

Fernanda Faria, que fez parte da lista da vereação, é a nova Chefe de Gabinete, e Paulo Rodrigues é o Adjunto.

Bruno Gomes considera serem pessoas com experiência e capacidade de trabalho e nas quais deposita toda a confiança. “Temos uma equipa muito boa. Estou muito tranquilo porque a capacidade de trabalho é grande”, garante.

A primeira manhã de trabalho foi ocupada a visitar os principais setores municipais começando nas oficinas logo às 8 da manhã e terminando no mercado. O objetivo era, juntamente com a sua equipa, cumprimentar todos os trabalhadores com quem pretende manter uma relação próxima.

Para Orlando Patrício, assumir as funções de Vice-Presidente da Câmara “é um misto de sentimentos”.

“Tenho sentido nos últimos dias uma grande tranquilidade. É certo que está cá dentro uma certa ansiedade e sinto as naturais preocupações, mas é um novo desafio que me agrada imenso”, confessa.

Depois de 16 anos como funcionário na Escola Pedro Ferreiro e 14 anos numa empresa de obras públicas, estava nos últimos anos a trabalhar como técnico superior na Junta de Freguesia de Vila de Rei.

Elogia as qualidades de Bruno Gomes que lhe transmite tranquilidade “como político e como pessoa”.

A nova Vereadora Ana Elisabete Ferreira confirma que vai deixar a advocacia e o escritório que tem em Coimbra para se dedicar a tempo inteiro à Câmara da terra onde nasceu e onde viveu até aos 18 anos.

Ainda jovem foi estudar para Coimbra, mas procurou sempre manter uma proximidade com Ferreira do Zêzere onde tem família, foi deputada municipal e chegou a ser vereadora em substituição do Vereador António Vicente.

Pediu a suspensão da cédula profissional como advogada para se dedicar a tempo inteiro aos pelouros da educação, saúde e ação social além de outras sub-áreas, setores onde se sente como peixe na água. Isto porque, desde que se formou, trabalhou sempre em áreas ligadas à saúde e educação e esteve ligada a instituições particulares de solidariedade social.

“Estou entusiasmada, com a noção da responsabilidade, sabendo que temos os holofotes apontados para toda a equipa”, afirma.

Após o café matinal dos três eleitos à frente dos destinos do Município ferreirense, seguiu-se a visita aos vários setores dos serviços e a apresentação de cumprimentos aos cerca de 140 trabalhadores.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome