Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fátima | Angelus TV, canal católico e de evangelização, abre emissões a 2 de maio (c/vídeo)

O novo projeto de comunicação de Fátima, a Angelus TV, abre as emissões na próxima terça-feira, 2 de maio, a partir das 10 horas. O mediotejo.net falou com a responsável, Sandra Dias, que nos apresenta um canal que quer mostrar a Igreja Católica portuguesa a nível nacional. 

- Publicidade -

O estúdio está instalado na zona da Tapada da Ajuda, nos arredores de Fátima, nos antigos escritórios da empresa Vineves. Um investimento de cerca de 800 mil euros que partiu do projeto pessoal de Sandra Neves, jornalista de televisão e rádio durante vários anos na Canção Nova, canal de origem brasileira que também possui um estúdio em Fátima.

Natural da África do Sul, 44 anos, a viver há 12 anos em Fátima, reflete que faltava um canal de cunho nacional que se focasse apenas na Igreja Católica portuguesa. É essa visão que propõe aos telespetadores, com uma programação variada, mas que quer apostar sobretudo na formação e na evangelização.

- Publicidade -

A abertura chegou a estar prevista para fevereiro, tendo sido adiada para 27 de abril. Devido a problemas de ligação às operadoras, a emissão está apenas aberta a partir de 2 de maio.

MT: Como surgiu a ideia de criar a Angelus TV ou, dito de outro modo, um projeto televisivo em Fátima?

SN: A experiência que fui vivendo na direção da TV foi fazendo nascer em mim um grande desejo de  poder dar  espaço à realidade da Igreja Católica Portuguesa. Mas claro que sempre achei algo muito difícil de concretizar, e que estaria fora do meu alcance. No entanto, e partilhando esse desejo com outros colegas da área, acabei por em pouco tempo, e através de um deles de forma especial, de poder ver as ideias partilhadas por mim tornadas mais concretas ao elaborar um projecto de um  canal de televisão, com toda a sua estrutura técnica e operacional.

O que me parecia tão impossível, de alguma forma com aquele projeto foi-se tornando mais palpável e mais próxima a possibilidade de concretizar. A partir dai, fui dando pequenos passos. De forma especial contactando algumas entidades da Igreja, entre elas o nosso Bispo Diocesano, D. António Marto, que acolheram esta iniciativa.

A partir daí foi um conquistar passo a passo de parcerias e de contactos, ao longo de quatro anos, o que tornaria possível concretizar o projecto.

MT: Porquê Angelus TV? Qual a origem do nome?

SN: Apesar de concretamente saber o que desejava para o projeto, o nome foi o mais difícil de encontrar. Não só teríamos que encontrar algo que de alguma forma fosse “espelho” do canal, mas que também pudesse ficar no ouvido das pessoas.

Entre o grupo inicial do projeto fomos conversando até que surge o Angelus, por significar Anjo: o anunciador ou aquele que anuncia Deus, no evangelho recordamos a passagem do Anjo Gabriel que Anuncia a Maria. E por fim e estando sediados em Fátima, teria também a presença da Mensagem de Fátima, com o Anjo que precede as aparições, e no evangelho.

Reunindo isto, teve para nós todo o sentido que fosse Angelus TV.

MT: Porquê uma televisão e não outro tipo de órgão de comunicação?

SN: Como referi a minha primeira experiência com a comunicação foi a TV, embora tenha passado pela Rádio. A Televisão sempre foi para mim um desafio e algo que sempre me realizou pessoalmente.

MT: Entende que era uma lacuna no cenário informativo de uma cidade como Fátima?

SN: Na realidade, nunca o vi por esse prisma. A minha primeira e única finalidade era o anúncio do evangelho, que nos é apresentado pelos diversos “rostos” que cada Carisma, Congregação ou Movimento em si são espelhos da nossa fé católica.

MT: Quais as maiores dificuldades que tem enfrentado para levantar um projeto desta natureza?

SN: No início e como qualquer projeto a primeira dificuldade reside na parte económica. O que conseguimos ir conquistando pelo apoio de particulares. A partir daí acho que das maiores dificuldades com que nos deparamos são as “burocracias” que envolvem não só o licenciamento, como as diversas negociações com as operadoras.

MT: Há já um conjunto de televisões e canais religiosos. O que traz de diferente a Angelus TV?

SN: Como refere há já um conjunto de televisões e canais religiosos, no entanto nem todos católicos, e os que são católicos não são de produção nacional, e por isso com o nosso cunho português de vivência da fé. O slogan adotado é “ uma janela de esperança”, e é nele que reside o nosso diferencial. Mostrar a vivência da fé, de forma prática e no dia-a-dia de uma vivência cristã. Mas uma fé que nos faz encontrar forças nos momentos difíceis, na certeza do cuidado de Deus.

MT: Como vai ser o primeiro dia de emissões?

Por questões técnicas alheias aos nossos serviços, não foi possível finalizar a ligação com a operadora Meo (na quinta-feira, dia 27 de abril), pelo que teve que ser adiada as emissões para dia 2 de maio, a exemplo da Nos.

Esse primeiro dia terá inicio pelas 10 horas com um programa de apresentação do canal e da equipa, seguida da transmissão da Santa Missa do Santuário, seguindo depois a grelha que será habitual na programação.

MT: A cobertura noticiosa será em exclusivo no concelho de Ourém?

SN: Não, terá um foco maior no que é religioso pelo que abrangerá vários acontecimentos da Igreja. No entanto iremos procurar gradualmente e conforme for sendo possível corresponder abranger informação não só religiosa como de âmbito nacional: economia, social, cultural, etc.

MT: Pode-nos adiantar alguns pormenores da programação de que vão dispor?

SN: Alem da transmissão da Santa Missa, iremos transmitir o Terço da Capelinha das Aparições das 21h30 diariamente, incluindo fins de semana. Teremos programas de bricolage, culinária, ginástica, saúde, cultura, e claro de oração e formação católica.

MT: Que projetos gostariam de desenvolver no futuro através deste canal?

SN: Muitas direções hoje são nos apresentadas, mas só o futuro o dirá.

MT: Como descreve o projeto editorial da Angelus TV?

SN: A Angelus TV é um canal de televisão temático de cobertura nacional, de divulgação religiosa nacional e internacional que pretende dar, através do vídeo e da imagem, uma ampla cobertura dos mais importantes e significativos acontecimentos locais e nacionais, em todos os domínios de interesse, dando primazia ao conteúdo religioso.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome