Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Ferreira do Zêzere | Autarquia define Estratégia Local da Habitação para apoiar famílias carenciadas

A Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere está a fazer um levantamento e identificação das necessidades a nível de habitação com vista à elaboração da Estratégia Local da Habitação.

- Publicidade -

O processo começou no dia 5 de agosto com uma reunião entre os responsáveis autárquicos, as IPSS’s do concelho, bem como as Juntas de Freguesia. O objetivo passa por “dar continuidade ao trabalho que o município tem feito ao longo dos últimos anos, mais concretamente desde 2015, em que foram feitas várias intervenções em habitações de pessoas carenciadas e em situação vulnerável que habitam em condições indignas e sem o mínimo de conforto”, explica a câmara em nota de imprensa.

Tais intervenções têm passado por dotar as habitações de água potável, de construção de instalações sanitárias, de colocação de sistema de água quente, de execução de cozinhas, reparações de coberturas, construção de novos quartos em função do número de pessoas do agregado familiar, pinturas, entre outros melhoramentos.

- Publicidade -

Neste processo, têm sido parceiras, todas as IPSS do concelho, a associação Just a Change, a Fundação Maria Dias Ferreira e as Juntas de Freguesia.

Quando a autarquia tiver concluída a Estratégia Local da Habitação pode apresentar candidaturas a fundos para recuperação das habitações, ou de edifícios que sejam depois lançados no mercado de arrendamento. Este financiamento surge através do IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana que, no início de 2021, criou condições para que o programa “1º direito” possa avançar.

Será também através deste programa que a câmara ferreirense tem condições de candidatar as intervenções que urgem ser feitas nos apartamentos do designado “bairro social” em Ferreira do Zêzere.

“É mais um passo importante que o município dá, na recuperação de património que pode ser disponibilizado para arrendamento a pessoas com maior dificuldade e em situação desfavorável”, justifica a autarquia.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome