Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | Município vai deixar de usar herbicidas nas bermas e valetas em 2020

O presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes (PSD), anunciou na sessão de assembleia municipal de sexta-feira, 26 de abril, que o município vai deixar de utilizar herbicidas, nomeadamente na limpeza de bermas e valetas, a partir de janeiro do próximo ano. Conforme explicou Jacinto Lopes aos deputados, “primeiro está à saúde das pessoas” e face à informação mais recente relativa aos perigos da utilização destes químicos é preferível apostar na utilização de maquinaria.

- Publicidade -

A diminuição da utilização de herbicidas, em particular os que contêm glifosato, na limpeza das bermas e valetas do concelho já havia sido comunicada pelo vice-presidente, Paulo Neves, aquando a reunião camarária de 28 de fevereiro. A associação do uso deste químico a problemas cancerígenos tem ganho relevo a nível internacional, sendo cada vez mais os municípios que começam a colocar reservas à sua utilização.

Na assembleia de sexta-feira, já depois do final da Ordem de Trabalhos, o presidente adiantou que o município vai abandonar definitivamente o uso de herbicidas em 2020.

- Publicidade -

Ao mediotejo.net, Jacinto Lopes esclareceu que a Câmara tem feito uma aposta gradual em maquinaria de limpeza, sendo que se está a criar uma equipa municipal que se vai dedicar sobretudo à limpeza de bermas e valetas. De recordar que, sem herbicidas, as ervas crescem muito mais depressa e obrigam a um maior esforço de limpeza ao longo do ano dos serviços municipais.

A notícia surgiu após uma exposição sobre o ponto de situação da limpeza florestal no concelho, constatando Jacinto Lopes alguns problemas de organização e de cumprimento do calendário, estipulado a nível nacional, pelos proprietários que se registaram em 2018.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome