- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | Espanhol que integra grupo detido por tráfico de droga fica em prisão preventiva

Um espanhol que integra um grupo de seis homens detidos esta semana por tráfico de droga na região Centro vai aguardar julgamento em prisão preventiva em Portugal, disse hoje uma fonte da GNR à agência Lusa.

- Publicidade -

O homem foi interrogado hoje, no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Coimbra, que lhe aplicou a medida de coação mais severa, a mesma que já tinha decretado na quarta-feira para dois dos quatro portugueses envolvidos no processo.

A comandante do Destacamento Territorial da Lousã da GNR, Raquel Ferreira, recordou que o segundo arguido de nacionalidade espanhola terá de “cumprir apresentações diárias” no seu país, na zona de Granada, onde tem residência.

- Publicidade -

A medida mais pesada ao seu compatriota, ouvido hoje no TIC de Coimbra, poderá justificar-se pelos antecedentes criminais e pelo facto de ter na sua posse, escondida no corpo, uma quantidade maior de droga, bolotas de haxixe neste caso.

Devido a lesões internas provocadas pela substância estupefaciente, os dois espanhóis, detidos numa casa em Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, deram entrada na urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), ainda na segunda-feira.

Como saiu do hospital em último lugar, um deles só hoje foi sujeito a interrogatório no Tribunal de Coimbra, de onde seguiu para um estabelecimento prisional.

Na quarta-feira, o TIC decidiu que dois dos quatro portugueses que a GNR deteve, no concelho da Lousã, vão aguardar os desenvolvimentos do processo em prisão preventiva.

A alferes Raquel Ferreira informou também na ocasião que os outros cidadãos nacionais, dois, terão de apresentar-se duas vezes por semana às autoridades das respetivas áreas de residência.

Em resumo, três arguidos (dois portugueses e um espanhol) ficam em prisão preventiva e outros três (igualmente dois portugueses e um espanhol) estão obrigados a apresentações às autoridades dos seus países.

Na terça-feira, a GNR da Lousã apresentou aos jornalistas o material apreendido na operação, com destaque para 43 quilos de diversas drogas, incluindo 36 quilos de canábis e seis de haxixe.

A GNR crê ter desmantelado uma rede de tráfico de droga que operava no Centro do país, em que estavam envolvidos seis homens, com idades entre 30 e 70 anos.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).