Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Esta sexta-feira celebra-se a decisão de elevar Abrantes a Cidade

No âmbito do programa do Centenário da Cidade, esta sexta-feira, dia 20 de maio, tem lugar um conjunto de iniciativas que assinalam o dia em que o Congresso da República deliberou elevar Abrantes a Cidade: 20 de maio de 1916.

- Publicidade -

Assim, pelas 17h, será inaugurada a relocalização da escultura comemorativa dos 75 anos da cidade, da autoria do escultor José Aurélio, na Rotunda da Avenida 14 de junho (descida para o Pingo Doce).

Este elemento escultórico “foi inaugurado a 14 de junho de 1991, junto ao talude no Largo 1º Maio, virado para a Avenida 25 de Abril, sendo que a peça simboliza a indústria metalúrgica e metalomecânica do concelho de Abrantes e será agora relocalizado num espaço que lhe conferirá maior visibilidade”, explica a autarquia de Abrantes em nota de imprensa.

- Publicidade -

Pelas 17h30, tem início a conferência “Abrantes 100 Anos”, na Biblioteca Municipal António Botto, com a sessão de abertura a cargo da presidente da Câmara Municipal, Maria do Céu Albuquerque, na qual decorrerá uma grande aula com a intervenção do professor catedrático Pedro Tavares de Almeida que abordará as relações centro-periferia e as reformas administrativas associadas.

Segue-se o lançamento do livro “Abrantes Centenária – Processo de elevação a cidade”, da autoria de Isabel Cavalheiro, e pelas 19h30, realiza-se uma visita guiada à exposição “100 Anos de Autores Abrantinos” e a apresentação de um quadro com a imagem do patrono da Biblioteca, o poeta António Botto, do pintor contemporâneo Abel Manta, por Adelino Pires (alfarrabista).

O programa será complementado com iniciativas nas escolas, sendo que no dia 19, entre as 10h30 e as 12h30, na Escola Básica D. Miguel de Almeida, será exibida a representação “Quadros da História de Abrantes, Cidade Centenária” e no dia 20, na Escola Secundária Manuel Fernandes, a partir das 10h, será realizada uma visita guiada à exposição “Há 100 anos era assim”, organizada pelo departamento de Ciências Sociais e Humanas, seguindo-se uma aula pelo professor catedrático Pedro Tavares de Almeida e uma intervenção da historiadora Isabel Cavalheiro sobre o processo de elevação de Abrantes a cidade. Estas ações são dirigidas aos alunos e professores dos agrupamentos de escolas.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here