Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima: celebrações de 13 de outubro com Prefeito emérito da Congregação para os Bispos

O prefeito emérito da Congregação para os Bispos, cardeal Giovanni Battista Re, vai presidir às cerimónias religiosas de segunda e terça-feira no Santuário de Fátima, a última grande peregrinação do ano ao templo mariano.

- Publicidade -

A peregrinação tem como tema “Vigiai e Orai” e é a que habitualmente maior número de pessoas leva à Cova da Iria depois da de maio.

Segundo dados do santuário, até quinta-feira estavam inscritos nos seus serviços 105 grupos de fiéis para participar na missa de dia 13, terça-feira, coincidente com o Dia Nacional Peregrino. A Itália é o país estrangeiro com maior número de grupos, 21 e quase mil pessoas, seguido da Polónia e Alemanha.

- Publicidade -

A peregrinação internacional aniversária, 98 anos após os acontecimentos na Cova da Iria, começa às 18:30 de segunda-feira, na Capelinha das Aparições, com o acolhimento pelo bispo de Leiria-Fátima, António Marto, e saudação pelo presidente das celebrações, cardeal Giovanni Battista Re.

Três horas mais tarde é rezado o terço e, logo depois, tem lugar a procissão das velas e a missa.

Após uma noite de vigília, as cerimónias são retomadas na manhã de terça-feira, com o terço, às 09:00, na Capelinha, e uma hora depois começa a principal celebração, a missa que inclui bênção dos doentes e procissão do adeus.

Em entrevista à sala de imprensa do Santuário de Fátima, o prefeito Emérito da Congregação para os Bispos e também presidente emérito da Pontifícia Comissão para a América Latina, afirmou que vai estar “como peregrino entre os peregrinos” e que à Virgem vai pedir “ajuda e proteção” para si, para a Igreja e para as famílias, tema do Sínodo dos Bispos que está a decorrer em Roma até ao dia 25.

O cardeal italiano, de 81 anos, adiantou que já esteve em Fátima, no distrito de Santarém, por devoção pessoal e em momentos “importantes na história de Fátima e da Igreja”, referindo neste último caso as duas últimas peregrinações do papa João Paulo II a Fátima, em 1991 e no ano 2000.

“Regresso a esse santuário com grande alegria, será um momento muito importante na minha vida”, acrescentou, citado pela sala de imprensa do templo.

Para estas cerimónias, a GNR reforçou na quinta-feira o patrulhamento nas principais vias de acesso à cidade de Fátima.

Numa primeira fase da operação, o esforço de policiamento é orientado para as vias utilizadas pelos peregrinos em direção a Fátima e, numa segunda fase, está centrado na segurança das celebrações no santuário, refere o sítio na Internet da força de segurança.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here