Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima | CNC passa a emitir credencial do peregrino dos Caminhos de Fátima

A credencial do peregrino dos Caminhos de Fátima já se encontra disponível, adianta em nota de imprensa o Centro Nacional de Cultura (CNC). Este é um passaporte passível de ser carimbado em vários locais por onde passam as rotas associadas aos “Caminhos de Fátima”.

- Publicidade -

O CNC é a entidade proprietária da marca “Caminhos de Fátima”. A credencial do peregrino, que começou a ser vendida a partir de 13 de setembro, corresponde a um passaporte do peregrino, que certifica a passagem pelas várias etapas destes Caminhos.

“Deve ser carimbada em cada paragem efetuada durante a caminhada, junto de uma entidade de acolhimento que utilizará, para este efeito, o seu próprio carimbo (paróquia, hotel, albergue, restaurante ou outra instituição). Serve, assim, de certificação da realização do Caminho de Fátima”, refere a mesma informação.

- Publicidade -

A credencial pode ser levantada na sede do Centro Nacional de Cultura, em Lisboa, ou enviada por correio . Será também disponibilizada nesta fase em alguns dos principais pontos de relação com os Caminhos de Fátima oficialmente reconhecidos pelo Centro Nacional de Cultura: albergues dos Caminhos de Santiago, em colaboração com a Associação Via Lusitana; Sé Catedral de Lisboa; Postos de Turismo da Rede da Região Turismo Centro de Portugal; Postos de Turismo da Rede da Região Turismo do Alentejo.

Os Caminhos de Fátima, identificados e desenvolvidos pelo CNC, são uma rede de itinerários religiosos e culturais que partem de diversos locais culminando no Santuário de Fátima. Desenvolvidos em parceria com múltiplas instituições e em articulação com o Santuário de Fátima, pretendem criar condições seguras e aprazíveis para os peregrinos que a pé se dirigem ao Santuário de Fátima, evitando as estradas de grande circulação automóvel, em favor de caminhos de terra e de pequenas estradas rurais.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome