Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | Monumento aos bombeiros inaugurado como “reconhecimento aos melhores de nós”

“Este monumento é apenas um reconhecimento” aos bombeiros, que “são os melhores de nós”, disse o Presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, durante a cerimónia inaugural da escultura de homenagem aos bombeiros da corporação da vila.

- Publicidade -

Domingo, dia 2 de maio, foi um dia de festa para a Associação Humanitária de Bombeiros de Ferreira do Zêzere pela inauguração do monumento e pela comemoração do 74º aniversário da instituição.

Após a missa, dezenas de pessoas acompanharam a cerimónia inaugural no espaço verde em frente à igreja, na qual participaram autarcas e dirigentes a nível concelhio, regional e até nacional, bem como muitos populares.

- Publicidade -

Coube ao padre Pedro Luís a bênção da escultura, a que seguiu o descerrar de uma placa alusiva.

Na hora dos discursos, o Presidente prestou homenagem aos bombeiros, à Associação Humanitária, a todos os anteriores comandantes e a todos os órgãos sociais, frisando que os “bombeiros de Ferreira do Zêzere são conhecidos e reconhecidos em todo o país”

“Não há nada que pague a disponibilidade destes homens e mulheres”, sublinhou Jacinto Lopes, ele próprio antigo presidente da instituição aniversariante.

Reconhecendo que não é fácil gerir a Associação Humanitária, pediu a todos “que continuem, que caminhem no mesmo sentido” numa mensagem de união.

Mário Ferreira, comandante da corporação, e Nuno Benedito, Presidente da Assembleia Geral, deixaram palavras de apreço pelo gesto da autarquia ao erigir um monumento aos bombeiros que desempenham “a mais nobre das missões”. Nuno Benedito elencou os nomes de todos os anteriores comandantes e pediu um minuto pelos que já faleceram.

David Lobato, Comandante Distrital de Santarém da Proteção Civil, enalteceu o trabalho dos bombeiros, realçando o risco que correm e o espírito de entrega. Aproveitou para agradecer o apoio da câmara à corporação, tendo em conta a “asfixia financeira que os bombeiros têm vivido nos últimos tempos”.

A intervenção mais longa coube a Jaime Marta Soares, Presidente da Liga de Bombeiros Portugueses que, depois de dissertar sobre a importância dos bombeiros e as carências que atravessam, elogiou a autarquia ferreirense pelo apoio que tem dado à corporação e pelo gesto de criação de um monumento aos bombeiros.

Edifício dos Bombeiros Voluntários de Ferreira do Zêzere. Créditos: mediotejo.net

Uma corporação bem equipada

De acordo com dados fornecidos pelo Presidente da direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Ferreira do Zêzere, Luís Vaz Pereira, do total de cerca de 50 bombeiros no corpo ativo, 26 são operacionais funcionários na instituição no quadro de pessoal.

Destaca o facto de, mesmo em tempo de pandemia, a corporação admitiu alguns profissionais e subiu ordenados.

Nesta altura, o principal trabalho tem a ver com o transporte de doentes não urgentes, para o qual a corporação dispõe de nove ambulâncias a atuar no concelho de Ferreira do Zêzere e parte do concelho de Tomar.

Mas tudo muda, a partir de 15 de maio com o arranque da ECIN – Equipa de Combate a Incêndios e da Equipa Logística de Apoio ao Combate (ELAC), estruturas montadas a pensar no combate aos incêndios para a época de verão que se avizinha.

Em agosto de 2018, a corporação sofreu um revés muito grande com um incêndio no quartel que destruiu várias viaturas, tal como o mediotejo.net então noticiou.

Uma das viaturas que ficou totalmente destruída foi o camião de comunicações. Nesta altura, a nova viatura já está totalmente equipada, pronta para atuar no terreno a partir de 15 de maio. Luís Vaz Pereira diz que deverá ser a viatura do género “com mais tecnologia a operar no país”.

Com o apoio da Câmara, dos sócios e de uma campanha de angariação de fundos foi possível repor as viaturas destruídas naquele incêndio.

“Neste momento estamos bem equipados, temos investido muito em material de proteção, equipamento e fardamento”, assegura o dirigente, que aponta como objetivos, entre outros, a compra de mais uma viatura de comando, a renovação da central de comunicações e a aquisição de uma nova ambulância por parte do INEM.

Com escritura prevista para breve está o terreno nas traseiras do quartel, que foi já adquirido com vista à ampliação das instalações.

É com orgulho que Luís Vaz Pereira garante que a sua corporação “está preparada para a época que aí vem”. “Temos capacidade de resposta para as necessidades do concelho”, conclui, numa afirmação corroborada pelo comandante Mário Ferreira: “Estamos bem equipados e em condições para desempenhar a nossa função”. Para este responsável, atualmente a maior dificuldade é a nível de voluntariado. “Gostaríamos de ter muito mais gente disponível”, afirma.

Da autoria do escultor Santos Carvalho, o monumento de homenagem aos bombeiros é constituído por cinco elementos que conjugam pedra (calcário) e aço corten. Tem 3,70m de altura, 2,40m de largura e 40cm de espessura. Inclui, entre outras referências aos bombeiros, uma chama, o brasão da corporação de Ferreira do Zêzere e a cabeça de um bombeiro com o respetivo capacete. Inscrito no conjunto em pedra está o lema “Vida por Vida”.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome