Fátima: Calvário Húngaro recebe sinalética da comunidade húngara em Portugal

Via-Sacra do Calvário Húngaro tem início na rotunda sul, em Fátima, e é um acesso pedonal aos Valinhos e Aljustrel. FOTO: mediotejo.net

O Calvário Húngaro (via-sacra que tem início na rotunda sul, em Fátima, e que termina numa capela nos Valinhos) foi finalmente sinalizado. A oferta da sinalética foi da Embaixada da Hungria e da Associação Portugal – Hungria Para a Cooperação: uma placa em húngaro à entrada da via-sacra, com o nome original do espaço “Calvário Cardeal Mindszenty”. A Câmara de Ourém também ofereceu uma placa, instalada nas proximidades, a indicar a presença do local.

PUB

O Calvário Húngaro foi uma ideia do Padre Kondor, pároco ligado à causa dos três pastorinhos de Fátima, numa época em que a Hungria, sua terra natal, estava sob o regime comunista, onde a Igreja era perseguida. O espaço foi patrocinado por refugiados húngaros e inaugurado em 1964.

Na ocasião, a embaixadora da Hungria em Portugal, Klára Breuer, salientou a importância de Fátima na relação entre os dois países. Já o presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca, lembrou a figura do Padre Kondor e da inauguração da praça com o seu nome em Fátima.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here