Ferreira do Zêzere | ‘Banco comunitário de alimentos da horta’ visa reforçar apoio social

Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere de 17 de julho 2020 Foto: mediotejo.net

Durante a sessão de Assembleia Municipal de Ferreira do Zêzere, que decorreu sexta-feira, 17 de julho, foi debatida a criação de um banco de alimentos no concelho, denominado “Banco Comunitário de Alimentos da Horta”. A ideia decorre do atual contexto da pandemia e visa aproveitar excedentes agrícolas em forma de apoio social. A criação deste banco de ‘alimentos frescos’ está agora a ser discutida pelas comissões de freguesias.

PUB

Durante a sessão, o presidente da Câmara, Jacinto Lopes (PSD), explicou em linhas gerais a ideia deste banco de alimentos, tendo posteriormente o vereador Hélio Antunes (PSD) esclarecido melhor o mediotejo.net a respeito do tema. Segundo o autarca, esta e outras sugestões partiram do gabinete municipal de gestão da Covid-19, no âmbito da sua preocupação com a área social, ou seja, as consequências da pandemia nos estratos sociais mais desfavorecidos.

O gabinete tem estado a trabalhar em soluções para fazer frente ao cenário atual e lançou um conjunto de propostas às comissões de freguesia, que devem retomar por esta altura as suas reuniões. Uma dessas sugestões foi a criação de um “Banco Comunitário de alimentos da horta” nas diversas freguesias.

PUB

“Criando um local de entrega e recolha livre ou com frequência distribuir os mesmos pelas famílias carenciadas, evitando que se estraguem, pois por vezes existem pessoas que têm excesso de produção de determinados alimentos na horta e que não sabem o que lhes fazer, acabando por se estragar ou têm como destino provável os animais, podendo ser bastante úteis para ajudar alguém”, explicou Hélio Antunes. A ideia é ser um banco de alimentos frescos, algo que o Banco Alimentar tradicional não consegue fornecer.

O gabinete propôs ainda às comissões de freguesia criar redes de apoio nas compras aos mais idosos ou agregados familiares com dificuldade de mobilidade ou de risco, verificação de medicação (se tomada com regularidade) e compra nas farmácias, marcação de consultas, apoio na deslocação a serviços, e apoio ao estudos de crianças e jovens que necessitem.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here