- Publicidade -

Fátima | Presidente da República encerrou centenário das aparições “em nome de Portugal” (c/vídeo)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encerrou esta sexta-feira, 13 de outubro, as celebrações do centenário das aparições de Fátima. Afirmando fazê-lo como “Presidente da República”, referiu que comparecia “em nome de Portugal, de todo o Portugal e de todos os portugueses, dos crentes e não crentes, católicos, cristãos, não cristãos, de todos eles (…) cumprindo uma missão nacional”.

- Publicidade -

Coube a Marcelo Rebelo de Sousa e ao bispo de Leiria-Fátima, D.António Marto, intervir na sessão solene que encerrou neste 13 de outubro o centenário das aparições de Fátima, momento que marca o milagre do sol e última aparição de Nossa Senhora aos três videntes de Aljustrel: os santos Jacinta e Francisco Marto e Lúcia dos Santos.

D.António Marto referiu que a incontável multidão de peregrinos que ao longo deste ano acorreu à Cova de Iria é “grata expressão de que o Santuário continua a ser lugar congregador das sedes e esperanças da humanidade”. Fátima é, segundo o bispo, um espaço de acolhimento incondicional de todos os homens e um oásis espiritual “onde as pessoas encontram a frescura capaz de regenerar a alma e a fé”.

- Publicidade -

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no encerramento do Centenário das Aparições de Fátima

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017

Ao longo de um século, acrescentou, “Fátima confirma que a história definitiva, essa que tem horizontes largos e não se prende com nada de menor, se reza com a simplicidade dos humildes que estão dispostos a oferecer-se para bem dos demais”.

“A conclusão deste ano de centenário abre-se, por isso, sobre um horizonte que continuará a encontrar em Fátima lugar de esperança e sinal de afirmação da presença de Deus próximo da história dos homens e dos homens da história. Porque, como nos lembrou em maio passado o Papa Francisco, «no crer e sentir de muitos peregrinos, senão mesmo de todos, Fátima é sobretudo este manto de Luz que nos cobre, aqui como em qualquer outro lugar na Terra”, declarou.

Orquestra e Coro da Gulbenkian encerram oficialmente os 100 anos das Aparições de Fátima. Concerto ao vivo na Basílica do Rosário com emissão para ecrãs no recinto. Entrada restrita a convidados

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 13 de Outubro de 2017

Começando por declarar que estava ali como Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa salientou que “é em nome de Portugal, de todo o Portugal e de todos os portugueses, dos crentes e não crentes, católicos, cristãos, não cristãos, de todos eles, que aqui está o Presidente da República, cumprindo uma missão nacional”.

Salientando um centenário “devidamente celebrado”, o Presidente referiu que a data “assinala a presença de Fátima na história contemporânea de Portugal, ou mais genericamente na História de Portugal, pelo encontro ao longo de 100 anos de milhões de portuguesas e de portugueses, que aqui vêm agradecer pelas suas alegrias, chorar as suas dores, formular os seus pedidos, testemunhar a sua fraternidade”. “Mas também, porque Fátima é projeção de Portugal no mundo e do mundo em Portugal”, constatou.

Lembrando a passagem de vários Papas por Fátima, o Presidente terminou a intervenção fazendo votos de que a mensagem de Fátima – que disse ser a mensagem da paz, da fraternidade, da humanidade e do amor em todas as suas dimensões – possa inspirar todos. “Possa inspirar a sociedade portuguesa, possa inspirar a humanidade no presente e no futuro”, declarou.

Cerca de 400 convidados do Santuário de Fátima assistiram ao espetáculo do Coro e da Orquestra da Gulbenkian, com transmissão para o exterior da Basílica do Rosário, permitindo aos peregrinos acompanhar o concerto – com cerca de uma hora e meia de duração – no recinto de oração.

c/LUSA

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -