Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Especial Mação | Cinco dias de Feira Mostra com música, gastronomia, cinema e livros

A Feira Mostra de Mação regressou ao concelho no dia 28 de junho, quarta-feira, prolongando-se até domingo, dia 2 de julho, e com um programa cultural de cinco dias em que não faltam a música, a gastronomia, os produtos endógenos, o cinema e os livros. Handmade, Alma de Coimbra, HMB, Luís Represas e Fernando Pereira asseguram o ritmo da vigésima quarta edição, aos quais se juntam a XIX Feira do Livro e o II FICA – Festival Internacional de Cinema Arte.

O Infante D. Henrique não se importa que o largo a que dá nome volte a ser conhecido pelo “Largo da Feira” entre os dias 28 de junho e 2 de julho, altura em que o concelho convida os visitantes a conhecer o que o distingue nas mais diversas áreas. Gastronomia, desporto, associativismo, economia e outros traços identitários fazem parte do programa que, obviamente, não esqueceu a cultura.

Grupo Alma de Coimbra. Foto: DR

A música chega a Mação com sonoridades variadas e o palco principal vai receber artistas conhecidos pelo público de diversas idades. A abertura dos concertos foi feita pelos Handmade no dia 28, que fundem a música tradicional portuguesa com o rock, o tribal e a eletrónica. A noite de quinta-feira, 29, foi dedicada à música da saudade com “Alma de Coimbra” pelo grupo de alunos da Universidade de Coimbra.

As últimas horas da semana, esta sexta-feira, ndia 30, ganham o ritmo do Soul e R&B dos HMB que trazem na bagagem o novo álbum “Mais”, com influências que vão de Lenny Kravitz a Prince. O fim-de-semana e o mês de julho trazem Luís Represas, que uns recordam como membro dos Trovante e outros associam ao álbum “Tratamento Acústico”, lançado em 2015.

HMB. Foto: DR

No domingo é o registo musical com que Fernando Pereira habitou os fãs nas últimas três décadas a ecoar no Largo da Feira. O cantor e ator musical fecha o programa com uma atuação em que não faltarão as interpretações de artistas de todos os géneros que lhe granjearam a fama.

A cultura também marca presença com a realização da XIX Feira do Livro no Anfiteatro José Costa e o II FICA – Festival Internacional de Cinema Arte no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira. Clássicos literários de todo o mundo juntam-se às novidades apresentadas por autores da região ao longo de toda a Feira Mostra e os filmes de 13 países surgem na tela de cinema nos dias 29 e 30 de junho e 1 de julho.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

- Publicidade -