Ferreira do Zêzere | Corrida de Camas: a brincadeira de Carnaval que está a criar tradição (c/fotos e vídeo)

De dois em dois anos, desde que o presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, teve a ideia original em 2010, a Corrida de Camas dos festejos de Carnaval do concelho atrai curiosos e cada vez mais adeptos. Este domingo, 3 de março, foram 10 as equipas que tentaram a sua sorte, inclusive um grupo composto por imigrantes que quis participar na animação da terra.

PUB

A orientar os festejos carnavalescos, o vereador Hélio Antunes admitiu que a brincadeira está a criar raízes em Ferreira do Zêzere.

A pista tem cerca de 300 metros e há duas camas de grades de ferro com rodas. Três participantes em cada grupo, um deitado e dois a empurrar. Há uma troca de posições a meio da prova, num desafio em que o que conta é a velocidade.

PUB

Este ano ganhou o “Brexit”, a equipa constituída por alunos do Agrupamento de Escolas de Ferreira do Zêzere, que levou para casa uma invejável listagem de prémios, desde pequenos almoços e almoços em vários estabelecimentos comerciais do concelho, entre outras ofertas das empresas locais.

As várias fases da Corrida de Camas antecederam e sucederam o corso de Carnaval, um desfile que reuniu este ano 20 associações e instituições do concelho e mais de 500 participantes. A greve dos enfermeiros foi o tema mais recorrente da paródia, onde também não faltou uma crítica da Associação Recreativa Filarmónica Frazoeirense às limitações da Sociedade Portuguesa de Autores, sem esquecer as matrafonas, o Brexit, desfiles fúnebres, pinguins dançarinos, cowboys e a animação infantil das crianças, sobre os mais variados temas.

Após o corso seguiu-se a fase final da Corrida de Camas, com as oito equipas finalistas. A ideia, recordou Hélio Antunes ao mediotejo.net, partiu do próprio presidente da Câmara há nove anos, no intuito de animar os festejos de Carnaval. Desde então tem-se repetido periodicamente, atraindo cada vez mais curiosos e participantes e estando a ganhar alguma tradição na terra.

Os prémios são simbólicos, oferecidos pelas empresas locais, mas que acabam por constituir uma boa listagem para cada um dos três primeiros lugares: entre refeições nos restaurantes e cafés locais, a frangos, pacotes de ração e até fins de semana na hotelaria local.

Focados no prémio ou simplesmente pelo desafio, os participantes foram sobretudo jovens, não obstante uma equipa de imigrantes que vive atualmente em Ferreira do Zêzere ter participado entusiasticamente na prova. No final, ofegantes e sem grandes palavras, cantaram vitória os jovens do “Brexit”, talvez em jeito premonitório do que por aí vem.

 

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).