Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere: Festival de Teatro Ivone Silva chega em abril

A atriz Ivone Silva, natural da aldeia de Paio Mendes, volta a ser homenageada pelo município de Ferreira do Zêzere nos próximos meses de abril, maio e junho. Depois do Cineteatro Municipal, o nome desta artista conhecida pelo humor na televisão e no teatro de revista foi atribuído ao novo Festival de Teatro. A iniciativa tem como principal vertente o teatro cómico e a aposta cultural assenta numa peça de projeção nacional por mês no Centro Cultural.

- Publicidade -

Apesar do nome feminino, o programa do festival tem início às 21h30 do dia 22 de abril, sexta-feira, com uma viagem ao mundo dos anseios, desejos e gabarolice dos homens com 50 anos. A peça “Loucura dos 50” traz a Ferreira do Zêzere os atores Joaquim Nicolau, António Melo, Almeno Gonçalves e Fernando Ferrão, que darão continuidade à tarde de teatro com atuações dos grupos de Teatro Sénior da RUTIS (Rede de Universidades Seniores).

Em maio, o teatro estará em destaque no último domingo do mês, dia 29, com a peça infantil “Um presente especial” em que a Companhia Espelho Mágico convida toda a família a estar presente na plateia a partir das 16h00 para assistir às peripécias de um avô e de uma neta. O festival termina no dia 18 de junho, sábado, pelas 21h30 com os atores Luís Aleluia, Noémia Costa e Joana Figueira na comédia “Absolutamente Fabulosos”, que mistura de forma divertida as dificuldades da vida artística em Portugal e uma mensagem de esperança.

- Publicidade -

Os bilhetes para o Festival de Teatro Ivone Silva serão colocados à venda brevemente na Tesouraria da Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere.

Cartaz
Cartaz

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here