Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima: Reis festejaram os Reis em Dia de Reis (c/video)

Numa tradição que completa já 12 anos, um grupo de amigos de sobrenome Reis reuniu-se mais uma vez em Fátima, por forma a celebrar a data que lhes pertence. Dia de Reis, 6 de janeiro, é o momento aguardado para marcar um sobrenome que não conhecem a origem. Não são da mesma família, mas nestes encontros já se descobriram parentes desconhecidos. Este ano, receberam a visita dos Reseiros da Casa do Povo de Fátima.

- Publicidade -

Reis é provavelmente uma palavra de origem latina (Rex), tradicional da cultura cristã portuguesa, ligada ao culto dos Reis Magos. Em Fátima existem várias pessoas com este sobrenome, cuja particularidade chamou a atenção a alguns amigos, certo dia, num Bar. Nasceu assim a ideia, há mais de uma década, de realizar todos os anos um jantar com pessoas de nome Reis, no dia dedicado aos magos que vieram do Oriente visitar o Menino Jesus. Era afinal a data óbvia, nunca abandonada, mesmo quando as agendas pareciam dificultar o encontro.

- Publicidade -

No primeiro ano compareceram perto de 40 pessoas, recorda o organizador do convívio, João Reis. O número foi posteriormente diminuindo, “acompanhando a crise”. Alguns emigraram, outros casaram e partiram, outros têm os filhos a encargo e não puderam comparecer. Neste 2016, o convívio reuniu 17 pessoas ao redor de uma mesa animada em Boleiros, Fátima.

Quem organiza continua a ser o mesmo grupo de amigos, mas já se juntaram muitas outras pessoas, sempre com o nome Reis. Fátima é a referência: ou vivem, ou trabalham ou estudaram na cidade. Pessoas que hoje se encontram na casa dos 30/40 anos e que se reúnem para um jantar de convívio. Este ano o jogo do Benfica- Marítimo marcou o início festa. 6-0 foi uma boa entrada!

No final do jantar, juntaram-se os Reseiros da Casa do Povo de Fátima, que vieram cantar os Reis aos Reis. Parte do dinheiro do jantar foi entregue à instituição.

É para continuar? “Sim! Fico danado se o meu trineto não me convidar para o jantar de Reis”, comenta com determinação João Reis.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome