Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Fatias de Cá entra em cena no lançamento de novo livro de José Rodrigues dos Santos

A Companhia de Teatro Fatias de Cá, de Tomar, volta a marcar presença na apresentação do novo livro “O Jardim dos Animais com Alma”, do jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos. O lançamento acontece no sábado, dia 23 de outubro, pelas 17h00, na Sociedade de Geografia de Lisboa, à semelhança do que sucedeu com outros títulos do autor. Aqui, alguns dos atores irão trazer a cena excerto da obra, dando-lhe corpo perante a assistência.

- Publicidade -

O novo romance será apresentado por Viriato Soromenho-Marques e contará com presença do cientista José Xavier, que contará as suas experiências com animais de diversas espécies na Antártida.

Segue-se, após a encenação de excerto de “O Jardim dos Animais com Alma”, sessão de autógrafos e entrega de uma foodie bag vegan para degustação, por chefs do Celeiro à Mesa.

- Publicidade -

Refira-se que o Fatias de Cá tem estado presente em muitos outros lançamentos do escritor, caso dos livros mais recentes, de 2020, “O Mágico de Auschwitz” e “O Manuscrito de Birkenau”.

Uma das obras de José Rodrigues dos Santos, os romances da “Trilogia do Lótus”, chegou a ser adaptada para a peça de teatro “Salazar” representada pelo grupo de teatro tomarense.

A Companhia de Teatro Fatias de Cá é um grupo de teatro profissional e amador criado em 1979, cujo lema é “Não resistir a uma ideia nova nem a um vinho velho”. Enquanto Companhia de Teatro enquadra cerca de 150 membros nivelados (entre profissionais e amadores) que desenvolvem ou uma atividade permanente, regular ou pontual. O grupo celebrizou-se por atuar em cenários como o Convento de Cristo, o Castelo de Almourol, o Mosteiro de Santa Clara a Velha, entre outros.

A designação da Companhia de Teatro “Fatias de Cá” inspira-se no nome do doce conventual Fatias de Tomar, cuja receita pode ser considerada uma metáfora do ato teatral: batem-se as gemas dos ovos demoradamente até obterem um aspeto cremoso e uniforme e vão a cozer em banho-maria numa panela especial até ficarem com a consistência do pão. Fatia-se e frita-se em calda de açúcar.

Para acompanhar a atividade do grupo pode aceder à página de Facebook em https://www.facebook.com/FatiasdeCa/

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome