Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

“Exames perniciosos e nocivos?”, por Massimo Esposito

Eu não pertenço a nenhum partido politico porque seguem ou uma ideologia humana volúvel ou..e mais facilmente, interesses pessoais, digo isto não para criticar mas só para fazer entender que o que vou dizer não é uma critica a um governo ou a um ministro, mas uma visão muito pessoal dos acontecimentos.

- Publicidade -

Foi dito há dias que os exames na escola vão ser abolidos (mas não o do 9º ano…?) porque foi provado por um estudo (de parte) que podem ser “perniciosos e nocivos” aos adolescentes que as frequentam.

As palavras “pernicioso e nocivo” tem o significado de que faz mal a saúde. Mas estamos a brincar? Estamos mesmo a chegar a pontos extremos de “NÃO EDUCAÇAO” !

- Publicidade -

Professores e estudantes sabem que hoje na escola pouco se aprende (de bom e útil), os próprios jovens sentem um vazio enorme a entrar nestas belas escolas e..passar o tempo.

Os professores são enterrados com burocracias inúteis e lentas que prejudicam o ensino e o sentimento que há nas escolas é de…deixa lá.

Digo isto por experiencia pessoal, como estou no ensino particular de belas artes, todos os anos me aparecem jovens que querem “aprender” as técnicas de desenho e pintura, porque na escola não as ensinam (por falta de tempo, por programas do estado “perniciosos” e sobretudo por falta de conhecimento da realidade do ensino).

A semana passada veio um jovem de Pego, aflito e preocupado porque haverá uma serie de testes sobre o desenho e a vista e na escola de arte visuais que frequenta nada disto foi feito até agora. Para quem não conhece arte é como fazer testes de matemática sem ter ensinado a tabuada.

Para eu ter sucesso nas minha aulas, de tempos em tempos faço “EXAMES” aos meus alunos, para nos certificarmos do que aprenderam, de como podem desenvolver as capacidades adquiridas e assim por diante, e ninguém se queixa ou.. tem problemas de saúde.

OS EXAMES NÃO SÃO TORTURAS! São momentos básicos para o progresso da aprendizagem, etapas obrigatórias como a manutenção dum carro ou os exames clínicos que fazemos de tempo em tempo. NINGUEM MORREU POR UM EXAME, naturalmente os exames não devem ser medonhos ou fora do contexto do que foi ensinado (uma vez aconteceu-me que tive de ajudar umas jovens que no exame deviam pintar com tinta de china e durante 4 anos nada disto tinham feito).

Para concluir, como ensinante, defendo os exames baseados num ensino progressivo e personalizado na idade e na área. Não como ferramentas de medo ou ditadura mas sim para avaliar o próprio conhecimento para poder avançar para a próxima etapa.

E não se preocupem os pais porque os filhos tem arcaboiço suficiente para ultrapassar um exame escolar e se assim não for, como poderão enfrentar os desafios da vida que os espera?

Pintor Italiano, licenciado em Arte e com bacharelato em Artes Gráficas em Urbino (Itália), vive em Portugal desde 1986. Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura nas autarquias do Médio Tejo que, após 20 anos, ainda continua ativo. Neste projeto estão incluídas exposições coletivas e pessoais, eventos culturais, dias de pintura ao ar livre, body painting, pintura com vinho ou azeite, e outras colaborações com autarquias e instituições. Neste momento dirige quatro laboratórios: Abrantes, Entroncamento, Santarém e Torres Novas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome