Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima | Novo McDonald’s é dos mais modernos do país

Ecrãs digitais, tablets, um sistema inovador de serviço à mesa que só existe em mais um restaurante no país, quiosques eletrónicos, McCafé, McDrive, espaço infantil e mais de 50 funcionários contratados pela região. O novo McDonald’s de Fátima foi inaugurado na quinta-feira, 15 de dezembro, para uma casa cheia de convidados, entre empresas e colaboradores da região. Esta sexta-feira, 16 de dezembro, abre ao público e promete trazer impacto à vida económica da cidade.

- Publicidade -

A instalação do McDonald’s em Fátima era uma intenção antiga da marca, conforme foi constatado durante a inauguração, mas só em 2016 se reuniram as condições para ser concretizada. O franchisado escolhido foi Eduardo Saragga Leal, que detém dois restaurantes em Leiria e um na Marinha Grande. Este é o 151º McDonald’s do país e um dos mais modernos, estando a ser implementado um sistema de localização por Bluetooth que permite que o serviço seja lavado à mesa, terminando assim com as longas filas de espera. O sistema estava em experimentação em apenas mais um restaurante a nível nacional e é agora executado em Fátima.

- Publicidade -

O processo de instalação do McDonald’s em Fátima decorreu em menos de um ano, referiu o diretor-geral da McDonald’s Portugal, Jorge Ferraz, tendo sido construído em cerca de dois meses. Eduardo Saragga Leal é franchisado há 20 anos, empregando atualmente uma equipa de 200 funcionários. “Isto é o mais moderno que se faz em Portugal no McDonald’s”, garantiu aos convidados presentes.

Já o vice-presidente da Câmara de Ourém, Nazareno do Carmo, afirmou que “este projeto para nós é muito importante”, pois “é um centro de criação de postos de trabalho e de desenvolvimento para a região”. “Da minha parte sinto que é um toque de modernismo em Fátima”, salientou, “este projeto já fazia falta em Fátima há algum tempo”.

À comunicação social presente, Eduardo Saragga Leal não se mostrou preocupado com o impacto junto da restante restauração da cidade religiosa. “Acho que é uma complementaridade”, referiu, “há restaurantes para vários mercados”, sendo que o McDonald’s traz “modernidade”. A afluência é ainda uma “incógnita”, contando o responsável sobretudo com o mercado residente de Fátima e região envolvente. “A cidade de Fátima não perde em relação com a Marinha Grande”, constatou, embora o aspeto do turismo também seja importante. A proximidade à saída da A1 (restaurante encontra-se logo após a saída, junto à rotunda norte) é encarado também como uma mais-valia, sendo que Fátima fica a meio caminho entre o Porto e Lisboa.

O investimento no restaurante ronda o milhão de euros e emprega cerca de meia centena de pessoas, recrutadas localmente e formadas em outros restaurantes do país. Eduardo Saragga Leal salientou que a “política de expansão” é da responsabilidade da McDonald’s Portugal e não dos franchisados. “A McDonald’s já tinha intenção de abrir um restaurante em Fátima há muito tempo, mas era necessário haver um espaço” de importante valor imobiliário, o que foi finalmente conseguido. “Este lugar é muito bom e tem tecnologia de ponta”, afirmou.

O McDonald’s situa-se na Avenida Beato Nuno, perto da rotunda norte. Possui 180 lugares, com esplanada, McDrive e McCafé (uma pastelaria), além de um espaço infantil. Funciona das 8 horas à meia noite, de domingo a quinta-feira, e até às duas da manhã às sextas-feiras e sábados.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

Responder a Joazinho Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome