- Publicidade -

Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | Corpos em decomposição retirados de tanque na aldeia de Areias

Uma descoberta macabra abalou a pacatez da aldeia de Areias, na União de Freguesias Areias e Pias, em Ferreira do Zêzere, na tarde desta segunda-feira, 28 de agosto quando, num tanque particular, foram encontrados em avançado estado de decomposição os corpos de um casal de idosos.

- Publicidade -

De acordo com o apurado pelo mediotejo.net, foi um dos vizinhos que, cerca das 13 horas,  alarmado pelo forte odor que se fazia sentir a partir do quintal, descobriu os cadáveres no tanque nas traseiras da habitação tendo comunicado com as autoridades. As vítimas são um casal de Lisboa mas que residia em Areias há alguns anos, tendo também familiares por perto.

O casal, com cerca de 70 anos, tinha sido visto pela última vez na quarta-feira pelo que os corpos “já estariam ali pelo menos há dois ou três dias”.  De acordo com a nossa fonte não há indícios de assalto à casa pelo que tudo indica que se tratou de um acidente.

- Publicidade -

O óbito foi confirmado no local pela equipa do INEM da VMER do Médio Tejo, tendo os corpos sido removidos para o Instituto de Medicina Legal de Tomar, onde serão realizadas as autópsias. A Polícia Judiciária (PJ) encontra-se, no entanto, a investigar o caso.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, por sua vez, disse à Lusa que os corpos foram encontrados cerca das 13:13, aguardando-se a chegada do delegado de saúde, tendo o óbito por afogamento sido certificado por uma equipa da viatura médica de emergência e reanimação do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Hugo Azevedo, presidente da União de Freguesias de Areias e Pias, disse que foi um vizinho que, dado o forte odor, encontrou os corpos do casal, vestidos e virados para baixo, dentro do tanque, que não tinha muita água.

O autarca disse que o casal, ambos na casa dos 70 anos, eram vistos frequentemente pela zona, sendo que o homem ainda conduzia, suspeitando-se que possam ter morrido no passado sábado.

O terreno habitado pelo casal situa-se junto à sede da União de Freguesias, desconhecendo-se ainda se a casa foi alvo de algum assalto ou quais as causas destas mortes, acrescentou.

C/LUSA

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome