Feiras e mercados de levante proibidos em Sardoal

No concelho de Sardoal está proibida a realização de feiras e mercados de levante. O primeiro-ministro anunciou a sua suspensão mas o Governo acabou por recuar nessa medida especial de combate à covid-19. Agora permite a realização das feiras e mercados de levante, dependente de uma autorização do presidente da Câmara Municipal. Miguel Borges, contudo, mantém a proibição.

PUB

Face à situação epidemiológica que se verifica em Portugal, o Governo estabeleceu medidas especiais a 121 concelhos, entre eles Sardoal. As feiras e mercados de levante só se realizam se o presidente da Câmara Municipal autorizar, o que não acontece em Sardoal.

Fora dessas medidas proibitivas está o Mercado Municipal, disse Miguel Borges (PSD) ao vereador do Partido Socialista, Pedro Duque, na última reunião de executivo, na quarta-feira.

PUB

O Mercado Municipal “não entra nestas orientações de encerramento”, afirma Miguel Borges, até porque “tem um Plano de Contingência” através do qual são aplicadas as orientações definidas pela Direção Geral da Saúde.

No entanto, “parte do Mercado de Alcaravela, nas suas estruturas fixas, quatro ou cinco, mantém-se a venda, no mercado de levante não vai acontecer”, afirma o presidente, acrescentando ser este o entendimento.

O Conselho de Ministros anunciou que 121 municípios seriam abrangidos por medidas mais restritivas de combate à pandemia de covid-19, a partir desta quarta-feira 4 de novembro.

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).